Teste de publicidades

Compesa realiza recadastramento de clientes em bairro do Paulista

Compesa realiza recadastramento de clientes em bairro do Paulista

Serão abordados 3,5 mil clientes de Jardim Paulista

 

Para conhecer melhor o cliente e aperfeiçoar a prestação dos serviços de água e esgoto, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) está atualizando o seu cadastro em todo Estado. Uma ação de recadastramento foi iniciada hoje (14) no bairro de Jardim Paulista, no município do Paulista, Região Metropolitana do Recife, onde está programado abordar mais de 3,5 mil clientes. A Compesa também aproveita para fazer o levantamento de informações que serão utilizadas no censo comercial e na base de dados cartográficos – que facilitam a leitura e entrega das contas de água. Para dar celeridade ao trabalho, a equipe de cadastradores está atuando em uma quadra do bairro, por vez. A previsão é finalizar a ação em Jardim Paulista até o final do mês de junho.

 

É importante lembrar que a abordagem e regularização dos dados cadastrais são realizadas em concordância com o morador. Durante as visitas, o agente cadastrador deverá estar devidamente uniformizado e portando crachá de identificação. O cliente que tiver dúvidas, pode entrar em contato com a Compesa pelo telefone 0800 0810195. “Esclarecemos que não serão solicitadas quaisquer informações financeiras nessa ação. Mas o cadastrador, em alguns casos, necessitará ingressar no imóvel para realização do trabalho”, informa Luís Henrique Oliveira, gerente de Cadastro da Compesa. Alguns dos benefícios do recadastramento é maior agilidade no atendimento, geração de faturas com as informações fidedignas, estreitamento do relacionamento com o cliente e mais rapidez em eventuais negociação de débitos promovidas pela companhia.

 

O recadastramento é uma ação permanente e cíclica, que precisa ser realizada nas cidades que a Compesa presta serviços de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto. O cliente também pode fazer a atualização cadastral pela Agência Virtual da Compesa, no endereço www.compesa.com.br.


CNB Nacional faz pacto por Lula Livre, Lula inocente e Lula Presidente!

CNB Nacional faz pacto por Lula Livre, Lula inocente e Lula Presidente!

A corrente nacional Construindo um Novo Brasil (CNB) se reuniu durante os dias 11 e 12 de maio, em São Paulo, com a presença de representantes de 25 estados, vereadores, prefeitos, deputados estaduais e federais, senadores e demais lideranças dos movimentos sindical e popular.

Os companheiros e companheiras presentes trabalharam durante a quinta e a sexta-feira até as 20 horas com a pauta de conjuntura política e de estratégia eleitoral.

Ao final, o conjunto da CNB formou um pacto nacional por Lula Livre! Lula Inocente! Lula Presidente!

O encontro serviu como uma demonstração de força e de unidade da corrente, colocando um fim na tentativa de divisão e na insistência nas mentiras e boatarias que foram espalhadas pela mídia nas últimas semanas.

Já está sendo elaborado um documento final do encontro, que vai expor as falas e os compromissos em relação ao nome de Lula como candidato a Presidente até às últimas consequências. Vamos iniciar imediatamente o lançamento da candidatura do ex-presidente Lula nos estados e começar a colocar em ação as nossas estratégias, sobretudo no que toca às eleições de deputados estaduais e deputados federais, senadores e governadores.

Vamos aprofundar as nossas discussões sobre alianças eleitorais conforme a realidade de cada estado, com a prioridade de ampliar ao centro e ter como critérios a discussão sobre Lula Livre, Lula inocente, Lula Presidente.

E no momento em que eu posto este texto para reflexão e análise dos petistas, mais uma pesquisa nacional da CNT/MDA mostra com firmeza a opção dos brasileiros por Lula Presidente com a liderança isolada de quase 33%.

Viva a militância do PT! Viva a democracia! E viva todos aqueles que querem um Brasil para os brasileiros.

Francisco Rocha da Silva, (Rochinha)


CARTA DO MST AO POVO BRASILEIRO

CARTA DO MST AO POVO BRASILEIRO

 

    O Brasil vive uma profunda crise econômica, política, social e ambiental, resultante da crise internacional do capitalismo e da própria incapacidade deste sistema em solucionar as contradições que gera. Neste contexto, as saídas autoritárias, como os golpes e ataques à democracia, tem sido a fórmula adotada para garantir uma violenta ofensiva neoliberal, que retira direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, ao mesmo tempo em que sequestra e subordina o Estado aos interesses de grandes grupos empresariais.

