Teste de publicidades

Massa BĂĄsica Para Panquecas

 

MASSA BÁSICA PARA PANQUECAS

Ingredientes:

1 xícara (de chá) de leite
1 ovo
1 xícara (de chá) de farinha de trigo
1 colher (de chá) de sal

Azeite ou manteiga para untar

Modo de Preparo

Coloque todos ingredientes no liquidificador e bata. Unte uma frigideira com azeite ou manteiga e despeje uma quantidade de massa que se espalhe e forre todo o fundo. Deixe dourar levemente e vire o lado, deixe mais uns segundos e pode retirar.

Vá reservando as panquecas em um prato e depois recheie com o que você gosta.

SUGESTÃO DE RECHEIOS:

SALGADOS

Carne moída

Carne moída com milho

Frango com catupiry

Refogado de vegetais

Queijo e presunto

Queijo, presunto, tomate e orégano

4 queijos

e outras

DOCE

Banana com doce de leite

Morango com chocolate/Nutella

Queijo com goiabada

Sorvete e calda

e outras


”Bolsonaro critica Mandetta e diz que ministro extrapolo

EDITORIAL DA FOLHA - *”Reduzir incertezas”*: Há seis meses, seria tachado de louco quem dissesse que cerca de metade da humanidade estaria hoje sujeita a restrições de ir e vir, trabalhar e divertir-se. Imprevisível, a Covid-19 ameaça a saúde de milhões de pessoas e também corrói a confiança, sem a qual a sociedade não se estabiliza nem prospera. Reclusos em casa —ou sob risco de ser confinados—, os estudantes enfraquecem seus laços duradouros com o aprendizado, e os trabalhadores, com as tarefas profissionais. A renda se torna uma inconstância perturbadora. O horizonte turva a visão dos empreendedores, que deixam de arriscar-se em atividades que elevam o emprego. Enquanto cientistas aprendem a lidar com o novo coronavírus, governantes navegam águas pouco mapeadas da gestão pública. Um de seus objetivos deveria ser justamente o de reduzir, o quanto possível, a catadupa de incertezas que a crise faz jorrar sobre a população. Ditaduras, como a chinesa, trancam dezenas de milhões em seus lares, ou em instalações de isolamento, sem dar satisfação sobre quais parâmetros justificam a ordem de recolher nem sobre quanto tempo durará. Democracias, como a brasileira, não podem agir assim.
Nossas autoridades, decerto porque foram pegas de surpresa, têm decretado o fechamento de atividades escolares e empresariais em praticamente todo o Brasil ainda sem o devido cuidado de expor amplamente os dados e as projeções que embasam as suas decisões. Em São Paulo, por exemplo, o decreto do governador João Doria (PSDB) que fechou atividades não essenciais até o próximo dia 7 estará sujeito a ser estendido ou reformado a depender da evolução de quais indicadores objetivos? Como as restrições à circulação buscam evitar o esgotamento da capacidade hospitalar, seria justo que governos atualizassem e divulgassem diariamente a que distância estamos da saturação. Deveriam ser transparentes também ao informar que tipo de medidas e graus de intervenção serão adotados caso essa distância se aproxime ou se afaste de valores críticos. Outra providência urgente é que as autoridades revelem as suas projeções sobre a evolução da epidemia, os modelos que as produzem e os dados que as alimentam a fim de que a comunidade científica possa exercer escrutínio à luz do sol. O fechamento de escolas públicas sem nenhuma data prevista para a retomada das aulas nem capacidade para que as crianças recebam instrução a distância tornou-se também um grande déficit de informação e prestação de contas que precisa ser resolvido logo. A sociedade brasileira mostra-se solidária e disposta a mobilizar-se para proteger os vulneráveis. Mas o esforço não pode ocorrer às cegas.


 COMPESA TRABALHA PARA GARANTIR OPERAÇÃO DOS SISTEMAS DE  ESGOTAMENTO  SANITÁRIO NA RMR

COMPESA TRABALHA PARA GARANTIR OPERAÇÃO DOS SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO NA RMR

 

Garantir os serviços essenciais de esgotamento sanitário na Região Metropolitana, em época da pandemia da Covid-19, está no foco da Compesa e da BRK Ambiental, empresa parceira no Programa Cidade Saneada. A operação de todos os sistemas e serviços de manutenção não sofreram descontinuidade, devido à importância do saneamento para a saúde e a qualidade de vida da população. 

