Teste de publicidades

O PT a caminho do seu VII Congresso

O PT a caminho do seu VII Congresso

- Diálogo com os filiados e filiadas do PT -
 
Daqui a alguns dias, mais precisamente em 22 de março de 2019, durante reunião do Diretório Nacional do PT, vai se discutir e aprovar o calendário do processo de renovação das novas direções do Partido nos municípios, estados e nacional.  Esta será uma das datas fundamentais para decidir sobre a participação dos filiados/as que será definida pelo plebiscito, ou seja, se as renovações se darão por PED (Processo de Eleição Direta) ou por escolha dos delegados eleitos em congressos.

 

 

Apelo aos membros do Diretório Nacional para que façam uma profunda reflexão e deliberação que garanta aos filiados/as o direito de eleger, democraticamente pela base, os seus dirigentes no município, estados ou nacionalmente. Assim, quem vencer estará fortalecido politicamente pela base de filiados/as. Daí a minha defesa e o meu apoio à realização do PED.
 

 

Lamentavelmente, eu quero externar a minha posição a todos/as os/as filiados/as do PT de que as discussões que começam a acorrer sobre este processo não estão, na minha opinião, contribuindo para aquilo que desejo.
 

 

Historicamente, um partido pluralista que nasceu da adversidade, com representação do movimento sindical dos trabalhadores, da intelectualidade e de outros setores da sociedade, não pode concordar com a maneira como estão se comportando alguns dos seus dirigentes.

 

O PT que sempre se pautou e garantiu a democracia interna e participativa não pode admitir, seja lá de quem for - inclusive eu - comportamentos personalistas e projetos voltados para a institucionalidade (ou seja, mandatos) visando substituir a discussão coletiva que sempre fluiu dentro das suas correntes.
 

 

Na minha opinião, é inadmissível que qualquer membro do PT se utilize das plataformas da grande mídia, que sempre nos atacou cotidianamente com o objetivo de manchar a imagem do partido, para emitir posições seja em off ou no anonimato, ou mesmo “terceirizando” opiniões também sob anonimato. E mesmo aqueles que não se utilizam de tais manobras, mas que veem a mídia como um instrumento útil para elogiar, criticar ou emitir opiniões sobre nossas questões internas. Para mim é um método extremamente condenável.

 

 

As discussões que fazem na grande mídia sobre o processo de renovação das direções do PT na verdade são opiniões de caráter pessoal, porque pelo menos na CNB (Construindo um Novo Brasil) estes temas que se tornaram alvos de polêmica nunca estiveram na pauta de discussão política da corrente.
 

 

Aqui quero chamar a atenção especialmente da militância jovem pós 2002 que este filme que se apresenta hoje disfarçado de objeto de defesa do PT, na realidade expressa o retrato do que aconteceu internamente no Partido nos idos de 1993, quando dividiram o Partido ao fragmentar as suas opiniões e pensamentos. E temos como exemplo a triste condução do processo das eleições presidenciais de 1994 que levaram o PT e a candidatura do companheiro Lula a uma fragorosa derrota.
 

 

Por trás desta aparência de querer provar quem é o “mais petista”, os lobos se manifestam em peles de cordeiros para passar uma impressão falsa de que são os verdadeiros donos da moral e da ética política dentro do PT.

 

Mas não quero transformar este diálogo com os/as filiados/as e militantes em um festival de lembranças desagradáveis, mas sim refrescar a memória coletiva visando um futuro aonde o Partido esteja muito acima da vaidade de todos nós.
 

 

Portanto, ao invés de ficarmos criando guerras internas, é fundamental consolidar a nossa unidade na adversidade para enfrentar o inimigo que está fora do PT.
 

 

Termino usando uma frase que se adequa ao momento: “O excesso do uso do cachimbo pode deixar a boca torta”.
Abraço a todos e todas.

 

Francisco Rocha da Silva, Rochinha

 

*Este documento traduz a minha posição pessoal e não representa uma posição oficial da CNB.


