Teste de publicidades

A BENDITA BASE

A BENDITA BASE

por Guilherme Barreto

Quando me filiei ao Partido dos Trabalhadores em setembro de 2015, houve uma plenária de recepção aos, naquela ocasião, trinta e cinco novos filiados, que ocorreu numa tarde de sábado no sindicato dos servidores federais. Houve, nessa plenária, uma fala bastante enfática do Senador Humberto Costa, saudando a coragem daqueles que se filiavam ao PT no momento mais difícil de sua história, e que era fundamental nesse momento que o PT voltasse a se construir a partir de sua base. Esse discurso, aliás, de que o PT precisa voltar às bases, tem sido muito presente desde o segundo turno das eleições de 2014. É consenso na esquerda que o que garantiu a vitória da presidenta Dilma em 2014 foi a intensa mobilização e união dos grupos de base da esquerda. Durante a luta  contra o golpe ainda em 2015 ouviamos os dirigentes do PT afirmando enfaticamente "devemos reconstruir nossa relação com as bases", "o PT precisa voltar a ouvir a base", a base, a base, a base. 

Após o golpe de 2016, o PT, preparando-se para o seu VI congresso, voltava suas discussões para a retomada à base. Tanto que a resolução do diretório regional, após o VI  congresso colocou:

"15.9. Aprofundar a articulação com os movimentos sociais e com a Frente Brasil Popular na defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores(as), especialmente na construção da nova etapa da Caravana da Democracia a ser realizada pela FBP neste segundo semestre;" 

Novamente, às bases. 

E assim tem sido, em 2015, 2016 e 2017, foi consenso no partido a volta às bases até chegarmos a 2018. Este é o ano para colocarmos em prática todo esse desejo de retomada de vínculos com as bases, de reafirmar a democracia interna de que o partido tanto se orgulha. E é nesse contexto que o PT/PE deve ouvir suas bases, pois as bases dizem: Candidatura própria. E dizem com ainda maior convicção: Marília Arraes.

Como sabido, o VI congresso adotou como resolução aprovada por unanimidade :
" 13 – Além de tudo isso, a desastrosa gestão do PSB em Pernambuco está impondo outros graves retrocessos ao povo pernambucano, do que são exemplos o caos atual na segurança pública, a privatização e a precariedade da saúde, a repressão às reivindicações de professores e a falta de políticas eficazes nas questões hídricas, deixando o nosso povo vulnerável seja quando ocorre estiagem, seja quando chove."

" 15.3. Apresentar uma candidatura própria do PT-PE ao Governo do Estado nas próximas eleições, em oposição ao governo do PSB, para que Pernambuco retome os rumos de seu crescimento social e econômico e seja resgatado das ameaças e atrasos impostos por uma gestão ineficiente e omissa, bem como para defender a democracia e os direitos dos pernambucanos(as);" 

Ou seja, foi consenso para o PT/PE que a gestão do PSB é "desastrosa" e que esta gestão desastrosa está "impondo outros graves retrocessos". Como então, faltando cinco meses para as eleições, pode ser considerada uma tese de aliança com esse governo que definimos, por unanimidade, ser "desastroso"? O que, de um ano para cá mudou para esse governo considerado desastroso pudesse ser digno de nosso apoio? Em 2017 foram mais de 5 mil homicídios. Até abril desse ano, mais de 700 assaltos a Ônibus. 

Argumentam, então, a necessidade de unir os partidos progressistas nacionalmente. Pois muito bem, devemos unir os partidos progressistas, mas isso deveria incluir o PSB/PE? No primeiro turno de 2014, Eduardo/Marina, no segundo turno, apoio a Aécio. Em 2016, apoiou o golpe liberando, inclusive, secretários estaduais que tinham mandato para que fossem votar a favor do golpe. Tendo o golpe vencido, ocupou, enquanto PSB, o ministério de minas e energia com o deputado Fernando Filho. 

Ora, então estamos falando de um governo "desastroso" que em tudo foi contra o PT nos últimos anos. Não apenas o PT, mas contra a democracia nacional. Como então admitir uma tese de aliança com esse governo? 

Estamos caminhando para uma encruzilhada política na medida em que caminhamos sem uma definição. Teremos a oportunidade de afirmar que "voltar às bases" não é uma estratégia retórica. Temos a oportunidade de colocar em prática aquilo que avaliamos desde 2015. Aproveitaremos a oportunidade ou nos arrependeremos após um novo golpe?

