Teste de publicidades

Compesa melhora abastecimento em cidades do Sertão do Pajeú

Compesa melhora abastecimento em cidades do Sertão do Pajeú

Os 34 mil moradores dos municípios de Iguaraci, Ingazeira, Tuparetama e Solidão, no Sertão do Pajeú, terão mais água nas torneiras. As chuvas das últimas semanas melhoraram os níveis dos mananciais que abastecem esses municípios e a Compesa já está trabalhando para reduzir o rodízio.
 
O distrito de Jabitacá, que fica em Iguaraci, já teve o fornecimento de água ampliado. A Compesa conseguiu operacionalizar melhor a rede de abastecimento depois que a barragem de Porção atingiu 80% de sua capacidade total de armazenamento. O município agora recebe água todos os dias, de segunda a sexta-feita, deixando para trás o rodízio, que era de três dias com água e dez sem.
 
Em Iguaraci, Ingazeira e Tuparetama, teremos o reforço do abastecimento e estes municípios serão atendidos simultaneamente, a Compesa está trabalhando e um novo calendário de abastecimento será divulgado. A barragem do Rosário saiu do colapso – atingiu um volume de 5,5 milhões de metros cúbicos, o que representa 16% de sua capacidade total.
 
A cidade de Solidão, que estava sendo abastecida por caminhões-pipa devido ao colapso da barragem de Nossa Senhora de Lourdes em 2018, passou a receber água nas torneiras em um cronograma de quatro dias com água e dez sem. A Compesa voltou a operar a rede de abastecimento e a barragem está com 50% de sua capacidade total, que é de 539 mil metros cúbicos. 
 
“Podemos assegurar que os moradores terão água suficiente durante um ano com o volume atual registrado”, informou o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Gileno Gomes.

Vereador João da Costa (PT) protocola voto de aplauso a Paulo Câmara por 13º do Bolsa Família

Vereador João da Costa (PT) protocola voto de aplauso a Paulo Câmara por 13º do Bolsa Família

Ressaltando o grande impacto econômico e social em benefício de toda população carente no Estado, sobretudo as do município do Recife, o vereador João da Costa (PT) protocolou um voto de aplauso ao governador Paulo Câmara (PSB) em razão do lançamento do programa Nota Fiscal Solidária. O projeto prevê a concessão de um 13º aos beneficiários do Bolsa Família que comprarem itens da cesta básica, mediante solicitação de nota ou cupom fiscal. Para João da Costa, o programa é uma “demarcação política” das prioridades sociais do Estado no momento atual.
 
"A iniciativa do governador Paulo Câmara tem que ser entendida como uma ação que vai além de um 13º do Bolsa Família, criado pelo ex-presidente Lula. É uma demarcação política da orientação de prioridades sociais nesse momento, onde 15 milhões de brasileiros estão desempregados e não há nenhuma perspectiva dessa atual política econômica alterar o quadro que tem levado o Brasil voltar ao mapa da fome”, afirmou João da Costa, ao justificar o pedido de concessão.
 
O vereador enfatizou que a concessão de um 13º salário do Bolsa Família – fixado no teto de até R$ 150,00, de acordo com o programa do Governo de Pernambuco – vai ajudar a movimentar a economia de vários municípios pernambucanos. “Vai ajudar também milhares de pobres que moram aqui no Recife e que dependem desses recursos para se sustentar nesse período de desemprego”, disse o petista.
 
João da Costa fez questão de lembrar a importância do programa Bolsa Família, criado ainda no primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), onde retirou cerca de 40 milhões de brasileiros da miserabilidade ao longo dos últimos anos, com a transferência de renda mínima à população. “Foi com essa iniciativa do presidente Lula que tiramos o Brasil do Mapa da Fome, segundo a ONU (Organizações das Nações Unidas)”, recordou o petista.

Roberto Tavares segue na presidência da Aesbe até o próximo mês de julho

Roberto Tavares segue na presidência da Aesbe até o próximo mês de julho

Nesta quarta-feira, 27, ocorreu a Assembleia Geral da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe), para, entre outros assuntos, realizar a eleição da nova Diretoria da Aesbe. Por unanimidade, o mandato do pernambucano Roberto Tavares no comando da Aesbe foi estendido até o próximo mês de julho. O mandato dos vice-presidentes Regionais e dos membros do Conselho Fiscal também foi prorrogado para o mesmo período.
 