Obra para implantação de novas tubulações na Avenida Cruz Cabugá tem prazo alterado

Obra para implantação de novas tubulações na Avenida Cruz Cabugá tem prazo alterado

A Compesa informa que precisou alterar  para o dia 30 de março o prazo de conclusão da obra realizada na rede de abastecimento de água localizada na Avenida Cruz Cabugá, em Santo Amaro, Recife. Alguns fatores impediram que a intervenção fosse finalizada na quinta-feira (28) da semana passada, conforme anunciado pela companhia. O principal problema enfrentado foi a ocorrência de chuvas durante o período da madrugada, quase que durante todo mês de janeiro. Como a execução da obra está limitada ao período noturno, das 22h às 5h, não foi possível cumprir o cronograma de obras previsto.

 

 

Outro problema que está provocando atrasos na obra é o fato do asfalto da Avenida Cruz Cabugá ser bastante espesso, tornando o serviço de demolição do pavimento mais trabalhoso e, consequentemente, mais demorado do que o normal. Para se ter uma ideia, o comum é encontrar o asfalto com uma espessura de 10 centímetros. Na Cruz Cabugá, a espessura do asfalto está variando de 35 a 50 centímetros.

 

 

A obra é realizada pela Compesa para substituir uma tubulação, com quase 1.500 metros de extensão, entre a Avenida Norte e o Shopping Tacaruna. Essa intervenção faz parte de um grande investimento para modernizar e levar melhorias operacionais aos sistemas de abastecimento do Recife. No momento, os serviços estão sendo realizados na altura do Hospital de Câncer. As duas faixas próximas ao passeio (sentido Boa Vista) são interditadas e, sempre ao final dos trabalhos, a vala é reaterrada e a pista liberada para o tráfego de veículos.

 

 

Foi acordado entre a Compesa e a coordenação de Trânsito da CTTU que a reposição asfáltica nesse trecho da Avenida Cruz Cabugá deve ser feita a cada 150 metros de vala aberta, tendo em vista que o concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) só pode ser utilizado em grande volume.


NOTA PÚBLICA : Direção Executiva da CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

NOTA PÚBLICA : Direção Executiva da CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

 

Carta enviada pelo Ministério da Educação às escolas brasileiras escancara um governo despreparado e, sem constrangimento, explicita a indigência intelectual a que estamos submetidos 

 

O dia de ontem ficará marcado como um dos dias de maior achincalhamento à educação pública brasileira. E para estarrecimento de todos, vindo da atual gestão do Ministério da Educação e de seu maior gestor, responsável pela implementação das políticas públicas de educação no país.

 

O ministro Ricardo Vélez decidiu encaminhar uma carta a todas as unidades escolares do país, saudando o início do ano letivo e pedindo que as direções escolares propusessem a execução do Hino Nacional e, de forma voluntária, enviassem um vídeo ao Ministério com as crianças cantando.

 

Se não bastasse o pedido inusitado, a carta do Ministro ainda cita o slogan de campanha do candidato Jair Bolsonaro, como se as eleições ainda não tivessem passado. Esse tipo de ação do Ministro Vélez é, essa sim, escancaradamente doutrinadora.

 

Ele sequer se constrange em defender projetos como o da “Escola sem Partido” usando um discurso mas propondo, na prática, uma educação acrítica e ideológica à direita.

 

Exigimos que esse Ministro tenha a compostura de um Ministro de Estado! Exigimos um MEC sem partido!

 

A educação brasileira tem vários desafios que precisam ser enfrentados, em especial à luz das metas pactuadas no Plano Nacional de Educação (PNE), discutido e aprovado pelo Congresso Nacional.

 

Se o excelentíssimo Ministro ainda não sabe, podemos lembra-lo de algumas questões que merecem e devem estar no rol de suas preocupações: o cumprimento do Piso Nacional do Magistério, o achatamento das carreiras dos professores e funcionários de escolas, o desrespeito às jornadas de trabalho fixadas em lei, a resolução da questão do financiamento de nossa educação, agora estrangulada pela Emenda Constitucional nº 95/2016, as precárias condições de trabalho de nossas escolas. Enfim, os desafios são enormes para se ficar brincando no cargo que ocupa. O canto do Hino, senhor Ministro, já está contemplado nos currículos do Ensino Fundamental. Para além do prosaico que o ato do Ministro representa, a carta contraria frontalmente os preceitos normativos da educação brasileira, estabelecidos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), fere os princípios da Administração Pública, a que o Ministro está submetido enquanto gestor público, e macula a autonomia dos entes federativos, ambos constantes em nossa Constituição Federal de 1988.