Guilherme Barreto
Militante da juventude do PT. 
Delegado ao Encontro Estadual


VALORIZE O ARTESÃO E A ARTESÃ LOCAL

VALORIZE O ARTESÃO E A ARTESÃ LOCAL

"Vai comprar presente para o DIA DAS MÃES, eis uma sugestão: compre os presentes de pequenas empresas. Da vizinha que vende por catálogo, das mulheres e mães empreendedoras, de artesãos e artesãs, lojas do bairro, da doceira que faz doces artesanais, do rapaz que tem uma banquinha...
Faça o dinheiro chegar às pessoas comuns e não às grandes lojas e/ou multinacionais. 
Assim, haverá mais pessoas para comemorar o dia da mães.

Apoie a nossa gente! 
Valorize o/a artista local!

Lu&Lu CriArte
Reciclagem I Artesanato I Customização 

Rua Gervásio Campelo, 54 - Prado
Recife
@luelucriarte
 
Ligar (81) 98839-2377
 
 luelucriarte@gmail.com
 

Marília Arraes pode passar Paulo Câmara ainda no 1º turno

Marília Arraes pode passar Paulo Câmara ainda no 1º turno

É inegável o peso político do sobrenome Arraes em Pernambuco. Que o diga Marília Arraes, vereadora do Recife, pré-candidata a governadora e sem anúncio (ainda) oficial do PT pernambucano acerca da unidade de forças ao seu nome como principal força capaz de deixar o atual governador caído aos seus pés.
 
Curiosamente o maior adversário de Marília no momento é o senador Humberto Costa também do PT, que com a fenomenal ascensão da neta de Arraes ao posto de maior liderança petista do estado, vem arquitetando um plano que “tenta” tirar Marília da disputa no tapetão. Humberto e meia dúzia de figurões aliados seus, parecem que foram picados pela mosca azul da sedução das promessas feitas pelo governador.
 
Resultado de imagem para paulo camara e humberto costa
 
A pré-candidatura de Marília é tão forte e tão promissora que já supera em índices matemáticos e apoiadores a do seu primo Eduardo Campos em 2008, quando na ocasião acabou por derrota o próprio Humberto Costa no 1º turno e Mendonça Filho (DEM) no 2º turno. Marília já apresenta números muito superiores ao primo, que no final da eleição conseguiu passar para o segundo turno por uma pequena diferença.
 
Marília já se encontra empatada tecnicamente com Paulo Câmara – que já entendeu que pode perder a eleição para ela – e começa a abrir em relação ao senador Armando Monterio (PTB), que pelo andar da carruagem será o candidato natural “das oposições” ao governo do estado. Contra Armando pesam o apoio da turma de Temer. Contra Paulo pesam uma péssima administração e uma falta de pulso e habilidade política.
 
Analisando o resultado das pesquisas eleitorais divulgadas até o momento pelo instituto MULTIPLA de Arcoverde, Marília Arraes passou de uma terceira via para se tornar a principal candidata com reais chances de desbancar o governador.
 
Em novembro de 2017 a vereadora aparecia com 9,6% das intenções de votos. Naquela época, Armando liderava e Paulo era 2º colocado. Na pesquisa de janeiro de 2018, Armando ainda liderava com Paulo em segundo e Marília, ainda em terceiro, já apresentava um bom crescimento e pontuava com 14,5%.
 
Então veio março. Dessa vez a pesquisa MULTIPLA apresentou uma significativa mudança em relação aos levantamentos anteriores. O governador Paulo Câmara passou a liderar a corrida, seguido por Armando Monteiro e Marília Arraes em empate técnico com o senador petebista, mas, ainda em terceiro com 18,5%.
 
E maio chegou como um meteoro para todos os pré-candidatos. O governador Paulo Câmara continua em 1º, só que dessa vez já tem a sombra de Marília Arraes batendo a sua porta. A jovem promessa pernambucana (o fato novo) está tecnicamente empatada com o governador e já começa a abrir em relação a Armando que agora está em terceiro.
 