 

    É necessário ter clareza e identificar quem são os responsáveis por esta crise e pela instabilidade política em que vivemos para enfrentá-los: o Capital financeiro internacional; os veículos de comunicação, em especial a Rede Globo, que alimentaram e insuflaram os movimentos golpistas e fascistas; e o poder Judiciário, que por um lado, coloca os seus interesses e privilégios  acima da Constituição, e por outro, premia com a impunidade toda repressão e violência contra os pobres.

 

    Este momento exige das forças progressistas unidade na ação e esforço em construir um Projeto Popular para o Brasil, capaz de enfrentar os problemas estruturais de nosso país, combatendo a miséria e o desemprego; retomando o desenvolvimento; enfrentando a questão habitacional e a mobilidade urbana nas cidades; garantindo saúde e educação públicas e de qualidade; realizando a reforma agrária no campo; protegendo os bens comuns da natureza e impedindo sua privatização; e, recuperando a soberania nacional.

 

    Por isso, convocamos o conjunto da sociedade para construir e participar do Congresso do Povo Brasileiro, organizado pela Frente Brasil Popular, para que seja este espaço de discussão e organização em torno dos problemas do país e das medidas estruturais necessárias para superá-las.

 

    Também reafirmamos nossa convicção na inocência do Presidente Lula, defendemos seu direito de concorrer às eleições presidenciais e, diante desta prisão política resultado de um processo ilegal e ilegítimo, exigimos sua liberdade!

 

           Por todas essas razões, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, vem a público declarar o apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, por entender que ela representa a luta contra o golpe e os desejos do povo brasileiro por mudanças nesse cenário de crise que assola a todos nós.

 

        Não deixaremos esquecer, nem compactuaremos com a impunidade e por isso exigimos a solução e a justiça para os assassinato de nossa companheira Marielle, assim como de tantos jovens pobres vítimas das repressão. Que seu exemplo em vida continue inspirando os jovens, as mulheres e os trabalhadores e trabalhadoras nestes tempos de repressão e autoritarismo. Em sua memória, nenhum momento de silêncio, mas o compromisso e a luta das trabalhadoras e dos trabalhadores rurais Sem Terras contra o golpe, contra a retirada de direitos e da liberdade, por um país mais justo, igualitário e soberano!    

 

 

Lula Livre! Marielle Vive!

Lutar, Construir Reforma Agrária Popular!

Direção Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

 

 

São Paulo, 12 de maio de 2018

 

 


Nota da  Comissão Executiva Estadual do PT de Pernambuco

Nota da Comissão Executiva Estadual do PT de Pernambuco


Tudo é pretexto para a intolerância

 

O  PT de Pernambuco manifesta indignação e repúdio à nota do Cel Limeira, Presidente do Clube dos Oficiais,  ao cancelar ato de petistas em apoio à pré-candidata do PT ao governo do estado, Marília Arraes.

 

Um dos pretextos utilizados para tal atitude é que o Clube não tinha sido "informado que o evento também seria um ato de apoio a Lula, criminoso condenado em todas as instâncias".  Sendo inimaginável um ato de petistas que não tivesse também como mote a defesa da libertação do preso político, Lula, fica evidente que a "repercussão" de que menciona a nota tem mais a ver com um pensamento intolerante e obscuro daqueles que não admitem que o povo brasileiro e o povo pernambucano sabem e denunciam a injustiça e arbitrariedade pelas quais passa o maior líder popular da história do Brasil.

 

 

Lula é inocente e sofre perseguição política. Nenhuma prova foi apresentada contra ele e seu julgamento, todos sabem, foi injusto. O Coronel também sabe que Lula foi preso porque querem impedir que ele volte a governar o país e traga de volta o projeto de um Brasil para os brasileiros.

 

 

Sabe por que viu as transformações que esse nosso grande pernambucano fez no Brasil, no Nordeste e, especialmente, em Pernambuco. Lula foi o presidente que mais olhou para o povo do país e do nosso estado. É por isso que ele é tão amado pelos pernambucanos, que o querem como presidente novamente. Basta ver  as pesquisas eleitorais que o colocam vitorioso, inclusive em PE, com mais de 60%.