 

Para que os serviços não sofressem descontinuidade, foram reforçadas medidas de segurança relacionadas à higienização de veículos e de todos os equipamentos, em prol da saúde e do bem-estar dos profissionais e, consequentemente, da população. “O saneamento básico é um serviço essencial para a população, além de também ser fundamental no combate da proliferação do coronavírus e outros vetores que afetam a saúde da população. Estamos na rua por vocês, fiquem em casa por nós”, ressalta o diretor de Novos Negócios da Compesa, Flávio Coutinho. 

 

“A BRK Ambiental mantém as equipes em campo para garantir o funcionamento dos sistemas de coleta e de tratamento de esgoto. O trabalho desses profissionais, incluindo as equipes de diagnóstico de rede, serviços de manutenção, operadores de estações de tratamento, é fundamental especialmente neste momento em que muitas pessoas estão em casa”, afirma a diretora da BRK Ambiental, Ana Carolina Farias. Ela adianta que continuará com as ações preventivas nas redes coletoras de esgoto na RMR e as solicitações devem ser feitas pelos canais digitais (App Compesa Mobile ou Agência Virtual no site da Compesa) e o 0800 081 0185, que funciona 24 horas.

 

CONSUMO CONSCIENTE – A Compesa aproveita para ressaltar, ainda mais, a necessidade de atenção ao consumo consciente de água e aos cuidados com as redes de esgoto neste período atípico. A contribuição dos consumidores ajuda a garantir a eficiência das operações. Para Flávio Coutinho, com a permanência das pessoas por mais tempo em casa, devido às recomendações de entidades médicas para evitar aglomerações e deslocamentos que não sejam essenciais, é fundamental evitar o desperdício de água. “Um exemplo é a redução do tempo do banho, pois uma ducha de 15 minutos com o registro aberto gasta, em média, 135 litros de água. Já um banho de 5 minutos, com a torneira fechada enquanto se ensaboa, diminui a média de consumo para 45 litros”, pontua.

 

Outro ponto que requer cuidado é a rede de esgoto. É importante reforçar que as redes não foram projetadas para transportar lixo e que a má utilização pode causar transtornos a todos. Por isso, a empresa reforça cuidados como não jogar restos de comida e lixo nas tubulações, além de lembrar que o acúmulo de fios de cabelo e óleo de cozinha estão entre os principais responsáveis pelo entupimento das redes de esgoto, portanto, é preciso dar a eles o destino adequado. “Cuidados como esses ajudam a reduzir a necessidade de manutenções, com eventuais paralisações do fornecimento dos serviços”, completa Coutinho.

 


NOTA CONJUNTA EM REPUDIO AO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO

NOTA CONJUNTA EM REPUDIO AO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO

*NOTA CONJUNTA EM REPUDIO AO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO*

         Nós, partidos políticos que subscrevemos esta nota, vimos a público para repudiar a atitude do Presidente da República Jair Bolsonaro de ter feito visitas a feiras populares e comércios do Distrito Federal, incentivado a população a descumprir as medidas sanitárias decretadas localmente, orientadas pelo seu próprio Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
    
         O Presidente da República insiste em ir na contramão de todas as ações que têm sido tomadas por chefes de Estado de todo o mundo no enfrentamento à pandemia do COVID-19. O DF é, hoje, a terceira Unidade da Federação com o maior registro de casos. Assim, essa apologia ao descumprimento de orientações sanitárias pode fazer com que os números cresçam em nossa cidade e que cheguemos ao completo colapso do sistema de saúde. O discurso criminoso e irresponsável do presidente custará vidas, principalmente dos mais pobres, vulneráveis e moradores das periferias.

     É preciso frisar que não há dicotomia entre saúde e economia. Os países que melhor enfrentaram até o momento a crise do COVID-19 adotaram medidas de isolamento social, aumento no número de UTIs e realização de testes massivos em sua população, e o Estado atuou de forma a garantir o emprego e a renda das pessoas.

          Por isso, estamos estudando medidas judiciais cabíveis contra a atitude do Presidente da República, no intuito de salvaguardar vidas em nossa cidade, bem como mobilizando-nos em diversas ações de natureza política. Momentos como o que estamos vivendo no Brasil, e em especial no Distrito Federal, materializam e reforçam ainda mais os elos de união das forças progressistas na defesa da vida e de uma sociedade livre, justa e solidária.