 
Resultado de imagem para lula, humberto e marilia
PAULO foge de MARÍLIA como o diabo foge da cruz – Esse jargão popular exemplifica muito bem o atual momento. Cientes de uma possível derrota para a neta de Arraes, Paulo Câmara se “acoloiou” com Humberto Costa e juntos estão pedindo “penico” a executiva nacional do PT para barrarem Marília no “tapetão”, pois sabem que os dois estão perdidos. Um por votos e outro por falta de espaço.
 
Escrito por Blog doWellington Freitas.

Manutenção do Sistema Alto do Céu afeta abastecimento para bairros da Zona Norte do Recife

Manutenção do Sistema Alto do Céu afeta abastecimento para bairros da Zona Norte do Recife

Bairros da Zona Norte do Recife ficarão com o abastecimento de água suspenso por 24 horas, a partir das 8h desta terça-feira  (08/05) até às 8h da quarta-feira (09/05), para que seja realizada uma manutenção no Sistema  Alto do Céu. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) programou serviços de poda das árvores que estão tocando a rede de distribuição de 13,8 kV (kilovoltagem) situada na área da Estação de Tratamento de Água (ETA) Alto do Céu, com objetivo de eliminar riscos de curto-circuito. Para executar a intervenção, será preciso desligar a energia elétrica dessa unidade e, consequentemente, a operação do sistema.

 

No período, haverá falta de água nos bairros de Água Fria, Alto José Bonifácio, Alto Santa Teresinha, Arruda, Beberibe, Bomba do Hemetério, Cajueiro, Campina do Barreto, Campo Grande, Dois Unidos, Encruzilhada, Fundão, Hipódromo, Linha do Tiro, Mangabeira, Ponto de Parada, Porto da Madeira e Torreão.

 

A Compesa vai aproveitar a paralisação do sistema para realizar também manutenção elétrica preventiva na ETA Alto Céu, além de serviços hidráulicos. “Essa manutenção é muito importante para garantir a segurança operacional do sistema e evitar danos de natureza elétrica na unidade de tratamento, que podem vir a comprometer o abastecimento das áreas atendidas por esse sistema durante um período maior”, explica a gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Isabelle Souto. A parada do Sistema Alto do Céu vai afetar a distribuição de água para aproximadamente 182,1 mil pessoas na Zona Norte do Recife. Informações: 0800 081 0195 (atendimento 24 horas).


Nota da Comissão Executiva Estadual do PT Pernambuco

Nota da Comissão Executiva Estadual do PT Pernambuco

                                                                           NOTA 

 

Reunido no dia de hoje, 05.05.18, o Diretório Estadual do PT deliberou os seguintes pontos sobre o Encontro Estadual:

 

1 – Estabelecer a nova data para o próximo dia 10 de junho, atendendo à recomendação feita pelo GTE Nacional, em reunião do dia 03.05.18, diante da difícil conjuntura atual e das articulações políticas desenvolvidas pela Direção Nacional do PT;

 

2 – Que essa decisão ocorreu através de acordo entre todos os seus integrantes, numa construção coletiva em que não houve vencidos, nem vencedores;

 

3 – Que o Encontro Estadual, inicialmente debaterá e decidirá sobre a tática eleitoral em 2018, decidindo por candidatura própria ou por aliança. Em seguida, caso prevaleça a tese da candidatura própria, se escolherá os nomes para a candidatura ao Governo Estadual, para o Senado e a chapa proporcional, bem como os eixos do programa de governo.

 

4 - Até o Encontro, o PT-PE promoverá uma pesquisa com apoio da Nacional, bem como seguirá a sua agenda de construir e fortalecer os consensos internos e, sobretudo, continuará a mobilização para a libertação de Lula da prisão arbitrária e a sua campanha rumo à vitória para a Presidência da República.

#LulaLivre

#LulaPresidente2018

#EleiçãoSemLulaéFraude

Recife, 05 de maio de 2018.

 

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL


Presidente da Câmara de Vereadores do Município de João Alfredo em Pernambuco, faz ataque homofóbico ao presidente do PT do Município

Presidente da Câmara de Vereadores do Município de João Alfredo em Pernambuco, faz ataque homofóbico ao presidente do PT do Município

Na cidade de João Alfredo, Agreste setentrional Pernambucano que fica a 100 quilômetros da Capital, o presidente da Câmara dos vereadores se envolve em mais uma polêmica.