 

Além de, ainda, atentar contra o direito da proteção à privacidade das crianças e dos adolescentes, previsto no seu Estatuto (ECA).

 

O ato do Ministro infringe esse conjunto de normativos e, diante desse escracho, não nos restou alternativa: a CNTE entrará ainda hoje com uma representação judicial contra todas essas atrocidades cometidas pelo maior gestor da educação brasileira.

 

A orientação da CNTE é para que cada direção escolar não se constranja diante dessa aberração e faça como já algumas direções estão fazendo, ao enviar cartas respostas ao Ministro.

 

Orientamos também que nossas entidades filiadas entrem com uma representação nos Ministérios Públicos Estaduais, em suas promotorias de educação.

 

É fundamental que reajamos a essa falta de projeto político para a educação brasileira e também aos tempos duros de indigência moral, intelectual e política dos atuais gestores instalados no MEC, que não se constrangem sequer em, além de tudo, adulterar seus currículos e maldizer os/as brasileiros/as, chamando-nos de ladrões quando viajamos.

 

Brasília, 26 de fevereiro de 2019

 

Direção Executiva da CNTE


Navegabilidade do Rio Capibaribe será avaliada por Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara Municipal do Recife

Navegabilidade do Rio Capibaribe será avaliada por Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara Municipal do Recife

Parlamentares liderados pelo vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade) vão percorrer 8 km, dos 16 km de extensão do Rio Capibaribe, em visita técnica

 

Com saída do Cais do Imperador, no Bairro de São José, e destino ao Parque Santana, na Zona Norte do Recife, a Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara vai navegar mais de 8km em visita técnica para avaliar as condições de navegabilidade do Rio Capibaribe. A intenção dos parlamentares é avaliar a possibilidade de implementação de transporte fluvial na “avenida líquida”, que possui cerca de 280 km de extensão, sendo 16 km apenas na capital pernambucana. Em relações proporcionais, toda a extensão do Rio Capibaribe no Recife representa dez vezes o tamanho da Avenida Conde da Boa Vista, duas vezes e meia a Avenida Agamenon Magalhães e quase três vezes o tamanho da Caxangá. A partir da navegabilidade, seria possível para os recifenses a locomoção entre alguns bairros sem encarar o trânsito intenso das principais vias.

 

 

O Recife conta com um projeto de navegabilidade que aguarda conclusão. Com capacidade para transportar 300 mil passageiros por mês a partir de ramais que atenderiam o eixo norte  e oeste da cidade, o projeto Rios da gente, se concluído, cobriria 13,9 km de extensão do Capibaribe. O presidente da Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara Municipal do Recife, o vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade) assegura que é possível pensar em alternativas para tornar a navegabilidade viável. “A mobilidade, seja para o turismo ou deslocamento no dia a dia, é uma forma de resgatar o Capibaribe para a própria cidade. O nosso cartão postal, hoje, em muitos trechos, é depósito de lixo. O Rio deveria ser a menina dos olhos do nosso município e nossa comissão, consciente dessa necessidade, vai realizar essa visita técnica para levantar possibilidades mais sustentáveis para o rio e para o Recife", comenta Coutinho.

 

 

Outro ponto que esbarra com o desenvolvimento do transporte fluvial no Recife é a condição das pontes da cidade. A nível de obras, para executar o tráfego marítimo, além da construção de estações de embarque e desembarque em pontos específicos, seria necessário realizar outros serviços, como a manutenção das infraestruturas. Membros da comissão já haviam feito uma vistoria inicial da ponte do Derby, na área central do Recife, e da Torre, na zona norte, ambas com deteriorações evidentes.  A visita técnica da Comissão de Planejamento Urbano e Obras vai acontecer após o carnaval e também pretende avaliar essas questões.

 

 

DESDE OS ANOS 1980

 

 

As calhas do rio, alargadas após a grande enchente de 1975, deram novos olhares para o Capibaribe. Desde a década de 1980, quando os primeiros esboços de navegabilidade foram apresentados, o Capibaribe era visto como percurso para o turismo. Quase 30 anos depois, o transporte fluvial voltou a ser visto como possibilidade para a Copa do Mundo, no entanto, a obra não foi entregue. A expectativa é que em 2019 as obras de competência estadual em prol da navegabilidade sejam retomadas.