*Assinam a nota*

PSB
PT
PSOL
PCdoB
Rede Sustentabilidade
Unidade Popular
Consulta Popular
PCB
PRC
PDT
PV


COMBATE AO CORONAVÍRUS: COMPESA ATENDE 230 MIL PESSOAS EM LOCALIDADES DESABASTECIDAS EM UMA SEMANA

COMBATE AO CORONAVÍRUS: COMPESA ATENDE 230 MIL PESSOAS EM LOCALIDADES DESABASTECIDAS EM UMA SEMANA

Após o anúncio das ações emergenciais para levar mais água para a população, a Compesa já contabiliza mais de 50 municípios atendidos em todo o Estado na operação de reforço via carros-pipa em localidades desabastecidas. Nesta primeira semana da ação (dados de 20 a 26/03), a Companhia já levou água a mais de 230 mil pessoas na Região Metropolitana do Recife (RMR) e no interior do Estado. A medida emergencial, alinhada às estratégias do Governo do Estado, terá duração inicial de 30 dias e representa um investimento de mais de R$ 2,5 milhões.

 

Cerca de sete milhões de litros de água já foram distribuídos em 169 localidades desabastecidas – sem rede ou com pressão insuficiente - na RMR e no Interior, entre os dias 20 e 26 deste mês. Na Região metropolitana, a ação já contemplou as cidades do Recife, Olinda, Paulista, Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes. O incremento na utilização de carros-pipa é de 150%, com a realização de 160 viagens por dia. No interior, foram atendidas as localidades desabastecidas dos municípios de Caruaru, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe, Garanhuns, Paudalho, Carpina, Vitória de Santo Antão, Belo Jardim, Gravatá, Salgueiro, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira e Ouricuri, entre outros.No interior, os veículos estão realizando cerca de 1.200 viagens por dia.

 

“A Compesa vem trabalhando incessantemente para abastecer a população durante esse período de enfrentamento da COVID-19. Aumentar o nosso atendimento é meta prioritária, uma vez que, neste momento, cada vez mais, a água é sinônimo de saúde e qualidade de vida para a população”, afirma a presidente da Compesa, Manuela Marinho.


MPPE alerta prefeitos que descumprimento de medidas sanitårias pode motivar intervenção estadual

MPPE alerta prefeitos que descumprimento de medidas sanitårias pode motivar intervenção estadual

 

28/03/2020 - O procurador-geral de Justiça do Ministério Público de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, publicou neste sábado, a Recomendação PGJ n.º 16, que dispõe sobre a impossibilidade de que os gestores municipais determinem a reabertura do comércio local ou qualquer outro ato administrativo que vá de encontro à Lei Federal n.º 13.979/2020 e, por consequência, os Decretos Federal n.º 10.282/2020 e Estadual nº 48.809/2020 e suas alterações.

 

Caso os gestores descumpram as medidas sanitárias, principalmente as medidas de quarentena, o município poderá sofrer intervenção estadual. “Todos os entes e diversos órgãos estão ensejando tentativas de contenção da pandemia da Covid-19. E, além disso, tem chegado ao conhecimento do Ministério Público de Pernambuco que alguns prefeitos promovem movimentos de flexibilização, ou até mesmo de descumprimento, das normas restritivas emanadas das autoridades sanitárias no âmbito federal e estadual. Assim estamos expedindo essa recomendação, alertando, principalmente, sobre as penalidades que podem decorrer do descumprimento”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, no texto da recomendação.

 

Os promotores de Justiça de todo o Estado, principalmente aqueles que têm atuação na defesa do Patrimônio Público, por delegação da Procuradoria-Geral de Justiça, foram orientados a notificar os prefeitos em suas respectivas localidades, sobre o conteúdo da Recomendação exarada.

 

Além de adotar as providências necessárias para que sejam cumpridas em todos municípios do Estado as normas sanitárias federais e estaduais, promovendo, inclusive, medidas administrativas ou judiciais. O promotor de Justiça pode solicitar, inclusive, reparação dos danos materiais, caso seja criado ônus financeiro ao Sistema Único de Saúde (SUS), decorrentes do descumprimento.