A justificativa para estender o mandato da atual diretoria se deve ao trabalho de acompanhamento e discussões que o presidente Roberto Tavares vem fazendo em relação à MP, junto ao Governo Federal e com os parlamentares, desde o ano passado quando a AESBE atuou bastante contra equívocos da MP844, que foi derrubada. O presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Benedito Braga, foi quem argumentou sobre um desequilíbrio caso houvesse uma mudança no comando da Associação, no atual momento de discussões no setor, sendo aclamado por todos os demais presentes.
 
“Fico lisonjeado com o reconhecimento do nosso trabalho à frente da Aesbe. Eu defendo a alternância de comando na entidade, mas concordo também que estamos num momento muito delicado para dividirmos forças. Reforço que precisamos do auxílio de todos os presidentes das companhias e devemos unir forças para que o saneamento não seja desestruturado. Vou fazer o meu melhor para que consigamos, mais uma vez, evitar os equívocos contidos na MP868”, reforçou Roberto Tavares, que também é presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).
 
Participaram do encontro 25 pessoas, dentre presidentes e representantes, de 19 Companhias Estaduais de Saneamento. Além da participação do secretário executivo da Aesbe, Ubiratan Pereira. A reunião ocorreu na sede da entidade, em Brasília-DF.
 
As pautas da reunião também englobaram: apresentação do Relatório de Atividades da entidade, exposto pelo secretário executivo da Aesbe, Ubiratan Pereira; apreciação do Balanço da Aesbe de 2018; apreciação do Relatório da Auditoria; apreciação do parecer do Conselho Fiscal da Aesbe; informes e atualizações sobre o andamento da MP 868/2018; e definições sobre o 5º Seminário da Aesbe.
 
*Nova Associada* - A novidade desta AGO foi o retorno da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) à Aesbe. A companhia foi uma das fundadoras da associação, em 1985, e se desligou em 2001 quando o serviço de saneamento passou a ser feito pelo setor privado no Estado. O presidente da empresa, Armando Silva do Valle, participou do encontro nesta quarta-feira, 27, e disse estar com boas expectativas com o retorno à Aesbe. “Nós estamos com um problema muito sério com o saneamento em Manaus, que é operado pelo setor privado, e o governador pediu para acompanharmos de perto essa questão. E muitos municípios amazonenses estão querendo voltar a serem operados pelo Governo. O fato de retornarmos à Aesbe e ter o auxílio de todas as demais companhias do Brasil vai ser muito bom para nós da Cosama neste processo de reestruturação”, enfatizou Armando.
 
A composição completa da Diretoria da Aesbe no quadro abaixo.
 
*Diretoria da Aesbe*
*Diretor Presidente
Roberto Cavalcanti Tavares (Compesa/PE)
Vice-Presidentes*
*Norte* – James da Silva Serrador (Caerr/RR) *Nordeste I* - Marcus Vinicius Fernandes Neves (Cagepa/PB) *Nordeste II* – Rogério Cedraz (Embasa/BA)
*Centro-Oeste* – Fernando Rodrigues Ferreira Leite (Caesb/DF)
*Sudeste* – Carlos Aurélio Linhalis (Cesan/ES)
*Sul* - Jorge Luis Costa Melo (Corsan/RS) *Conselho Fiscal*
*Presidente* – Cláudio Stábile (Sanepar/PR)
*Membro* - Neurisangelo Cavalcante de Freitas (Cagece/CE)
*Membro* - Ricardo Soavinski (Saneago/GO)

Obra de esgoto altera trânsito no bairro de Rio Doce, Olinda

Será iniciada amanhã (30), a partir das 21h, uma obra para substituir um trecho da rede coletora de esgoto situada na Rua Fenelon Ático Leite, no bairro de Rio Doce, em Olinda. Haverá alteração no trânsito no local devido à necessidade de interdição total de um pequeno trecho da via, com cerca de mil metros de extensão, entre as ruas Um e Maria do Carmo Vieira - próximo ao Styllos Supermercados.

Os veículos que trafegam pela Rua Um não poderão pegar a Rua Fenelon Ático Leite. Uma das opções é seguir em frente até a Avenida Frederico Lundgren. Os motoristas devem ficar atentos aos desvios no local. Os itinerários das linhas de ônibus também sofrerão desvios pactuados com o Consórcio Grande Recife, durante o período de execução do serviço, que está previsto para ser concluído até às 17h da terça-feira (2/4).