                Compesa divulga esquema especial de abastecimento para o Carnaval

Compesa divulga esquema especial de abastecimento para o Carnaval

Os principais focos de folia do Carnaval em Pernambuco contarão com reforço no abastecimento de água durante o período das festas momescas.

 

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) elaborou um esquema especial de fornecimento de água, que inicia nesta quinta-feira (28/02), com o atendimento diário dos bairros de Olinda localizados no Sítio Histórico, onde há grande concentração de desfiles de troças e blocos carnavalescos e de turistas. A distribuição de água será feita, no horário das 6h às 13h, para os bairros do Monte, Amparo, Guadalupe, Bonsucesso e Barreira do Rosário; e das 13h às 24h, para as localidades da Ribeira, Carmo, Varadouro, Rua 13 de Maio, Rua da Bertioga, Carmo, Alto da Sé, São Francisco, Santa Tereza, Umuarama, V8, Amaro Branco e Ilha do Maruim. O regime especial de distribuição de água para o Carnaval será realizado até a Quarta-feira de Cinzas (06/03).

 

No Recife, os bairros que fazem parte do trajeto do Corredor do Galo da Madrugada – São José, Santo Antônio, Bairro do Recife e Santo Amaro – já contam com abastecimento de água 24 horas, no entanto, a Compesa vai disponibilizar carros-pipa para essas áreas, caso haja necessidade, a partir do sábado (02/03) que podem ser solicitados pelo 0800 081 0195. A cidade de Bezerros, na região Agreste, que realiza a tradicional festa da Folia dos Papangus, também receberá reforço no abastecimento de água para os bairros do Cruzeiro (parte baixa), São Sebastião e São Pedro, entre os dias 2 e 6 de março. 

 

 

Para quem planeja aproveitar o feriadão nas praias, a Compesa programou reforçar o fornecimento de água para os principais balneários do Litoral Norte por meio de carros-pipa, que podem ser solicitados pelo 0800 081 0195 (24 horas). As localidades contempladas com o esquema especial de abastecimento são Janga, Pau Amarelo, Maria Farinha e Conceição, no Paulista, Ponta de Pedras, em Goiana, e Itamaracá. A Compesa lembra que a Praia de Porto de Galinhas, no Litoral Sul, já é abastecida todos os dias, inclusive, nas épocas de alta temporada. Para garantir a prestação dos serviços de água e esgoto para a população no período carnavalesco, cerca de 200 profissionais, entre funcionários e terceirizados, além das equipes de manutenção elétrica e mecânica, estarão envolvidos nos plantões nas unidades da Região Metropolitana do Recife e Interior. 

 

Esgoto
A Compesa também intensificou as ações preventivas nas redes e unidades dos sistemas de esgotamento sanitário nos principais e tradicionais focos de folia na Região Metropolitana do Recife (RMR). Os trabalhos foram concentrados em bairros da cidade do Recife, como Santo Antônio, São José, Boa Vista e Bairro do Recife, e em Olinda, Amparo, Carmo, Bairro Novo, Varadouro e Guadalupe. Foi elaborado um cronograma de ações, que iniciam com as vistorias e diagnósticos na rede para, quando houver necessidade, realizar serviços de limpezas preventivas e desobstruções, obras e reparos, substituição de tampas quebradas e consertos em ramais. As ações iniciaram no mês de janeiro e serão concluídas nesta semana. Até o momento, mais de 20 mil metros de redes coletoras receberam ações preventivas e foram executadas cerca de 50 pequenas obras e reparos.



 

Abastecimento especial no Sítio Histórico de Olinda:
De 27 de fevereiro a 6 de março (diariamente)
Das 6h às 13h: Monte, Amparo, Guadalupe, Bonsucesso e Barreira do Rosário.
Das 13h às 24h: Ribeira, Carm o, Varadouro, Rua 13 de Maio, Rua da Bertioga, Carmo, Alto da Sé, São Francisco, Santa Tereza, Umuarama, V8, Amaro Branco e Ilha do Maruim.