 

 

Interferir nas opiniões democráticas, proferir preconceito e censurar um ato político e democrático é que não é "compatível com um Clube militar". É uma pena que esses pensamentos de ódio e intolerância tenham chegado a um espaço que sempre serviu para o nosso convívio democrático, um clube que já abrigou eventos sindicais, dos movimentos sociais, do nosso partido e de candidaturas de vários partidos. Tal atitude joga a imagem do  Clube para o lado obscuro dos tempos que estamos vivendo. O lado da repressão, do ódio, da intolerância e da censura. Mas, esses tempos obscuros não voltam mais. Por que o povo não quer e não vai deixar.

 

 

Temos certeza que isso não desanimará a militância petista, que resiste bravamente. Nossa vereadora do Recife e pré candidata ao governo do estado, Marília Arraes, encontrará um lugar mais aberto e democrático para reunir sua militância e poder dizer sem repressão,  Lula Livre, Lula presidente!

 

 

Recife, 14 de maio de 2018

 

Comissão Executiva Estadual
PT de Pernambuco


Marília Arraes, e o Cancelamento do Aluguel do Clube Militar pelo presidente da Instituição, o que esse episódio tem a nos revelar?

Marília Arraes, e o Cancelamento do Aluguel do Clube Militar pelo presidente da Instituição, o que esse episódio tem a nos revelar?

Claude Raffestin em sua brilhante obra "Por uma Geografia do Poder" afirma que: "O objetivo do Poder é ver sem ser visto" por isso ele dissimula sua ação, dando a entender uma coisa, quando na realidade sua estratégia é bem outra. A Militância Petista, juntamente com os movimentos sociais vão realizar no próximo dia 20/05 um grande evento de apoio a pré-candidatura de Marília Arraes para Governadora do Estado de Pernambuco, para isso a organização alugou o espaço do Clube dos Oficiais da Policia Militar. Porem de forma surpreendente o presidente do clube cancelou o contrato alegando que o evento prejudicaria a imagem da instituição pelo fato de o evento também ser um ato pela liberdade do Ex-presidente Lula. Alegou Também que consultou a justiça eleitoral sobre a legalidade do evento onde foi informado que desobedecia o calendário eleitoral.

Qualquer adolescente ao ler as "desculpas" sobre o cancelamento do contrato de aluguel do clube, percebe que são bem falaciosas, para não dizer esfarrapadas,  então surgem as perguntas, O que realmente fez o presidente do clube mudar de ideia sobre o aluguel do espaço? Quem são os atores envolvidos nessa trama? A primeira vista as pessoas podem dizer que se trata de um clube conservador, que após a divulgação do ato houve questionamento, alguns acusam até de fascista... Mas se melhorarmos a pergunta e dizermos: A quem interessa o cancelamento do evento? Então podemos pensar de forma mais complexa e intuir algumas hipóteses e o Poder é a chave da questão.

Segundo Raffestin, o” Poder está presente em toda relação”. Desde o fim das ultimas eleições para o Governo do Estado, em 2014, as movimentações politicas para 2018 se iniciaram, Os dois grandes grupos estavam consolidados na disputa, o PSB pela Reeleição de Paulo Câmara, e um grupo de oposição composto pelo PTB de Armando Monteiro e pelos partidos que abandonaram a base do PSB no estado para formar uma aliança de direita afim de derrubar a hegemonia do PSB no estado. Nesse contexto surgiu um Fenômeno politico chamado Marilia Arraes, protagonizado pela militância do PT e que espantosamente se caiu nas graças do povo pernambucano ao ponto de empatar tecnicamente nas pesquisas com os grupos citados.

Esse fator novo ameaça fortemente o projeto de reeleição de Paulo Câmara, que apesar de ter perdido grande parte de sua base e de fazer um governo com grande rejeição, tinha uma certa vantagem pela grande força da Maquina do Estado, que o PSB demonstrou bem eu sabe usar nas ultimas eleições, que que segundo analistas políticos terá um peso ainda maior nessa eleição. Para garantir seu projeto o PSB passou a assediar o PT no estado oferecendo uma aliança com cargos e investimentos em certas candidaturas proporcionais. Tirar Marilia do Páreo virou uma meta central para garantir a reeleição de Paulo Camara.