A intervenção é uma ação  do Programa Cidade Saneada e vai possibilitar a troca de cerca de três metros de tubulação, com 200 milímetros de diâmetro, que está localizada a quase três metros de profundidade na Rua Fenelon Ático Leite. Trata-se de uma ação de extrema importância para a manutenção satisfatória do fluxo de esgoto da região, e que busca prevenir a ocorrência de extravasamentos de esgoto nas vias.

 

Confira abaixo as linhas de ônibus que farão desvio:

881 TI Xambá / Rio Doce (Getúlio Vargas)

882 TI Xambá / Rio Doce (Carlos de Lima Cavalcanti)

884 Jardim Brasil / Rio Doce

885 Sítio Novo / Rio Doce

886 Ouro Preto / Rio Doce

1907 Paulista Rio Doce


Solidariedade e outros 10 partidos pedem retirada de trabalhadores rurais e BPC da Reforma da Previdência

O líder do Solidariedade na Câmara Federal, deputado Augusto Coutinho (PE), assinou ao lado de outros 10 líderes partidários uma nota em que os parlamentares se comprometem a retirar da Reforma da Previdência, discutida em Brasília, pontos que poderiam prejudicar a população mais vulnerável. No documento, os parlamentares informaram que vão trabalhar contra “a parte que trata de forma igual os desiguais e penaliza quem mais precisa”, do texto enviado pelo governo.

 

O grupo se posicionou favorável à votação da Reforma, mas anunciou que suas bancadas são contra os itens que tratam dos trabalhadores rurais e dos beneficiários do programa de prestação continuada, o BPC, que atende pessoas com deficiência e maiores de 65 anos em estado de miserabilidade.

 

O deputado federal Augusto Coutinho (Solidariedade) afirma que a medida foi tomada para reduzir as disparidades existentes entre ricos e pobres no Brasil. “Entendo que a previdência atual do Brasil é a maior transferência de recursos do pobre para o rico e a gente precisa fazer alguma coisa. No entanto, nosso país é desigual, a gente precisa tirar privilégios de quem ganha muito e não prejudicar os que mais precisam”, argumenta o deputado do Solidariedade. Além de Coutinho, assinaram a nota os líderes dos seguintes partidos: PSDB, DEM, PP, PR, PRB, PSD, PTB, MDB, Podemos e Cidadania.


“Essa reforma vai condenar nossa população a nunca se aposentar”, destaca o vereador do Recife João da Costa PT

“Essa reforma vai condenar nossa população a nunca se aposentar”, destaca o vereador do Recife João da Costa PT

A proposta de Reforma da Previdência Social, as experiências previdenciárias mundo afora, as mudanças no sistema de Seguridade Social e, sobretudo, a retirada de direitos históricos dos trabalhadores foram temas da uma grande audiência pública na Câmara Municipal do Recife, na manhã desta segunda-feira (25). A reunião foi presidida pelo vereador João da Costa (PT), autor da proposição, e reuniu o senador Humberto Costa (PT), a deputada federal Marília Arraes (PT), o consultor Francisco Alexandre, a dirigente da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Andrea Batista, além de movimentos sociais e a sociedade civil.
 
De acordo com João da Costa, com o compromisso de defender uma previdência pública para todos, os próximos passos é reativar a frente parlamentar contra a Reforma da Previdência da Câmara do Recife, cujo objetivo é aprofundar as discussões sobre o tema. Em outra frente de trabalho, o vereador vai levar a audiência pública para as comunidades da capital pernambucana, no intuito de esclarecer informações sobre as propostas do governo federal. No âmbito municipal, a partir do texto que for aprovado no Congresso Nacional, os vereadores também deverão se debruçar sobre o sistema previdenciário municipal.
 
“Essa reforma da Previdência, se passar, vai condenar nossa população a nunca se aposentar. As pessoas vão morrer e nunca vão ter acesso a um benefício digno, que garanta condições para envelhecer com saúde. Por isso, vamos reativar a frente parlamentar na Câmara em defesa de uma previdência pública, discutir a Previdência municipal e realizar audiências nas comunidades do Recife. Vamos levar à população informações do que realmente é esse ‘pacote de maldades’ do governo Jair Bolsonaro”, afirmou João da Costa.
 
“Após esse trabalho, vamos externar à bancada federal a opinião do povo do Recife e disponibilizar todos os meios para que todos os cidadãos possam expressar aos deputados e senadores pernambucanos suas posições em relação à reforma da Previdência”, completou o vereador do Recife.
 