 

Teleatendimento Compesa (24 horas):
0800 081 0195 - Falta de água e outras informações
0800 081 0185 - Vazamentos: Água e Esgoto


Vereador João da Costa (PT-PE) é o novo presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara

Vereador João da Costa (PT-PE) é o novo presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara

Com o objetivo de dar contribuições para a sustentabilidade verde e desenvolvimento ambiental do Recife, o vereador João da Costa (PT) assume a presidência da Comissão de Meio Ambiente da Casa de José Mariano. Além do petista, estão no colegiado Goretti Queiroz (PSC) – vice-presidente da comissão – e Augusto Carreras (PSB), como membros titulares. 
 
 
O vereador João da Costa, que vai presidir os trabalhos no biênio 2019/2020, destacou a importância que a Comissão de Meio Ambiente terá nessa legislatura, sobretudo nas discussões em torno da revisão do Plano Diretor do Recife.  O petista, ex-prefeito da capital pernambucana, ressaltou que a questão ambiental é central para o desenvolvimento sustentável da cidade.
 
 
"Recife é uma cidade cortada por seis rios, 66 canais e precisa ser discutida do ponto de vista da sustentabilidade. Portanto, na comissão, além de uma participação ativa nas discussões do novo Plano Diretor, também vamos trabalhar um plano de drenagem para a cidade, a questão da arborização e outros temas de relevância para a população”, listou o vereador.
 
 
A comissão está finalizando o planejamento para este semestre, organizando as datas das reuniões e pautas para análise dos projetos. Além de João da Costa, Goretti Queiroz e Augusto Carreras, o colegiado ainda tem como suplentes os vereadores Ricardo Cruz (PPS) e Marcos di Bria (PSDC).

Gota D’Água realiza 38º desfile no Carnaval do Recife

Gota D’Água realiza 38º desfile no Carnaval do Recife

Boa parte da folia e tradições da Festa de Momo em Pernambuco se deve aos blocos de rua. Na Sexta-feira de Carnaval, dia 1º de março, a animação do Centro do Recife está garantida com o Bloco Gota D’água. Os funcionários da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realizarão o 38º desfile da agremiação, levando para as ruas o cortejo de trios elétricos, passistas de frevo e carro de apoio. Para arrastar os foliões, o desfile será animado pelo Trio Asas da América, Trio Balada e Trio Absoluto, além da banda A Favorita e Diego Cabral e Banda. A saída do bloco está marcada para às 20h30, em frente a antiga sede da Compesa, na Avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro.

 

 

O percurso do bloco tem ao todo quatro quilômetros, inicia na Avenida Cruz Cabugá, segue até o Parque Treze de Maio e encerra na Rua da Aurora, nas imediações da Assembleia Legislativa. Como ocorre todos os anos, o Gota D’Água contará com o apoio da Prefeitura do Recife, CTTU (Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife), da Polícia Militar e de segurança particular. “O Gota D’Água é o único bloco das estatais que ainda desfila no Carnaval de Pernambuco e também é o único mantido por uma companhia de saneamento no Brasil. Somos resistência e vamos fazer, mais uma vez, uma festa muito bonita”, disse o presidente do Bloco Gota D’Água, Jaime Meira.

 

 

SERVIÇO:

 

Bloco Gota D’água – 38º Desfile

 

Dia: Sexta-feira (01/03)

 

Início do desfile de rua:às 20h30

 

Trajeto: começa na sede da Compesa da Cruz Cabugá (nº 1387, Santo Amaro), segue até o Parque Treze de Maio, Rua Princesa Isabel, e encerra na Rua da Aurora, nas imediações da Assembleia Legislativa.

 

Atrações: Trio Asas da América,Trio Balada, Trio Absoluto, Banda A Favorita, Diego Cabral e Banda e carro de apoio.