Mas como ligar isso tudo ao cancelamento do aluguel do Clube de oficiais? Paulo Câmara teria influencia no Clube? Se olharmos para os governos do PSB, desde Eduardo Campos, veremos que o partido tem uma estreita relação com o alto escalão da PM, e não é simplesmente uma relação de Estado e gestão, é uma relação politica, a PM tem um grande poder de declinar politicamente um governo, basta uma greve e a coisa fica feia pro governador. Aqui em Pernambuco aconteceram varias greves, e mesmo sem aumentar o salario dos soldados, nem melhorar as condições de trabalho as greves foram controladas com mão de ferro, isso graças a parceria entre o governo do PSB e os oficiais. Como assim? Rolavam algumas promoções, aumento dos salários dos comandantes e fim de Greve.

A parceria foi ficando cada vez mais forte, e mesmo recebendo o pior salario do país os PMs estavam sobre controle, pois os oficiais passaram agora a receber cargos no governo do estado e nas prefeituras. Toda prefeitura do PSB tem um coronel como secretário, ou um major como diretor. E nesses cargos aconteceram coisas bem sinistras como o desvio de recursos que deveriam atender as famílias atingidas pelas enchentes na Mata Sul.

Todos esses elementos nos fazem pensar bastante sobre o contrato cancelado, pode-se lamentar pela forma obtusa como se deu, mas pode-se comemorar o fato de que Marilia Arraes é o fato novo que pode vencer as eleições, por isso querem tira-la a todo custo.

João Oliveira
Geógrafo
Educador Popular
Presidente do PT de Moreno PE


 Encontro-Ato saúde com Marília

Encontro-Ato saúde com Marília

Acontecerá no dia 18.05.2018 – 19h, Auditório Galeria Soledade na Rua da Soledade, 369 – Boa Vista – Recife - PE, o Encontro – Ato Saúde com Marilia.  A intenção dos organizadores é articular  usuários, trabalhadores, pesquisadores, professores e estudantes do campo da saúde e de áreas afins, fazer análise da situação de saúde em Pernambuco e sistematizar sugestões que possam colaborar para o debate na área da saúde pública, dando ênfase ao processo da pré - candidatura de Marília Arraes. 
 

O evento ainda tem o objetivo de defender a liberdade do presidente Lula, a democracia brasileira e o SUS, temas fundamentais para a justiça e a equidade social no Brasil.
O Movimento Saúde com Marília foi criado por militantes e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores – PT (trabalhadores, usuários, pesquisadores, professores e estudantes) e busca mobilizar os variados sujeitos sociais do campo da saúde pública e áreas afins, que se posicionam contrário a composição entre o PT e o PSB em Pernambuco. 
Para os componentes do Movimento Saúde com Marília, o PSB é um partido que compõe as forças politicas que realizaram o golpe, que culminou com o impedimento da Presidenta Dilma de seguir seu mandato legitimo dado pelo povo brasileiro. E que levou ao poder,  Michel Temer e o seu projeto de entrega das riquezas do País aos estrangeiros, o ataque aos direitos dos trabalhadores e o desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS).  O PSB é visto   então, como um partido que tem se posicionado como inimigo do PT, dos trabalhadores e do povo brasileiro. 

 

O Movimento tem apresentado críticas ao modelo de gestão da saúde adotada pelo governo de Paulo Câmara do PSB, como incorporação das Organizações Sociais (OS), que é considerada pelos representantes do Movimento Saúde com Marília, de alto custo, de péssimos resultados e visto como privatização da saúde pública no Estado. Outra crítica é não participação do controle social no tocante aos valores repassados para as OS, o que dificulta o controle da população e dos trabalhadores da saúde com os gastos em saúde. 
Também critica como os baixos resultados em todas as áreas da saúde,  e o não cumprimento das metas propostas, fazendo uma gestão em saúde baseado no desmonte do SUS. Ainda critica o sucateamento dos hospitais públicos, incluindo a superlotação, a dificuldade do acesso a internamentos, exames e a falta de medicamento para o desenvolvimento efetivo das atividades de recuperação da saúde dos pernambucanos.  Um dos exemplos, do descaso do governo do PSB no campo da saúde, se revela  na falta de medicamentos para pacientes com HIV- AIDS, que segundo denúncia, faz com que morra 1 paciente a cada 2 dias. 

 

Informações e inscrições: 81.99535.4650, 988600.3608, 99922.9392/ 61.98103.4874 (vagas limitadas). 

