Teste de publicidades

Setor de saneamento se reúne em Brasília para discutir MP do Governo Federal que pode desestruturar o setor

Setor de saneamento se reúne em Brasília para discutir MP do Governo Federal que pode desestruturar o setor

Representantes da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento - Aesbe e de diversas instituições do setor estarão reunidos  reúnem em Brasília, a partir das 18h de hoje (28)  até o dia 30 de novembro, no seminário “Governança e Parcerias: Oportunidades para o saneamento”. O evento ocorrerá no Royal Tulip Hotel. Durante o encontro, serão discutidos os riscos que a área de saneamento básico pode enfrentar com a medida provisória que revisa a Lei nº 11.445/2007. As mudanças na legislação que estabelece diretrizes nacionais para o saneamento público podem desestruturar o setor. O evento segue na quarta-feira, 29, das 9h às 19h, no mesmo local. E, no último dia, 30 de novembro, o encontro será das 9h às 13h.

O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa  e da Aesbe, Roberto Tavares, destaca que a minuta da medida provisória não foi discutida com os operadores e suscita diversas preocupações. Entre os principais problemas da MP, apresentada pelo Ministério das Cidades, está o dispositivo que obriga o município a consultar previamente a iniciativa privada sobre o interesse em operar o sistema, em substituição à empresa estadual ou municipal. Segundo Tavares, com a nova regra, os municípios menores ficarão em desvantagem. “Quando o município não rentável fizer a consulta, possivelmente, ele não terá o interesse da iniciativa privada e obrigatoriamente ficará com a empresa estadual. Quando for um município rentável, obviamente, o setor privado terá interesse e isso desarrumará o setor”, afirma.

Segundo Tavares, a entrada do setor privado na prestação de serviços de saneamento é bem-vinda e deve ocorrer por meio de parcerias. “Nós acreditamos que o setor privado deve entrar no saneamento, mas na linha de prestação regionalizada. Ou seja, pode substituir empresas estaduais, mas em parceria com o setor público, ampliando a capacidade de gerar mais benefícios com menores custos”, explica.

Além disso, Tavares ressaltou que a lei terá alto impacto para o subsídio cruzado – sistema que permite aplicar um único preço para todos os municípios de um Estado, fazendo com que as operações rentáveis compensem as deficitárias. Com a mudança desse artigo, fica em risco a sustentabilidade das empresas e a manutenção de tarifas módicas.

A pauta do seminário traz outra discussão importante para o setor – a Lei 13.303/16 –, chamada “Lei das Estatais”, que dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados e dos municípios. O tema será tratado com prioridade porque as companhias estaduais de saneamento básico têm até junho de 2018 para se adequarem às exigências da Lei que estabelece padrões de governança corporativa, compliance, auditoria interna, controles internos e gestão de riscos.

O normativo determina que as estatais adotem como prática de gestão alguns procedimentos que possibilitarão maior transparência às ações das empresas, como por exemplo, a divulgação da carta anual de governança corporativa ao público em geral e a elaboração de uma política de divulgação de informações.

“A governança nos tempos atuais é fundamental para que as estatais possam se consolidar por meio da meritocracia, dos princípios da eficiência, da economicidade e para que se tenha cada vez mais uma blindagem nas empresas de saneamento das interferências políticas negativas”, analisa Roberto Tavares.


O fenômeno Marília Arraes , segundo o  Instituto Múltipla (Arcoverde)

O fenômeno Marília Arraes , segundo o Instituto Múltipla (Arcoverde)

por Inaldo Sampaio 

 

Pesquisa realizada pelo Instituto Múltipla (Arcoverde) com 600 questionários, em 65 dos 184 municípios pernambucanos, entre os dias 21 e 24 deste mês de novembro, revela que o governador Paulo Câmara (PSB) lidera a corrida eleitoral de 2018 com 18,7% das intenções de voto.