FILHO DE BOLSONARO DECLARA GUERRA A VENEZUELA E QUER ASSASSINATO DE MADURO

FILHO DE BOLSONARO DECLARA GUERRA A VENEZUELA E QUER ASSASSINATO DE MADURO

Submisso a Donald Trump, que pretende se apoderar do petróleo venezuelano, Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, defendeu uma solução militar para a crise venezuelana e o assassinato do presidente Nicolás Maduro; no Twitter, ele afirmou que "achar que o problema da Venezuela é só dos venezuelanos é não enxergar um palmo adiante"; na mesma postagem, ele adicionou um vídeo, de 2017, onde em uma conversa com o opositor Roderick Navarro, diz que "Maduro só sai à base do tiro, da bala. Eu não acredito que ele vá sair pacificamente"; aventura, porém, não encontra respaldo nem entre os militares do governo Bolsonaro 

 
247 - Em meio às tentativas do Brasil de manter o "caráter humanitário, da ajuda do Brasil enviada à Venezuela, o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, foi na direção contrária e adotou um tom mais belicoso contra o governo de Nicolás Maduro. "...Achar que o problema da Venezuela é só dos venezuelanos é não enxergar um palmo adiante", postou Eduardo no Twitter na madrugada deste sábado (23). Na mesma postagem, ele colocou um vídeo de 2017 onde em uma conversa com o opositor Roderick Navarro diz que "Maduro só sai à base do tiro, da bala. Eu não acredito que ele vá sair pacificamente". 
 

Pouca horas antes de Carlos Bolsonaro demonstrar seu alinhamento à política externa dos Estados Unidos, que têm interesse na saída de Maduro do poder em função da Venezuela possuir as maiores reservas mundiais de petróleo, o presidente Jair Bolsonaro promoveu uma reunião ministerial de urgência sobre o assunto. Ali, ele foi advertido que o país poderia estar sendo usado como isca para fomentar conflito e dar margem a uma intervenção militar dos Estados Unidos. (Leia mais no Brasil 247)

Em uma outra reunião, esta com o vice-presidente, general Hamilton Mourão, que viajará á Bogotá, Colômbia, na próxima segunda-feira (25), como representante do Brasil no Grupo de Lima, Bolsonaro determinou que o Brasil não defenda uma intervenção militar no país vizinho. Entre os participantes da reunião estará o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, cujo governo vem sendo acusado por Maduro, além da China e Rússia, de fomentar a crise venezuelana para justificar uma ação militar. 

 

Por 247


Receita mira miliciano que tinha elo com Flávio

Receita mira miliciano que tinha elo com Flávio

A Receita Federal vai investigar movimentações financeiras de suspeitos de integrar grupos de milicianos no Rio. Entre os alvos, está o ex-PM Adriano Magalhães da Nóbrega, que tinha mãe e mulher empregadas no gabinete de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) na Alerj. A atuação do Fisco junto com o Ministério Público poderá mapear todos os que fizeram transações com os supostos criminosos. A Receita Federal vai ampliar a cooperação com o Ministério Público do Rio de Janeiro e investigar os envolvidos na Operação Os Intocáveis, que mira a atuação de milícias no Estado. Entre os alvos está o ex-capitão da PM Adriano Magalhães da Nóbrega, apontado como líder de grupo criminoso conhecido como Escritório do Crime. A mãe e a mulher de Nóbrega trabalharam no gabinete que o hoje senador Flávio Bolsonaro (PSLRJ) ocupava até 31 de janeiro deste ano na Assembleia Legislativa do Rio.
 

 

Como revelou o Estado no mês passado, a Receita já atuava na análise das movimentações financeiras dos citados no relatório do Conselho de Controle de Atividade Financeira (Coaf) que apontou transações atípicas na conta de Fabrício Queiroz, também ex-assessor de Flávio, filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro. A Operação Os Intocáveis prendeu cinco suspeitos de integrar milícia que atua em Rio das Pedras, na Barra da Tijuca. Nóbrega, porém, segue foragido. De acordo com a Promotoria do Rio, o grupo atuava na grilagem de terras, na compra, venda e aluguel irregular de imóveis, na cobrança de taxas da população local e na receptação de mercadoria roubada, entre outros crimes. A mulher do ex-capitão, Danielle Mendonça da Costa Nóbrega, trabalhou no gabinete de Flávio de 6 de setembro de 2007 até 14 de novembro do ano passado. Já a mãe de Nóbrega, Raimunda Veras Magalhães, esteve lotada no mesmo gabinete de 11 de maio de 2016 também até 14 de novembro de 2018. Ambas recebiam salário de R$ 6.490,35. Raimunda é citada no relatório do Coaf que investiga corrupção no Legislativo fluminense. Ela repassou R$ 4.600 para a conta de Queiroz.
 