 


Nota Oficial da Vereadora Marília Arraes PT

Nota Oficial da Vereadora Marília Arraes PT

                                                     NOTA OFICIAL

 


Neste final de semana fomos duplamente surpreendidos pela postura antidemocrática da presidência do Clube dos Oficiais da Polícia Militar. Primeiro pelo cancelamento, de forma unilateral, do contrato de locação celebrado entre a entidade e os organizadores do ato em apoio à nossa pré-candidatura do Governo do Estado. E na sequência, pelos motivos alegados pela administração do clube, que se recusa a receber em suas dependências um ato em apoio ao ex-presidente Lula, sob a absurda desculpa de que “este tipo de evento seria ruim para a imagem da instituição”.  Esse é mais um triste capítulo deste grave momento que vivemos em nosso País, no qual os direitos e conquistas estão sendo sufocados por um verdadeiro Estado de Exceção. 
O ato marcado para o dia 20 de maio é sim um ato em defesa da liberdade de Lula, do direito do maior líder político do Brasil sair como candidato nas eleições à Presidência da República. É sim um ato para denunciar a perseguição voraz que Lula vem sofrendo, que culminou com um julgamento e uma prisão política, sem provas e recheada de abusos contra o Estado Democrático de Direito. É também um ato, voltado para os filiados do PT, em apoio à nossa pré-candidatura ao Governo de Pernambuco. E assim como tem sido desde o início da caçada humana contra o ex-presidente Lula, é impossível dissociar o nosso nome da luta em defesa de nosso eterno presidente, porque Lula vale a luta e o que queremos é Lula livre e Lula presidente!
Como é de conhecimento público, o Partido dos Trabalhadores de Pernambuco tem debatido internamente e realizado diversas atividades, reunindo seus filiados em torno das discussões com vistas ao processo eleitoral que se aproxima. Já foram realizados atos similares ao programado para o próximo dia 20 em várias outras regiões do Estado. Sempre com o foco de debater, com os filiados do PT, a candidatura própria, que é, hoje, uma tendência fortemente defendida pela maioria da base do partido. 
É importante, inclusive, destacar que em nenhum momento houve – diferentemente do que foi alegado pela presidência do Clube dos Oficiais – qualquer menção ao lançamento de candidatura e sim a realização de um ato, de caráter interno para os filiados do PT, em apoio a nossa pré-candidatura. Não há, como sugeriu a presidência do Clube dos Oficiais, nenhum atropelo ao calendário eleitoral. Trata-se, simplesmente, de uma atividade inerente à democracia partidária do PT. 
Lamentamos, sinceramente, que atitudes como essa aconteçam em Pernambuco, contrariando o espírito libertário do povo de nosso Estado. Mas seguiremos em frente, de cabeça erguida e com a certeza e a coragem de quem sabe que está lado certo da história. 
O ato do dia 20 está mantido e será acolhido em um outro espaço, que em breve será divulgado. Um espaço onde a democracia é bem-vinda! 

 

#LulaLivre #LulaValeALuta #DemocraciaSim #NãoVPodemPrenderNossosSonhos

 

 

                                               Marília Arraes (PT)


Militância Petista Irá Consolidar de Vez Nome de Marília Durante Ato no Recife

Militância Petista Irá Consolidar de Vez Nome de Marília Durante Ato no Recife

Enquanto Paulo Câmara (PSB), com o apoio do senador Humberto Costa (PT), tenta tirar Marília Arraes (PT) da disputa pelo Governo de Pernambuco, a vereadora consegue cada vez mais apoios importantes ao seu projeto político.

Esta semana foi a Brasília e conquistou a simpatia de importantes deputados federais do partido. O ex-prefeito Fernando Haddad, homem de confiança do ex-presidente Lula, também endossou a pré-candidatura da neta de Arraes, ao fazer-lhe elogios e considerá-la um fenômeno político.

Aqui no Estado, a petista tem o apoio das bases do partido na capital e interior. Também estão com ela a juventude do PT e lideranças do porte de Tereza Leitão e Fernando Ferro.

Este último, natural de Bom Conselho e com fortes ligações com Garanhuns fez críticas a Humberto Costa por querer se aliar ao PSB, partido que ajudou os golpistas a derrubar Dilma e colocar Temer no poder.

Para Fernando Ferro, basta a frase do prefeito Geraldo Júlio (que ficou guardada na memória de muitos) dizendo “temos que tirar essa mulher”, em referência ao impeachment de Dilma, para inviabilizar uma aliança entre petistas e socialistas.

No Recife, no domingo, dia 20 deste mês será realizada uma plenária pela candidatura de Marília.