Para o senador Humberto Costa, a proposta de Reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro é cruel. “É mais do que uma mudança na Previdência, é o próprio desmonte do sistema de Seguridade Social. Por isso, a mobilização contra o projeto é tão importante. É fundamental conversar com a população e esclarecer o que estar por trás desse projeto. Por isso, ações como essa audiência pública são tão importantes.  As manifestações da semana passada também foram muito significativas. Não vamos permitir que o governo acabe com a vida das pessoas no momento em que estão mais vulneráveis, que é a velhice”, disse.
 
A deputada federal Marília Arraes frisou que debates como o de hoje “são essenciais para que a população possa conhecer mais profundamente os perigos que essa reforma representa aos direitos e conquistas, como o fim da aposentadoria e da seguridade social”.
 
MUDANÇAS PROFUNDAS – O consultor Francisco Alexandre detalhou em números as profundas mudanças na Previdência Social, propostas pelo governo federal. Segundo o especialista, o texto da União retira uma série de direitos, muda o conceito de Previdência e traz um modelo que, em todo o mundo apenas três países hoje utilizam – a Previdência com capitalização. “As mudanças implicam em muito aperto nas conquistas das pessoas. O modelo proposto é a da Previdência como um negócio”, explicou.

Nota do PT sobre a prisão de Michel Temer e Moreira Franco

Nota do PT sobre a prisão de Michel Temer e Moreira Franco

Avaliação do partido é que “somente dentro da lei que se poderá fazer a verdadeira Justiça e punir quem cometeu crimes contra a população” 

 
 

O Partido dos Trabalhadores espera que as prisões de Michel Temer e de Moreira Franco, entre outros, tenham sido decretadas com base em fatos consistentes, respeitando o processo legal, e não apenas por especulações e delações sem provas, como ocorreu no processo do ex-presidente Lula e em ações contra dirigentes do PT.

 

Temer assumiu a presidência em um golpedeplorável. Sua agenda no governo levou ao aumento da desigualdade e da miséria, no entanto  é somente dentro da lei que se poderá fazer a verdadeira Justiça e punir quem cometeu crimes contra a população. Caso contrário, estaremos diante de mais um dos espetáculos pirotécnicos que a Lava Jato pratica sistematicamente, com objetivos políticos e seletivos.

 

O que fica evidente é que, cumpridos os objetivos do golpe do impeachment de 2016 e da proibição ilegal a Lulade concorrer as eleições de 2018, seus principais artífices estão sendo descartados pelos que realmente movimentaram os cordéis: o sistema financeiro, os representantes dos interesses estrangeiros no país, com o apoio da mídia conservadora.

Isso vale para a própria Lava Jato e seu comandante, Sergio Moro, que travam hoje uma encarniçada luta pelo poder contra o Congresso, o Supremo Tribunal Federal e a cúpula da PGR.

 

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT
Humberto Costa, líder do PT no Senado
Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara


Estudantes participam de programação em comemoração ao Dia Mundial da Água no Universo Compesa

Estudantes participam de programação em comemoração ao Dia Mundial da Água no Universo Compesa

Com uma programação socioeducativa e lúdica pensada para levar os estudantes a reflexão do direito humano ao acesso à água e ao saneamento, assim como da importância da preservação da água, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) celebra o Dia Mundial da Água até o final deste mês – a data será comemorada oficialmente nesta sexta-feira (22). O trabalho iniciou na última segunda-feira (18) e se estende até o dia 28 de março, e propõe a visita ao Universo Compesa, que fica dentro do Centro Administrativo da empresa, em Santo Amaro, e atividades como apresentação de esquete teatral e coral, oficina de jogos educativos e sorteio de livros de educação ambiental. A previsão é receber 700 alunos de escolas públicas e privadas da Região Metropolitana do Recife, além de agentes de saúde e estudantes de Assistência Social. 

 

A companhia em parceria com o Espaço Ciência também realiza o Roteiro da Água, uma visita ‘dobradinha” ao Universo Compesa e ao Espaço Ciência, localizado no Memorial Arcoverde, no Complexo de Salgadinho. Em um único turno, os alunos conhecem os dois espaços com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o uso racional da água. No Espaço Ciência, eles participam de atividades como circuito ambiental, experimentos interativos e passeios de barco. O Roteiro da Água foi promovido ontem (19) e terá continuidade amanhã (21), envolvendo a participação de 400 alunos da rede pública de ensino. Ainda por meio do Espaço Ciência, foram disponibilizados ônibus para o transporte dos estudantes ao Roteiro da Água.