O Presidente Municipal do PT o jovem Luiz Otávio Pessoa, sobrinho do ex prefeito Sebastião Mendes e conhecido popularmente como Tato Mendes, após uma sessão que estava sendorealizada foi protocolar um ofício solicitando o prédio da câmara para um evento interno do partido (PT) que iria acontecer no dia 20 deste mês.

De acordo com informações a sessão já teria acabado e ao se dirigir para entregar o ofício o Sr. Davi Prazeres dos Santos, Presidente da Câmara Municipal começou a agredir verbalmente e a desferir palavras de baixo calão. 

O Sr. Davi exaltado gritava e denegria a imagem do Jovem Tato Mendes falando que não cede nada para o PT para fazer cachorrada, como se não bastasse o mesmo começou a praticar o crime de homofobia expondo a vida pessoal e se mostrando agressivo com o assunto que não teria nada há ver com a ocasião.

Populares e Vereadores presenciaram o fato, o Jovem Tato se deslocou até o DP da cidade que resultou em um B.O para o Sr. Davi.

Homofobia é crime! 

 

 

Por Blog Agreste Conectado- RODRIGO SEDÍCIAS


Apoio de Lula da Vitória a Marília Arraes com 49,8%

Apoio de Lula da Vitória a Marília Arraes com 49,8%

Marília Arraes (PT) apoiada por Lula: 49,8%, Paulo Câmara (PSB) apoiado por Joaquim Barbosa: 10,5%, Armando Monteiro (PTB) sem apoio de nenhum presidenciável: 8,7%, Coronel Meira (PRP) apoiado por Jair Bolsonaro: 4,7%, Júlio Lossio (Rede) apoiado por Marina Silva: 1,2% e Daniele Portela (PSOL) apoiada por Guilherme Boulos: 0,5%. Brancos, nulos e indecisos: 24,6%.

Impressionantes 51,5% dos entrevistados responderam que votariam "com certeza" num candidato apoiado por Lula. 


Obra de recuperação na rede de esgoto altera trânsito no bairro de Rio Doce

Obra de recuperação na rede de esgoto altera trânsito no bairro de Rio Doce

Uma obra de recuperação de rede coletora de esgoto que será iniciada amanhã (04/05), a partir das 9h, na Avenida Tiradentes, no bairro de Rio Doce, em Olinda, vai interferir no trânsito local. Para substituir três metros de tubulação da rede, será necessário isolar uma área da Avenida das Tiradentes entre as ruas 37 e 38, até a meia-noite deste sábado (05/05), quando os serviços serão finalizados. Os motoristas que costumam trafegar pela Tiradentes (sentido subúrbio/cidade), no período, devem fazer o desvio pela Rua 37 e depois seguir pela Avenida Nápoles. Os itinerários de três linhas de ônibus que trafegam na via também deverão seguir os desvios sinalizados: linhas 1907- Paulista/Rio Doce (Nobre), 1960 – Maria Farinha/Casa Caiada e 1987 – TI Rio Doce (Príncipe). A obra será executada pela BRK Ambiental, parceira privada da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) no Programa Cidade Saneada.


Apesar das Tramas de Paulo Câmara, Marília Arraes Cresce e Ameaça a Reeleição de Câmara

Apesar das Tramas de Paulo Câmara, Marília Arraes Cresce e Ameaça a Reeleição de Câmara

Nova pesquisa do Instituto Múltipla,  divulgada nesta quinta-feira,  registrada no TRE-PE e no Tribunal Superior Eleitoral, mostra que a candidatura da petista Marília Arraes é cada vez mais competitiva e ameaça a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB).

Segundo o Múltipla, o socialista lidera a disputa com 31% das intenções de voto, Marília chegou aos 21,5% e Armando Monteiro (PTB) agora é o terceiro somando 17,3%.

O governador estacionou em relação à pesquisa anterior, Armando caiu cerca de dois pontos e a neta de Arraes subiu de 18,5 para 21,5%.

Se a representante do PT chegar ao segundo turno tem tudo para derrotar o adversário, pois possivelmente contará com o apoio de Armando.

O Instituto realizou 600 entrevistas entre os dias 27 de abril e 1 de maio, em todas as regiões do Estado, seguindo a estratificação do IBGE.

Na pesquisa do Múltipla, Quando Paulo Câmara é “colado” a Joaquim Barbosa cai para 10,5%. Marília Arraes com o apoio de Lula chega a 49,8%.