 

A recomendação foi encaminhada aos promotores de Justiça de todo o Estado e também para a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) para que seja dada ampla divulgação aos gestores municipais. “O afrouxamento das normas de quarentena impostas pelo Estado de Pernambuco, sem qualquer estudo técnico, poderá colocar em risco o sucesso das ações de enfrentamento da pandemia, vindo a provocar não só a falência do sistema de saúde pernambucano,  como muitas vidas perdidas”, reforçou o PGJ no documento.


Nota da Compesa sobre CoronavĂ­rus

Nota da Compesa sobre CoronavĂ­rus

 Sobre a notícia de que foi proferida decisão judicial proibindo a Compesa de efetuar cortes no fornecimento de consumidores inadimplentes, a Companhia informa que está totalmente alinhada com as medidas adotadas pelo Governo do Estado para enfrentamento da crise provocada pela pandemia da COVID-19 e que já adotou uma série de medidas para assegurar a oferta de água em favor da população pernambucana, em especial a mais carente, conforme anunciado à imprensa pela presidente da Companhia em 19 de março. Tais medidas, inclusive, foram formalizadas por meio de documento protocolado no dia 23/03/2020 na Defensoria Pública do Estado de Pernambuco. Como amplamente divulgado, a Companhia reforça que decidiu conceder isenção integral de pagamento da conta de água de aproximadamente 120 mil usuários, contemplando 600 mil pernambucanos, enquadrados na tarifa social, um benefício para aqueles que possuem um contracheque mensal de até um salário mínimo e cuja residência apresente média de consumo de água de até 10m³ e de energia elétrica, no limite de até 80kWh. Além disso, a Compesa anunciou, juntamente com o Governo do Estado, o reforço no abastecimento da população por carros-pipa nas localidades desabastecidas, mediante investimentos da ordem de R$ 2,5 milhões. Por fim, a Compesa elaborou um plano emergencial que prevê a execução de 43 obras estratégicas na Região Metropolitana do Recife, com um investimento de R$ 9,5 milhões. A medida é fruto de estudos realizados para viabilizar obras consideradas de pequeno e médio portes para otimizar a distribuição de água da RMR. Desta forma, serão executadas obras de curto prazo em 43 localidades, beneficiando 260 mil pessoas. A previsão é que as intervenções sejam concluídas no prazo de 30 a 120 dias.


JOÃO ALFREDO COMEÇA A SER ABASTECIDA DIARIAMENTE

JOÃO ALFREDO COMEÇA A SER ABASTECIDA DIARIAMENTE

A Compesa anuncia que, desde esta segunda-feira (23), a cidade de João Alfredo receberá água todos os dias. Esta é mais uma medida adotada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia, com o objetivo de levar mais água à população pernambucana. Retirar o município do rodízio está sendo possível graças a instalação de um novo conjunto de motobombas no Sistema Integrado Palmerinha, localizado em João Alfredo, que é alimentado pela Barragem de Pedra Fina. Os novos equipamentos vão permitir o aumento da produção de 100 litros de água por segundo para 180 litros/segundo. 

 

A ação vai melhorar o abastecimento da cidade, permitindo que as áreas urbanas recebam água continuamente, eliminando o calendário que era de dois dias com água e dois dias sem. As áreas periféricas também serão beneficiadas, com redução no esquema de rodizio a depender da localidade. A Compesa aproveita para fazer um apelo à população para que use a água de forma consciente e, também, para que mantenha a empresa informada sobre eventuais questões de vazamento ou falta de água ligando diretamente para o canal de atendimento (0800 081 0195). Só assim, a Companhia pode atuar com agilidade para adotar as providências necessárias.


COMPESA REFORÇA O ABASTECIMENTO NO ARQUIPÉLAGO DE FERNANDO DE NORONHA

COMPESA REFORÇA O ABASTECIMENTO NO ARQUIPÉLAGO DE FERNANDO DE NORONHA

 

A ilha de Fernando de Noronha será o próximo destino do Estado na escala de reforço no abastecimento de água promovido pela Compesa. Na direção das medidas de combate ao coronavírus (COVID-19), alinhadas com o Governo de Pernambuco, a Companhia dará início a uma fase de testes no sistema que fornece água para o arquipélago. A partir dapróxima segunda-feira (23), começam a ser executadas manobras operacionais no sistema com o objetivo de permitir a redução do atual rodízio em 24 horas, passando o calendário para um dia com água e cinco sem. 