 

A Compesa também contou com a parceria da CPRH, que promoveu ontem (19) a encenação da peça teatral escrita por Franci Palhano, “Água, e eu com isso?”, que busca sensibilizar os estudantes sobre a importância da água.O Dia Mundial da Água foi criado no ano de 1992 pela ONU (Organização das Nações Unidas), que divulgou em recente relatório que mais de 2 bilhões de pessoas no mundo ainda não dispõem dos serviços mais básicos.


Comissão Especial do Plano Diretor define data da primeira audiência pública na Câmara Municipal do Recife

Grupo de membros, liderado pelo vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade) agendou para a próxima quinta-feira (21) o primeiro encontro para ouvir as demandas da sociedade

 

A política de desenvolvimento urbano e o ordenamento territorial será tema da primeira audiência pública voltada para receber sugestões da sociedade a respeito do Plano Diretor do Recife, na Câmara Municipal. O primeiro encontro aberto ao público está agendado para a próxima quinta-feira (21), às 9h, no Plenarinho, localizado no primeiro andar da Casa José Mariano. Essa será a primeira vez que os parlamentares que compõe a Comissão Especial, presidida pelo vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade), estarão reunidos para receber os recifenses que desejam colaborar com o processo de emendas do Projeto de Lei 28/2018, que irá reger as diretrizes urbanísticas da capital pernambucana pelos próximos dez anos.

 

Cada sessão vai contar com uma mesa de mediação, composta por especialistas que representam a comunidade acadêmica, movimentos sociais, setor produtivo e representante da sociedade civil. Os membros desta primeira audiência serão definidos até quarta-feira (20). Durante o processo de tramitação do Plano Diretor na Câmara Municipal, os recifenses poderão opinar sobre a construção do texto ao longo de 6 audiências públicas, que contarão com temáticas diferentes. Segundo Rodrigo Coutinho (Solidariedade), a divisão dos temas seguiu a mesma lógica dos cadernos que compõem o Projeto de Lei 28/2018, texto que irá revogar o antigo Plano Diretor, instituído pela Lei Municipal 17.511/2008.  

 

“É muito importante que o cidadão recifense utilize o espaço das audiências públicas para fazer valer a sua opinião. O Plano Diretor é um instrumento decisivo para a cidade e principalmente para quem vive nela. Estamos dispostos a ouvir todos os lados e construir diretrizes que estejam alinhadas com a expectativa da sociedade”, explica Coutinho (Solidariedade). Esta edição de revisão mantém foco na inovação, tecnologia, sustentabilidade, preservação, integração e inclusão social que garanta áreas de lazer e moradia a partir da inclusão social e acessibilidade. Para isso, conta com a integração dos interesses de sindicatos, ongs, universidades, poder público empresas e população em geral.

 

A última revisão do Plano Diretor foi realizada em 2008 e contempla o Plano de Ordenamento Territorial (POT) do Recife, que regulamenta o Plano Diretor do Recife, (Lei nº 17.511/2008); Lei de Parcelamento do Solo (LPS – Lei nº 16.286/1997); Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS – Lei nº 16.176/1996); Outorga Onerosa do Direito de Construir (OODC); Transferência do Direito de Construir (TDC); Parcelamento, Edificação ou Utilização Compulsória (PEUC) e o Imposto Predial Territorial Urbano Progressivo (IPTU-P).


Representando a Câmara, João da Costa integra comissão para solucionar problema do Holiday

Representando a Câmara, João da Costa integra comissão para solucionar problema do Holiday

Representando a Câmara do Recife, o vereador João da Costa (PT) foi indicado para integrar comissão especial envolvendo integrantes do Poder Público e da sociedade civil para solucionar os problemas do Edifício Holiday. O grupo foi formado nesta segunda-feira (18), a pedido do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, em reunião na Cúria Metropolitana. Além do petista, também estão no grupo advogados, engenheiros, representantes da Prefeitura do Recife e do Governo do Estado e outros nomes. O colegiado vai ter o primeiro encontro nesta terça-feira (19), às 8h, na Arquidiocese de Olinda e Recife.
 
Para João da Costa, em meio às dificuldades vividas pelos moradores, é preciso preservar vidas e o Edifício Holiday, um marco histórico e arquitetônico do Recife. Uma decisão expedida na semana passada pelo juiz Luiz Gomes da Rocha Neto, da 7ª Vara da Fazenda Pública da Capital, determinou a interdição e desocupação do prédio, devido a riscos estruturais. Os moradores têm até esta quarta-feira (20) para deixarem os imóveis.
 