 

A entrada da Receita no caso segue o padrão adotado desde a Operação Lava Jato, em que o foco dos investigadores é o caminho do dinheiro de grupos criminosos. Como o Fisco tem o maior banco de dados fiscais, bancários e patrimoniais do País, seus relatórios são considerados os mais completos para auxiliar nas investigações. No caso da milícia, a atuação do órgão poderá rastrear todos aqueles que fizeram algum tipo de transação, não só com os suspeitos de integrar o grupo, mas também com parentes, pessoas próximas ou empresas ligadas a eles. Em busca de possíveis crimes tributários, os auditores devem produzir relatórios para subsidiar o trabalho dos promotores com o mapeamento do caminho do dinheiro movimentado. Ao Estado, uma fonte com acesso à investigação afirmou que já foram realizadas algumas reuniões entre investigadores e a Receita para tratar da cooperação no caso.
 

 

 A reportagem ainda tem outros trechos que recordam discursos de Flávio Bolsonaro nos quais ele fez homenagens a policiais milicianos.


Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara do Recife percorre Capibaribe para avaliar possibilidade de transporte fluvial

Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara do Recife percorre Capibaribe para avaliar possibilidade de transporte fluvial

A "avenida líquida" do Rio Capibaribe, que possui cerca de 280 km de extensão, sendo 16 km só no Recife, é posta como alternativa para mobilidade do Recife desde a década de 1980, quando os primeiros projetos de navegabilidade foram apresentados. A princípio, o rio era visto como potência para o turismo. Hoje, os a concepção sobre o uso do Capibaribe inclui essa e outras possibilidades, como a do transporte coletivo fluvial voltado para o deslocamento dos recifenses a partir do uso misto de modais. Para avaliar possibilidade de transporte fluvial na cidade, a Comissão de Planejamento Urbano e Obras da Câmara Municipal do Recife, liderada pelo vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade), realizará uma visita técnica ao Capibaribe no próximo sábado (23).

 

 

O grupo irá percorrer aproximadamente 8 km de extensão para conhecer de perto a realidade das margens e trajetos possíveis. Tudo isso para viabilizar no que for possível o transporte fluvial. “A mobilidade é uma forma de resgatar o Capibaribe para a própria cidade do Recife. O nosso cartão postal hoje, em muitos trechos, é depósito de lixo. O Rio deveria ser a menina dos olhos do nosso município e nossa comissão, consciente dessa necessidade, está realizando esta visita técnica para levantar possibilidades mais saudáveis socioeconomicamente para o rio e para a cidade", comenta Coutinho.

 

 

A partir da navegabilidade seria possível se locomover entre alguns bairros de Recife sem encarar o trânsito das principais vias. O que significa, na prática, que há um potencial efetivo para aliviar problemas de mobilidade. Atualmente, a capital pernambucana conta com um projeto de navegabilidade que aguarda conclusão. Com extensão de 2,9 km, o projeto Rios da Gente, se concluído, teria capacidade para transportar 300 mil passageiros por mês a partir de ramais que atenderiam ao eixo norte e ao oeste da cidade.

 

 

Atualmente, a capital pernambucana conta com um projeto de navegabilidade que aguarda conclusão. Projetado para ter extensão de 13,9 km, o projeto Rios da Gente, se concluído, teria capacidade para transportar 300 mil passageiros por mês a partir de ramais que atenderiam ao eixo norte e ao oeste da cidade. Em relações proporcionais, toda a extensão do Rio somente na capital não representa 10 vezes o tamanho da Avenida Conde da Boa Vista, duas avenidas e meia da Agamenon Magalhães e quase três vezes o tamanho da Caxangá.

 

PONTES

 

Outro ponto que esbarra com o desenvolvimento do transporte fluvial no Recife é a condição das pontes da cidade. Além da construção de estações, seria necessário realizar serviços de manutenção das infraestruturas. Membros da comissão já haviam feito uma vistoria inicial, que demonstrou corrosão na base. As bases das pontes do Derby, na área central do Recife e da Torre, na zona norte, estão entre as deterioradas. A visita técnica da Comissão de Planejamento Urbano e Obras também pretende avaliar essas questões.