 

O novo regime será testado a partir do fechamento do Parque Nacional para visitação turística. A previsão é que permaneçam na Ilha cinco mil habitantes, entre moradores, servidores do Estado e pessoas à frente de serviços essenciais. Para garantir o reforço da água, a Compesa ainda vai realizar obras de perfuração de dois poços artesianos com capacidade de produção de três litros por segundo, com o investimento de R$ 50 mil. Os novos equipamentos se unem aos poços da aeronáutica cedidos por meio de convênio para o abastecimento do arquipélago. 

 

Após a conclusão destas intervenções serão apresentados os resultados para a melhoria no abastecimento na ilha.

 

 

 


  Executiva Municipal do PT Recife Não reconhece Acordos Políticos Sem o Aval do Direção  Municipal PT Recife

Executiva Municipal do PT Recife Não reconhece Acordos Políticos Sem o Aval do Direção Municipal PT Recife

Resolução do Encontro da Comissão Executiva Municipal

Desautoriza e Não reconhece Acordos Políticos 
sem o Aval do Direção  Municipal PT Recife.


Nota da ComissĂŁo Executiva Estadual do PT - PE

Nota da ComissĂŁo Executiva Estadual do PT - PE

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT/PE
NOTA
 
 
1. A Comissão Executiva Estadual (CEE) do PT de Pernambuco se reuniu, no dia de hoje, para debater a Resolução do Diretório Nacional da última sexta-feira, dia 13, relativa às candidaturas a prefeituras das capitais nordestinas, com o objetivo de avaliar os impactos internos e externos causados pela citada decisão, bem como para deliberar sobre encaminhamentos que norteiem a atuação da Executiva Estadual.
 
2. A nossa primeira decisão foi relativa à nossa reação crítica à forma, ao processo e ao prazo da citada decisão nacional, que desconheceu os acordos com o GTE Nacional, bem como os ocorridos durante reunião, em São Paulo, entre o ex-presidente Lula e a presidenta Gleisi Hoffmann , com o presidente Estadual do PT Pernambuco e do Diretório Municipal do Recife quanto ao calendário para o debate da tática eleitoral pela militância e pela base partidária no Diretório Municipal do Recife e no conjunto do estado. De fato, a decisão rompeu com os acertos havidos e, por consequência, dificultou o diálogo em curso, internamente no PT/PE e junto aos partidos aliados.
 
3. A tática eleitoral em 2020 se relaciona a todo o estado  e não apenas ao Recife, embora a capital seja um fator estratégico para a política do PT/PE no estado e, obviamente, para a estratégia nacional do nosso partido. Por isso mesmo, a precipitação na decisão nacional tensionou a unidade interna e a harmonia com os partidos aliados, gerando duros impactos, que vamos tentar administrar para reduzir danos, sendo essa a segunda decisão na reunião da CEE.
 
4. A Direção Estadual do PT vem conduzindo um amplo processo de debate com os diretórios municipais pernambucanos, inclusive com o do Recife, com as nossas lideranças estaduais e forças políticas e com os movimentos sociais. Esse ciclo interno preparava o diálogo com os partidos aliados sobre as posições e alianças possíveis de serem construídas em todo o estado. Também, esse diálogo foi afetado pela decisão nacional fora do prazo e do roteiro consensuado conosco.
 
5. Temos sintonia plena com a visão nacional de que as eleições de 2020 têm um papel fundamental no enfrentamento das forças ligadas ao governo de extrema-direita e com a reação articulada frente às suas evidentes tentativas de golpear a democracia e as instituições brasileiras, bem como de suprimir conquistas históricas do nosso povo e de sacrificar a soberania de nosso País.
 
6. Também concordamos que o Nordeste e a natureza combativa e progressista do povo nordestino desempenham um papel essencial nessa luta. Entretanto, como reconheceu o item 04 da Resolução do DN, a vitória sobre as forças fascistas exige uma unidade nacional com partidos e com movimentos sociais do campo popular, democrático e progressista.
 
7. Assim, com todo o respeito ao nosso DN, não podemos permitir que essa unidade seja prejudicada por decisões internas unilaterais, sem atentar para os processos de diálogo, de transições e de construção progressiva, seja internamente ao PT, seja externamente com os aliados, em todo o País e, também, em Pernambuco. Com efeito, as ameaças ao povo brasileiro não poderão ser vencidas por nenhuma força progressista isoladamente e isso demanda articulação e entendimentos, não apenas no plano nacional, mas em especial nos municípios e nos estados.
 