Já está se fazendo uma grande divulgação (e mobilização) do ato político, que pode alavancar de vez o nome da neta de Miguel Arraes.

Os que criticam Humberto Costa e seu grupo, por querer se aliar a Paulo Câmara, só veem uma explicação para seu posicionamento político à direita: quer tentar se reeleger senador ou se eleger deputado federal com o respaldo da máquina estadual e está com ciúmes e inveja da ascensão de Marília Arraes, que passou a ser o grande nome do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco e já é conhecida e respeitada inclusive nacionalmente.

Na última pesquisa eleitoral divulgada no Estado, realizada pelo Instituto Múltipla, Marília ficou empatada com Paulo Câmara e um pouco à frente de Armando Monteiro.

Na pesquisa, quando o nome da neta de Arraes é vinculado ao ex-presidente Lula ela chega a quase 50% das intenções de voto.

Simpatizantes da vereadora e até partidários de Paulo e Armando estão convencidos de que se ela for candidata a eleição irá para segundo turno, com grandes chances do PT eleger o governador (a) de Pernambuco.

O ato no Recife no dia 20 será prestigiado por diversos vereadores e lideranças do Agreste Meridional, de cidades como Garanhuns, Caetés, Capoeiras, Brejão, Saloá, Bom Conselho, Águas Belas, Angelim e Paranatama.

Caravanas estão sendo organizadas para levar a militância. 

 

Por Blog do Itamar França


Nota da Coordenação Nacional da Avante - Tendência Interna do PT

Nota da Coordenação Nacional da Avante - Tendência Interna do PT

Marília, Avante!

O golpe que o país sofreu em 2016 com o afastamento da presidenta legitimamente eleita, e sua continuidade por meio da aprovação de reformas anti-povo e da caçada ao presidente Lula, colocou o Partido dos Trabalhadores em um momento bastante particular de sua história. Enquanto o primeiro nas pesquisas segue injustamente encarcerado, os movimentos sociais são criminalizados, o país vendido e o povo espoliado, ao PT cabe apenas uma tarefa: resistir.

Em um contexto como esse, o processo eleitoral deve ser visto como uma das trincheiras necessárias para fortalecer a luta do povo. Ao dizermos que não temos plano B à candidatura de Lula, reafirmamos que não legitimaremos o Estado de exceção que se instala no Brasil, ao reafirmamos a política de denúncia do golpismo usamos as eleições para disputar cargos que nos deem as ferramentas necessárias para mudar a vida do povo, mas também aproveitamos este espaço para disputar hegemonia e dar voz aos que não dirigem os conglomerados midiáticos ou detém o grande capital neste país.

Ver as eleições de 2018 como mais um processo eleitoral seria um erro histórico do Partido dos Trabalhadores. Também cometeremos erros caso realizemos os debates eleitorais do partido nos estados de maneira descolada da realidade nacional. O PT, em todos os estados precisa considerar esses elementos estruturantes da conjuntura que vivemos, e em Pernambuco as particularidades de um estado em que nosso partido há anos enfrenta enormes dificuldades políticas e, no último período, tem conseguido empolgar a militância e recuperar expressivo espaço na sociedade.

Se em âmbito nacional o PT passou a enfrentar graves problemas já durante o processo do golpe, em Pernambuco essas dificuldades já se apresentaram de maneira grave em 2012, no processo que retirou João da Costa, então prefeito do PT no Recife, da disputa pela reeleição. Na ocasião a Direção Nacional interveio no estado e revogou a decisão da prévia em que a base do PT havia aprovado a postulação de reeleição de João da Costa. Esse erro político nos levou a apresentar uma candidatura sem qualquer respalda dos filiados do partido e, como se viu,de baixo apelo popular, que nos conduziu a uma derrota humilhante naquele pleito para o PSB pernambucano.

Em 2014, o PT acumulou derrotas eleitorais e políticas. Após firmar uma aliança com Armando Monteiro que varreu a bancada federal do PT-PE, perdemos o senado para Fernando Bezerra Coelho que derrotou João Paulo inclusive na votação em Recife. Na sequência outra derrota em 2016, na disputa para prefeitura onde se contava com a força eleitoral do ex-prefeito João Paulo, que sofreu outra derrota pra máquina do PSB local.