Bolsonaro, Marina Silva e Guilherme Boulos tem peso tímido no apoio a Coronel Meira (5%), Júlio Lóssio (1,8%),  e Daniele Portela (0,3%). 

por Blog do Roberto Almeida 


Deputada Teresa Leitão diz que interesse do PSB é tirar Marília da disputa pelo governo de Pernambuco

Deputada Teresa Leitão diz que interesse do PSB é tirar Marília da disputa pelo governo de Pernambuco

por Inaldo Sampaio

A deputada Teresa Leitão (PT) declarou hoje (2), na Assembleia Legislativa, em aparte ao discurso do colega Álvaro Porto (PTB) criticando a “incoerência” do PSB em relação ao ex-presidente Lula, que  chegou a pensar que o interesse do PSB em reaproximar-se dos PT tinha a ver com o tempo de televisão e o prestígio eleitoral do ex-presidente da República.

No entanto, segundo ele, está cada vez mais “evidente” que o único interesse do governador Paulo Câmara (PSB) ao defender aliança do seu partido com o PT é retirar a candidatura da vereadora Marília Arraes (PT) ao governo estadual.

“Como Marília se movimenta mais e aparece bem nas pesquisas de opinião, eles querem ela fora do páreo. Mas o partido ainda vai definir quem será o nosso candidato, se José Oliveira, se o deputado Odacy Amorim ou se a própria Marília”, disse a deputada.

Ela acrescentou que irá recorrer a todas as armas democráticas para que a candidatura própria seja viabilizada dentro do PT. “Até porque, para pragmatismo eleitoral, tem que existir limites”.

A deputada lembrou que o sentimento de Paulo Câmara em relação à prisão de Lula ficou bem claro no filme dos governadores que foram a Curitiba tentar visitar Lula na prisão.

“Eu nem vou comparar (o posicionamento de Paulo Câmara) com o dos governadores do PT. Vou citar o governador do Maranhão, Flávio Dino, que é o PCdoB e o da Paraíba, Ricardo Coutinho, que é do PSB. Enquanto estes se indignam e fazem referência à prisão política de Lula, uma vez que Lula é um preso político, Paulo Câmara se refere ao cidadão e ao pernambucano Lula”.


 Ministério Publico de Pernambuco realiza V Encontro Nacional do Ministério Público

Ministério Publico de Pernambuco realiza V Encontro Nacional do Ministério Público

 
MPPE realiza V Encontro Nacional do Ministério Público começa quarta-feira (02/05)
 
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) realizará o V Encontro Nacional do Ministério Público essa semana, entre os dias 2 e 4 de maio, na Faculdade de Direito do Recife e no Banco Central do Brasil. A 5ª edição tem como temática “Ministério Público: Pensamento Crítico e Práticas Transformadoras”. O encontro será aberto às 19h de quarta-feira (2), no salão nobre da Faculdade de Direito do Recife, com apresentações culturais da Orquestra Criança Cidadã e do Grupo de Canto e Dança do Instituto do Ministério Público de Pernambuco (IMPPE).
 
Em seguida, será formada a mesa de abertura do evento com a conferência “Formação nacional, reversão neoliberal e revolução brasileira”, apresentada pelo professor livre-docente do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas, Plínio de Arruda Sampaio Júnior, com mediação do coordenador de Pesquisa da Escola Nacional do Ministério Público (ENAMP), Marcelo Pedroso Goulart.
 
Na quinta (3) e sexta (4), o evento será no auditório do Banco Central do Brasil, na Rua da Aurora, em Santo Amaro. No segundo dia estão previstas as mesas “Práticas transformadoras e Justiça restaurativa”, tendo como expositores o procurador-geral do MPPE, Francisco Dirceu Barros e o promotor Afonso Konzen, do Ministério Público Rio Grande do Sul (MPRS); “A questão racial e de gênero no MP brasileiro”, com a participação dos promotores Maria Ivana Botelho, do MPPE, e Eduardo Valério, do Ministério Público de São Paulo (MPSP); “Reforma processual e juízo de cooperação: novos caminhos ao fortalecimento da unidade institucional do Ministério Público”, com os promotores André Felipe Menezes, do MPPE, e Cássius Chai, do Ministério Público Maranhão (MPMA).
 