“Amanhã vamos sentar e achar as soluções que garantam a permanência das famílias com segurança. Se há risco ao prédio também há um problema social ao se retirar essas famílias, pois muitas não têm para onde ir. É possível buscar soluções que garantam aos moradores ficarem com segurança. Para isso, será preciso algum tipo de investimento e nós vamos ajudar a buscar parcerias”, afirmou o vereador. Além de João da Costa, participaram do encontro hoje os vereadores Aerto Luna (sem partido) e Samuel Salazar (PRTB).
 
“É muito importante esse movimento articulado pela Igreja Católica porque junta a sociedade civil, o Legislativo - tanto a Câmara do Recife como a Assembleia Legislativa - e o Poder Executivo, através do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife, para, junto com os moradores, encontrar uma solução definitiva”, completou o ex-prefeito do Recife.
 
AÇÃO NA CÂMARA - Integrante de uma comissão suprapartidária na Câmara do Recife para acompanhar a situação do Edifício Holiday, João da Costa informou que, paralelo às discussões de amanhã, a Casa de José Mariano também vai discutir iniciativas que possam evitar casos semelhantes em outros imóveis da cidade. “Como representantes legítimos da população, buscaremos iniciativas no âmbito do Legislativo municipal que possam ajudar o Holiday e evitar que casos como esse não se repitam em outros edifícios espalhados pela cidade”, concluiu o vereador.

Falta de chuva altera calendário de abastecimento de cidades atendidas pelo Sistema Jucazinho

Falta de chuva altera calendário de abastecimento de cidades atendidas pelo Sistema Jucazinho

A falta de chuvas na região de influência da Barragem de Jucazinho, localizada no município de Surubim, vem afetando o volume do manancial, que está hoje com apenas  2,78% da sua capacidade, o que corresponde a um pouco mais de 9 milhões de metros cúbicos de água - do total de 327 milhões de metros cúbicos. Com o baixo nível de água no reservatório e na tentativa de preservar o atendimento de onze cidades do Agreste pernambucano, até o período de inverno, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) precisou alterar o calendário de abastecimento para a população desses municípios.

 

Os técnicos da Compesa estão monitorando o volume da Barragem de Jucazinho e realizando  cálculos  para retirada do volume de água com o objetivo de  não deixar as cidades sem atendimento pela rede de distribuição. O novo calendário  de abastecimento já está em vigor. Os  municípios de Passira, Cumaru e Riacho das Almas passaram a ter um regime de distribuição  de oito dias com água e 22 dias sem. Já nas cidades de Surubim, Casinhas, Salgadinho, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes, Vertente do Lério e Toritama o rodízio de abastecimento agora é de 11 dias com água e 19 dias sem o abastecimento. “A severa estiagem provocou uma queda acentuada do volume do manancial, que já não tem água suficiente para atender simultaneamente os onze municípios. Por isso, fomos obrigados a ampliar o rodízio”, explica o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Bruno Adelino.

 

A expectativa, com esse novo calendário, é garantir o abastecimento de água até o período de chuvas na  região Agreste, que ocorre entre os meses de abril e julho. O oitavo ano consecutivo de seca afetou drasticamente a Barragem de Jucazinho, o maior reservatório de abastecimento humano do interior do Estado e responsável pelo atendimento de 240 mil pessoas nessas 11 cidades. Nos últimos oito anos, Jucazinho entrou em colapso uma vez - em setembro de 2016 - e vem apresentado baixos índices de acumulação, tendo em vista que as chuvas registradas na região não foram suficientes para recuperar o manancial. “O maior índice de acumulação alcançado pela Barragem de Jucazinho, nesse período de seca prolongada, foi de 8% da sua capacidade total, chegando a reservar 16,3 milhões de metros cúbicos de água”, relembra o gerente da Compesa, Bruno Adelino.

A última vez que a barragem verteu foi em maio de 2011.


Dia 15 de março o MAMÓGRAFO MÓVEL  vai está na comunidade da Vila União no bairro da Iputinga

Dia 15 de março o MAMÓGRAFO MÓVEL vai está na comunidade da Vila União no bairro da Iputinga

Nesta sexta-feira 15 de março tem #ExameDeMamaNaVilaUniao na USF VILA UNIÃO 
Rua Nova Aliança, s/n - Iputinga