Para os que possuem memória curta, vale lembrar que o PSB de PE foi o ponta de lança contra o PT com a candidatura de Eduardo Campos e Marina Silva contra Dilma em 2014; fez feroz e agressiva campanha para Aécio no segundo turno; se empenhou de maneira exemplar no golpe de 16; apoiou Temer; e buscou isolar e varrer o PT do mapa no estado...não conseguiu!

Novos fatos, novos atores e a dinâmica política e social ajudaram o partido a tomar fôlego. O aprendizado das derrotas e a chegada de novos filiados, fez surgir espaço para neste leito de urgência realizarmos o debate pela necessidade de termos candidatura própria em 2018.

É nesse ambiente que cresceu e empolga a militância do PT, dos nossos aliados sociais, e de outros partidos de esquerda, a candidatura de Marília, que tem sido construída num processo de mobilização e debates em todo estado.

O fato de Marília ter se filiado ao PT num momento de baixas e muitas dificuldades, lhe credenciou junto à militância. E, em tempos nos quais o enfrentamento ao machismo é para além da luta por igualdade uma das faces da nossa luta contra o fascismo, o fato de Marília ser uma mulher, e quadro político muito ousado e combativo, também é elemento importante para a ampliação de sua capacidade de mobilização.

Hoje esta candidatura não mais pertence ao PT nem à Direção Nacional do PT, cresceu bastante e já é um fenômeno na sociedade. Símbolo de uma renovação política, Marília se converteu num fantasma para as pretensões do PSB de Paulo Câmara que a frente de um governo desgastado tem ainda de enfrentar a crescente força de Lula que, junto com Marília, tem contribuído fortemente para a volta por cima do PT.

É diante deste quadro que os golpistas buscam uma reaproximação com o PT nacional. O oportunismo do PSB de Pernambuco, que tem como objetivo reduzir os impactos de uma rejeição de aproximadamente 70% tirando do povo a possibilidade de uma alternativa, casa-se com a busca pela manutenção do poder a todo custo por parte de setores petistas que preferem ver o PT reduzido a pó a perder seu domínio.

Todas as outras forças politicas aguardam a decisão do nosso partido para se definirem. O PT volta a ser parte decisiva da dinâmica da disputa no estado, enquanto o PSB busca desesperado, retirar Marília da disputa.

Neste quadro iremos para um encontro estadual no próximo dia 10 de junho para definir a tática eleitoral entre, candidatura própria e aliança com o PSB. Há um jogo bruto pra derrotar nossa candidatura que tem cerca de 20% de intenção de votos no Estado, apoio dos movimentos sociais e de amplos setores da sociedade.

As chances de elegermos a governadora de um dos maiores estados do Nordeste é real e, em muitos outros aspectos, a candidatura própria do PT é central. Esta terá a possibilidade de em um momento ímpar disputar a sociedade e expor nossa posição de maneira nítida em relação ao golpe. Contribuirá ainda para que o PT de Pernambuco volte a ter uma bancada federal que somará esforços com os parlamentares de esquerda de todo o país para revogar as reformas de Temer, bem como para ampliar a bancada estadual.

O povo quer Marília Governadora, não cabe ao PT rasgar sua história e impedir que para o executivo estadual de Pernambuco digitemos 13 nas urnas em outubro deste ano.

Lula Livre, Lula Presidente! Marília candidata, Marília Governadora!


Olinda terá melhoria no abastecimento de água a partir de segunda-feira (14)

Olinda terá melhoria no abastecimento de água a partir de segunda-feira (14)

Bairros de  Rio Doce, Jardim Atlântico, Casa Caiada e parte de Jardim Fragoso serão beneficiados

 

 

Os investimentos realizados na melhoria do abastecimento de água de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, continuam apresentando resultados positivos. A partir da próxima segunda-feira (14), passará a valer um novo calendário de abastecimento, com a ampliação do abastecimento para 150 mil pessoas nos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, Casa Caiada e parte de Jardim Fragoso. O rodízio, que era em média de um dia com água e cinco dias sem o abastecimento nessas áreas da cidade, antes do projeto  Olinda+Água, agora será de três dias com água para três dias sem. Essa redução do rodízio é só o começo da melhoria da distribuição de água proporcionada pelo projeto, que está sendo executado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na cidade, com recursos viabilizados pelo Governo Paulo Câmara, no valor de R$ 134 milhões. As melhorias no fornecimento de água serão gradativas até alcançar o objetivo final dessa grande ação que é abastecer a população todos os dias, durante as 24 horas e com boas pressões nas redes.