No terceiro e último dia do encontro, a programação inclui as mesas “Política criminal, encarceramento e criminalidade: perspectivas e desafios ao MP brasileiro em face dos seus compromissos e atribuições constitucionais”, tendo como expositores os promotores de Justiça Luís Sávio Loureiro e Irene Cardoso (ambos do MPPE), a doutoranda em Direito Manuela Abath Valença e a ouvidora nacional do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Maria Gabriela Peixoto; e a temática, “Ministério Público como garantia constitucional fundamental da sociedade: atribuições, deveres e práticas”, com a participação do promotor de Justiça Gregório de Almeida, do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e da procuradora do Trabalho Ludmila Lopes.
 
Serviço
V Encontro Nacional do Ministério Público,  “Ministério Público: pensamento crítico e práticas transformadoras”
Quando: 2 a 4 de maio
Local: Salão nobre da Faculdade de Direito do Recife (abertura) e auditório do Banco Central do Brasil
Informações: (81) 3182-7378/ 3182-7351/ 3182-7379

MoB - Movimento de Base do PT: Nota de Apoio a Candidatura de Marília Arraes

MoB - Movimento de Base do PT: Nota de Apoio a Candidatura de Marília Arraes

Apoio a Marília Arraes
 
MoB - Movimento de Base do PT
 
“A ousadia necessária rumo a mudança sempre que preciso.”
 
 Nós, do MoB -Movimento de Base do PT, vimos a público nos colocar nossa posição em relação as eleições de 2018 em Pernambuco.
 
 O Partido dos Trabalhadores passa por uma série de ataques jamais vistos a um partido político no Brasil desde a redemocratização. A perseguição ao PT ultrapassa os muros dos quartéis, adentrando nas casas e mentes da elite branca, rica e privilegiada, que jamais tolerou os benefícios que os governos do PT fizeram ao povo, dentro do país e até fora dele.
 
 Nossa maior liderança está presa, vítima de uma perseguição política, através de um processo jurídico repleto de nulidades e arbitrariedades. Desde o início do GOLPE de 2016 assistimos o ódio crescer, alimentado por uma imprensa oligárquica e compromissada seus financiadores. Fomos atacados em locais públicos e não reagimos. Assim a direita fascista ganhou força e criou um estado de exceção, amparado por uma grande parcela do judiciário federal elitista, analfabeto político e messiânico. É neste cenário de exceção judiciária, política e dos meios de comunicação de massa que teremos (ou não) as eleições no ano corrente. 
 
O GOLPE, com seus principais protagonistas: deputados, senadores, governadores, judiciário federal e meios de comunicação, trouxe profundos retrocessos sociais, políticos e econômicos à sociedade brasileira. Ousaram retirar direitos da CLT, algo tão brutal que nem a Ditadura Militar foi capaz tentar.
 
 Em Pernambuco, o PSB local teve papel fundamental no apoio ao GOLPE. O governador Paulo Câmara liberou todos os secretários(que tinham mandatos federais) para assumirem seus cargos a fim votarem a favor do “impeachment” sem crime. Todos os deputados do PSB, bem como o então senador pelo PSB, Fernando Bezerra Coelho, votaram sim para o GOLPE. 
 
Em 2014 o PSB já havia traído seus valores históricos de compromisso com a esquerda. No segundo turno, apoiou o candidato da direita Aécio Neves. Inauguraram um clima de agressões e ódio à Dilma e ao PT.
 
 O prefeito do Recife, Geraldo Júlio/PSB, era o mais exaltado nos comícios e palanques do estado. Outdoors e pichações em muros com a frase “O PT matou Eduardo” se espalharam por Recife. 
 
Foram e são práticas que os colocaram em posição diametralmente oposta aos ideais progressistas e democráticos do PT, impossibilitando qualquer reaproximação. 
 
Diante de tal cenário e analisando a conjuntura do estado e do país, nós que fazemos o MoB - Movimento da base do PT, reafirmando o nosso compromisso de resgatar o pensamento da verdadeira esquerda e rejeitando qualquer tipo de imposição vertical dentro do partido, já havíamos decidido caminhar com a candidatura própria em Pernambuco. Não queremos reconstruir ou refundar o PT, desejamos afirmar que somos um partido de massa, com uma MILITÂNCIA PUNGENTE E COMBATIVA, formada por filiados, simpatizantes e eleitores históricos, cuja esmagadora maioria defende candidatura própria. 
 