Tornozeleira para monitorar agressor de mulher é defendida por deputado Augusto Coutinho

Tornozeleira para monitorar agressor de mulher é defendida por deputado Augusto Coutinho

Projeto de lei começou a tramitar na Câmara Federal e, se aprovado, vai permitir que vítimas requeiram na justiça o monitoramento dos agressores por sistema eletrônico

 

Agressores de mulheres poderão passar a ser monitorados por tornozeleiras eletrônicas, como forma de garantir que mantenha a distância mínima de dois quilômetros, já prevista em lei, da vítima. A medida foi proposta pelo deputado federal Augusto Coutinho (SD-PE), que apresentou, esta semana, um projeto alterando a Lei Marinha da Penha para incluir o direito da mulher agredida de requerer perante a justiça o uso da tornozeleira pelo criminoso.  “Quem já foi vítima de violência sabe o que é conviver com o medo de que o caso se repita. Usar essa tecnologia é forma de aumentar a segurança das mulheres”, disse o parlamentar.

O projeto, de número 903/2019, foi o primeiro apresentado por Augusto Coutinho neste mandato e a ideia veio de uma prática adotada há alguns anos em Pernambuco, quando um juiz entendeu que o uso da tornozeleira em agressores de mulheres poderia ser um sistema de alerta eficaz. “Tínhamos uma iniciativa que se mostrava exitosa no estado, mas era importante uma legislação que agasalhasse isso, dando o respaldo necessário, inclusive, para advogados de outros estados fazerem tal solicitação, caso achem preciso”.

Pela proposta, um sistema de alarme conectado à tornozeleira fica com a vítima e outro junto à polícia. Caso o agressor se aproxime da mulher agredida em um raio inferior a dois quilômetros ambos alarmes soam. Pela central de monitoramento, a polícia liga para o agressor avisando que ele se afaste, sob o risco de ser preso, e aciona as equipes que estiverem na proximidade. “É interessante, também, porque a vítima irá saber que está sob risco, podendo sair do local a tempo”, acrescentou o Augusto Coutinho.

O parlamentar defende que o projeto é viável, inclusive, financeiramente. “Todos os estados têm este aparelho e o custo para aquisição de novos não é algo que inviabilize o PL. Pelo contrário, é um investimento em uma política eficaz de combate à violência contra a mulher que pode, inclusive, minimizar outros custos do poder público”. Desde 2013, quando a medida passou a ser adotada em Pernambuco, mais de 700 homens passaram a usar tornozeleira. 


 Paralisação parcial do Sistema Botafogo na segunda-feira (25)  por 48 horas

Paralisação parcial do Sistema Botafogo na segunda-feira (25) por 48 horas

Uma paralisação  parcial do Sistema Botafogo,  por 48 horas,  será realizada pela Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa  na próxima segunda-feira (25). Os serviços serão executados na tubulação principal ( adutora), responsável pelo abastecimento de parte do município de Paulista, Região Metropolitana do Recife. A paralisação programada será iniciada às 22h da segunda seguindo até  às 22 horas da quarta-feira (27). A iniciativa será necessária para a instalação de duas válvulas  reguladoras de vazão  com vistas a melhoria das pressões da rede de abastecimento de bairros  localizados  nas áreas mais  altas de Paulista, a exemplo  das localidades de  Alameda Paulista e Jaguarana.

 

 

Para  instalar os equipamentos em unidades do Sistema Botafogo haverá falta de água em localidades da cidade do Paulista :  Mutirão, Maranguape II, Engenho Maranguape, Artur Lundreen I, Artur Lundren II, Jaguarana, Centro de Paulista, Torres Galvão, Jaguaribe,  Jardim Maranguape, Alameda Paulista e Janga. Segundo o gerente de Produção da Compesa, Euris Oliveira, os serviços  são de natureza complexa e  não poderão ser feitos com a adutora em funcionamento ( com água), sendo necessário a suspensão temporária do fornecimento de água. Uma equipe de 30 profissionais estará trabalhando na operação. A distribuição de água será retomada após a conclusão dos serviços  e obedecerá o calendário de abastecimento de cada área. Informações sobre o retorno do abastecimento das localidades  afetadas podem ser obtidas pelo 0800 081 0195.