 

Só nesses quatro bairros, que correspondem a primeira etapa do Olinda+Água, foram assentados mais de 40 mil metros de novas tubulações. Rio Doce, Jardim Atlântico, Casa Caiada e parte de Jardim Fragoso também passaram a ser abastecidos pelo Centro de Reservação de Perijucã, um reservatório único que foi construído, em Jardim Atlântico, com capacidade para armazenar 12 milhões de litros de água. No caso de Jardim Fragoso, a parte do bairro já contemplada com o projeto são as ruas (e adjacências) Humberto de Lima Mendes – próximo a Funeso – Princesa Isabel, Professora Eliza Saldanha e José Alexandre de Carvalho. “Tivemos condições de fazer essa reestruturação do calendário porque as melhorias no abastecimento já estão sendo alcançadas. Com o aumento do controle operacional do sistema, por meio de dispositivos implantados na rede, passamos a controlar de forma mais eficiente o volume de água distribuído. Isso significa que conseguimos melhorar o calendário para a população utilizando a mesma vazão de água que já dispomos no sistema”, explica o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Reginaldo Lopes, lembrando que no período de testes do novo sistema implantado, em novembro do ano passado, essas áreas tiveram a primeira melhoria do calendário. 

 

O Olinda + Água é o maior programa de abastecimento de água em execução na RMR e beneficia 250 mil pessoas em Olinda, quase de 60% da população da cidade. Ao todo, o projeto prevê a implantação de 85 mil metros de rede de distribuição de água em 15 bairros: Rio Doce, Jardim Atlântico, Jardim Fragoso, Casa Caiada, Bairro Novo, Bultrins, Ouro Preto, Jatobá, Monte, Guadalupe, Bonsucesso, Amaro Branco, Carmo, Varadouro, Santa Tereza. As ações do Olinda+Água iniciaram em março de 2016 e a previsão de conclusão é março de 2021, com todas as etapas finalizadas, incluindo intervenções e ajustes em busca da melhoria da eficiência operacional, implantação de equipamentos e novas tecnologias para manutenção do sistema. A segunda fase da obra está em andamento e abrange Ouro Preto, Jatobá, Bairro Novo e parte dos bairros de Bultrins e Jardim Fragoso. A terceira etapa, que atenderá os bairros do Sítio Histórico de Olinda, deve iniciar no mês de junho. Os recursos aplicados no projeto foram financiados pela Compesa e Governo do Estado junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).


MPPE capacita policiais militares que atuarão em Fernando de Noronha

MPPE capacita policiais militares que atuarão em Fernando de Noronha

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça com atuação em Fernando de Noronha, firmou um acordo com a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e administração da ilha para realizar periodicamente a capacitação dos policiais militares que atuam em Noronha. O primeiro módulo será realizado na próxima segunda-feira (14), às 9h, no auditório da Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI), localizada na Av. Rio Capibaribe, 147, no bairro de São José.
 
Durante a capacitação, os PMs receberão orientação jurídica do promotor de Justiça que atua na ilha, Alfredo Pinheiro Martins Neto, e assistirão palestras ministradas pelas assistente social e psicóloga da administração de Fernando de Noronha. A intenção é que sempre que houver mudança das equipes seja feita essa orientação para que entendam as demandas locais e que possam trabalhar de forma mais condizente com as peculiaridades do arquipélago.
 
Segundo o promotor, a iniciativa surgiu com o objetivo de adequar o perfil dos policiais, que nem sempre estava compatível com a realidade local. “Estamos agindo preventivamente, devido às queixas e denúncias da população em relação à atuação do efetivo policial, bem como a partir dos relatos dos policiais que lá atuam”, destacou.

Militância Petista Convoca Plenária em Apoio à Pré-Candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco

Militância Petista Convoca Plenária em Apoio à Pré-Candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco

A militância do PT Pernambuco promovera na manhã do domingo (20) uma grande  Plenária em Apoio à Pré-Candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco. O encontro acontece a partir das 10h.  

 
CONVITE
 
Contamos com você e com sua mobilização para realizarmos uma GRANDE PLENÁRIA convocada pelos petistas em apoio à pré-candidatura de Marília Arraes ao governo.
 
#LulaLivre
#LulaPresidente
#TôcomMarília
 
Data: 20 de maio (domingo)
Horário: 10h
Local: Clube dos Oficiais da Polícia Militar
Endereço: Avenida João de Barros, 357, Boa Vista, Recife.