Três alternativas estão colocadas e, de forma democrática, decidimos buscar o diálogo com os(a) três pré-candidatos(a) ao governo. Assim fizemos com Marília Arraes e José de Oliveira, entretanto não conseguimos ouvir o candidato Odacy Amorim por falta de retorno do mesmo. 
 
Com todo respeito, deferência e reconhecimento que o companheiro José Oliveira merece de todos nós, devemos agradecê-lo, pois a sua postulação foi a maneira encontrada de colocar o partido para essa discussão e provocar o debate democrático, o que é fundamental nesse momento. 
 
O Deputado Odacy Amorim, infelizmente, perdeu uma ótima oportunidade de fazer o bom debate, infelizmente nada temos que acrescentar sobre sua postulação ou projetos sintonizados com o partido. 
 
Por tudo aqui colocado, o MoB-Movimento de Base de Pernambuco, DECLARA APOIO À CANDIDATURA da Vereadora MARÍLIA ARRAES PARA A DISPUTA DO GOVERNO DE PERNAMBUCO pelo PT, nas eleições de outubro próximo. 
 
Diante do que Marília Arraes vem defendendo e lutando, acreditamos que sua candidatura representa ganhos políticos fundamentais na defesa do presidente Lula diante de toda a perseguição que está sofrendo e disputa pela narrativa de esquerda no estado de Pernambuco e, sobretudo, pelo conjunto de ações planejadas que nos apresentou, todas em sintonia com os preceitos e linhas programáticas do PT. 
 
A nossa posição não é de aderência pura e simples, é resultado de conjunto de fatores já expostos, e principalmente, de compromisso com nossas bandeiras históricas, a saber: 
 
- Mandato democrático, transparente e participativo 
- Respeito e diálogo com os movimentos sociais 
- Defesa da saúde pública 
- Educação pública de qualidade 
- Segurança pública, cidadã e reformatação da SDS 
- Valorização e investimento na cultura 
- Mobilidade urbana com foco no pedestre, nos ciclistas e no transporte público de massa com qualidade, em todos os conglomerados urbanos de Pernambuco 
- Investimento nos esportes e atividades de lazer para a população carente 
- Fortalecimento das políticas públicas para minorias: LGBTQ, negros, mulheres, indígenas e juventude 
- Atuação sistemática contra toda e qualquer forma de preconceito 
- Política de inclusão às pessoas com deficiência 
- Valorização das periferias e regiões com alto grau de vulnerabilidade social 
- Reestruturação geral nos presídios e abrigos para jovens com respeito aos direitos humanos 
- Implantação de uma política de respeito ao idoso
 - Conter, através de vetos, todos e quaisquer privilégios diretos ou indiretos aos poderes executivo, legislativo e judiciário 
- Criação de mecanismo que possam gerar emprego e renda aos pernambucanos na RMR, Agreste, Zonas da Mata e Sertão 
- Estudo e criação de novos polos econômicos em parceria com órgãos federais 
- Economia solidária como forma de organização social dos trabalhadores e combate a exclusão social. 
 
Sem mais, só nos resta ir à luta. 
 
Recife, 30 de abril de 2018 
 
Joaquim Araújo 
Prazeres Barros 
Daniel Garcia 
J. Carlos Silva
 Jaílson Pereira
 Luiz Felipe Morais
 Carlos Alberto Athayde
 Morgana Chaves
 Ronaldo Couto
 Heraldo Araújo
 Gabriela Araújo
 Valéria Cerqueira
 Cicleide Roque
 Ana Claudia Oliveira
 Jenner Nascimento
 Priscila Freitas
 Eunice Maior
 João Barza
 Maurício Soriano
 Giovani de Morais
 Maria Luíza Quaresma
 Paulo Alexandre
 Telma Ratta
 Thiago Queiroz
 Alba Tatiana Siqueira
 Paulo Freitas
 Rodrigo Matos
 Fabiana Bezerra
 Deise Aguiar
 Leonardo Araújo
 Marise de Souza Morais
 Gabriele Freitas
 Gilvan Freitas
 Luciano Gonçalo
 Sarah B. Albuquerque
 Amanda Aguiar
 Luciana Arantes