8. Diante disso, nos preocupa que a decisão do DN não tenha considerado os efeitos causados às dezenas de candidaturas a prefeituras e às câmaras municipais em todo o Pernambuco, que são indispensáveis ao fortalecimento do nosso Partido e que, em sua ampla maioria, vêm sendo construídas através de diálogos e de entendimentos com diversos partidos do nosso mesmo campo político. Além disso, discordamos da adoção de dois pesos e duas medidas na resolução ao decidir, no item 03, acompanhar o processo de definição das candidaturas em 05 capitais nordestinas e, no item 02, definir nomes em 03 outras capitais, dentre elas no Recife. O que justifica isso ? Achamos estranho e gostaríamos de informações para esclarecimentos da nossa base.
 
9. Com essas preocupações e atenta à sua tarefa de coordenar a construção da tática eleitoral para todo o estado, e não apenas para a Capital, a Executiva Estadual se posiciona perante o Diretório Nacional com preocupações e posicionamento crítico sobre a forma e sobre o processo que levou à decisão do último dia 13, com seus duros impactos nas relações internas e externas do PT-PE.
 
10. Dessa forma, apoiamos a decisão do Diretório Municipal do Recife de realizar o Encontro Municipal na data anteriormente marcada, para que os filiados e dirigentes possam exercer o seu protagonismo de debater e de decidir sobre a tática eleitoral que contemple a maioria para as eleições de 2020 no Recife.
 
11. Vamos também retomar o diálogo com as direções estaduais dos partidos aliados para discutir os efeitos da decisão nacional e, em especial, para avaliar o quadro eleitoral e político no conjunto dos municípios pernambucanos, definindo os locais e as condições nas quais as alianças serão possíveis. 
 
12. Por fim, entendemos que o Diretório Nacional deverá volta a discutir de forma definitiva o processo de candidatura própria em Recife, depois do encontro Municipal, pois, caso contrário, poderemos enfrentar um esfacelamento sem tamanho no PT em Pernambuco a ponto de comprometer nosso projeto político em todo estado. E, nesse sentido, não vamos assumir sozinha essa responsabilidade.
 
Recife, 16 de março de 2020
 
 
COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT/PE


PT MUNICIPAL RECIFE NOTA PARA A MILITÂNCIA

PT MUNICIPAL RECIFE NOTA PARA A MILITÂNCIA

A BEM DA VERDADE

Circula, nos meios de comunicação e nas mídias sociais, uma “Resolução” do Diretório Nacional do PT, IMPONDO uma candidatura própria do PT Recife. Vale salientar que, tal “decisão”, quebrou todos os pactos FIRMADOS anteriormente, inclusive, DESAFIA o respeito ao processo interno sobre a eleição Municipal do Recife, conduzidos pelos membros do PT Recife, valendo salientar, ação essa verbalizada pelos próprios membros da Direção Nacional em reunião recente, ocorrida nesta cidade.

 

Oficialmente, reiteramos a permanência do PT Recife em uma ampla frente de esquerdas. Essa atitude de alguns membros do PT, não respeitando o anseio de inúmeros filiados e militantes, pessoas dos mais diversos gêneros e profissões, em NÃO ACEITAR uma decisão LOCAL e, a todo tempo, CRIAR FATOS distorcidos da verdade, é de uma imaturidade política e irresponsabilidade imensas, atitudes que trarão sérias consequências negativas para o Partido e a população, na eleição municipal de 2020.

 

Portanto, estamos avisando a Tod@s que apoiam a União dos Partidos de Esquerda contra o Bolsonarismo, e não o protagonismo individual, que estamos cada vez mais FORTES, com mais UNIÃO e que vamos cumprir o nosso calendário de reuniões, que se inicia na próxima semana, incluindo a defesa das teses de Tática Eleitoral e a votação, marcada para o dia 29/03/2020, que está mantida, visando o respeito e autonomia das instâncias locais na decisão final em relação à eleição municipal de 2020.

 

Contamos com sua Presença!
Divulgue, Compartilhe
PT Recife Oficial
Redes Sociais : @PTRecifeOficial

Cirilo Mota
Presidente
PT Municipal do Recife