Em segundo lugar aparece o senador Armando Monteiro Neto (PTB) com 13,5%, seguido pelo ministro Mendonça Filho (DEM) com 10% e a vereadora Marília Arraes (PT) com 9,6% (empate técnico).

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) está na quarta colocação com 2,8%, seguido pelo deputado Bruno Araújo (PSDB) com 1,8%. Brancos e nulos somam 30%, indecisos 8,3% e não souberam ou não quiseram responder a pesquisa, 6%.

O instituto fez uma simulação com diversos cenários e na maioria deles o governador Paulo Câmara tem cerca de 30% de intenções de voto. Num cenário sem Armando e sem Mendonça Filho, a vereadora Marília Arraes atinge seu melhor percentual: 19,3%.

Num confronto direto com Paulo Câmara, a neta de Miguel Arraes teria 25% de intenções de voto, ante 32% do governador.

O Múlplica aferiu também o índice de rejeição dos candidatos. O mais rejeitado é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) com 27%, seguido por Bruno Araújo com 26%, Armando Monteiro com 24%, Paulo Câmara com 20%, Mendonça Filho com 20% e Marília Arraes com 18%.

O instituto perguntou também aos entrevistados se o apoio do ex-presidente Lula aumentaria ou diminuiria o desejo de votar neste candidato: 41% responderam que aumentaria, 34,5% que diminuiria e 22% que dependeria do nome do candidato.

Com relação ao presidente Michel Temer, o apoio dele a um candidato faria com que 88% dos pernambucanos o rejeitasse, ante 4,7% que o abraçaria.

Na pesquisa estimulada para o Senado (com o auxílio de cartão), o 1º colocado é Jarbas Vasconcelos (PMDB) com 20,5%, seguido por Ana Arraes (TCU) com 13%, João Paulo (PT) e Armando Monteiro (PTB) com 11,5%, Mendonça Filho com 10,5%, Humberto Costa (PT) com 9%, José Queiroz (PDT) com 6%, André Ferreira (PR) com 4,8%, Sílvio Costa (Avante) com 4,5%, Bruno Araújo com 4% e Antonio Campos (Podemos) com 3,8%.

Para presidente da República, Lula tem 50% das intenções de voto, ante 8% de Bolsonaro (PSC), 2,6% de Marina Silva (Rede), 2,8% de Luciano Huck (sem partido), 1,8% de Geraldo Alckmin (PSDB) e João Dória (PSDB) e 1,6% de Ciro Gomes (PDT).


Em quem você votaria para vereador de Cumaru-PE nas eleições de 2020?

Em quem você votaria para vereador de Cumaru-PE nas eleições de 2020?

O nome de Fabiano Severino, vem se destacando no cenário político de Cumaru-PE devido o grande serviço que vem presta aos moradores  do município


Vereador Sinézio Rodrigues (PT):  NOVEMBRO AZUL

Vereador Sinézio Rodrigues (PT): NOVEMBRO AZUL

Este mês é dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e a saúde do homem, desde a conscientização até ao diagnóstico precoce, onde existem grandes chances de combater a doença. 

É necessário que o preconceito seja desfeito quanto ao exame, maioria da população masculina se omite, e quando descobre a doença, ela já está em
estado avançado. 

O Mandato da Gente como em outras campanhas e iniciativas, está junto a esta causa. Entendemos o quanto essa campanha precisa ganhar ainda mais força. 

“ A maior demonstração de coragem de um homem, é a prevenção” Previna-se! 

#NovembroAzul 
#MandatoDaGente 
#OVereadorDaGente
#SinezioRodrigues


Acusações contra Gleisi são falsas e mostram perseguição ao PT

Acusações contra Gleisi são falsas e mostram perseguição ao PT

Em nota, a Comissão Executiva Nacional do PT afirma: “São totalmente falsas as acusações feitas contra a senadora Gleisi Hoffmann na Ação Penal que ela responde junto com o ex-ministro Paulo Bernardo” 

1) São totalmente falsas as acusações feitas contra a senadora Gleisi Hoffmann na Ação Penal que ela responde junto com o ex-ministro Paulo Bernardo.
2) O Ministério Público montou a denúncia com base exclusivamente em delações contraditórias de réus interessados em obter benefícios penais, sem apresentar nenhuma prova, o que é contra a lei.
3) A defesa demonstrou e até o Ministério Público reconheceu, no processo, que os delatores não foram capazes sequer de dizer como, quando e onde teriam sido realizados os supostos e inexistentes pagamentos.
4) As alegações finais da Procuradoria-Geral da República repetem os mesmos vícios da denúncia original, infundada e arbitrária.
5) O processo sem lastro montado contra a senadora e o ex-ministro será desmontado nas alegações finais da defesa ao STF.
6) A violência cometida contra a presidenta Nacional do PT mostra, mais uma vez, a perseguição contra o partido e suas lideranças, movida por setores do sistema judicial e da mídia.
7) O PT seguirá lutando pelas grandes causas do Brasil, pelo restabelecimento pleno do estado de direito e para que a justiça seja feita.

Comissão Executiva Nacional do PT


Águas Belas recebe programa da Compesa de capacitação de viveiristas florestais

Águas Belas recebe programa da Compesa de capacitação de viveiristas florestais

Cidade é a quinta contemplada pelo projeto Florestar vai à Escola; já participaram Sairé, Riacho das Almas, Arcoverde e Venturosa

 

Águas Belas, na região Agreste do Estado, foi o quinto município do Estado contemplado com o projeto “Florestar vai à escola” desenvolvido pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Hoje (24), a companhia entregou os certificados para 100 alunos da rede pública de ensino que foram capacitados como viveiristas florestais e poderão contribuir com a arborização de sua cidade. Nesta semana, os jovens participaram de diversas atividades e puderam vivenciar na prática o conhecimento adquirido durante visita realizada no Viveiro Florestal Educador mantido pela Compesa na cidade de Poção.

A entrega dos certificados contou com a presença do prefeito do município, Luiz Aroldo, e de gestores e representantes do poder público local, que junto com os estudantes fizeram o plantio de 100 mudas de espécies florestais nativas na área do Parque de Exposição de Águas Belas, nas nascentes de Brejo dos Martins e Serra das Antas. O projeto “Florestar vai à escola” é um dos braços do “Florestar”, o principal programa ambiental desenvolvido pela companhia. O diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, Aldo Santos, informa que, por meio do “Florestar Vai à Escola”, é feita a sensibilização dos estudantes que passam a ser viveiristas e multiplicadores das questões ambientais. “Nesse sentido, a parceria com as prefeituras é essencial, pois permite que o programa chegue a diversas áreas do nosso Estado, fortalecendo e ampliando a nossa atuação”, observa Aldo Santos.

Desde que foi criado em 2016, o projeto “Florestar vai à escola” já capacitou 500 alunos de escolas da rede pública de ensino como viveiristas florestais nos municípios de Arcoverde, Venturosa, Riacho das Almas, Sairé e, agora, em Águas Belas. A cada edição do projeto, 100 estudantes são capacitados para atuar como viveiristas, contribuindo com a implantação dos planos de arborização urbana e/ou de recuperação de nascentes e áreas degradadas de suas cidades.


COMPESA : Prazo para conclusão de obra em Candeias é  prorrogado para às 14h desta sexta-feira (24)

COMPESA : Prazo para conclusão de obra em Candeias é prorrogado para às 14h desta sexta-feira (24)

Após a descoberta de um vazamento não-aparente no local da obra executada pela Compesa na Rua Major Médico da Fonseca, no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, a Compesa decidiu prorrogar o prazo de conclusão dos serviços para amanhã, às 14h. Antes, essa intervenção estava prevista para finalizar amanhã, às 7h, ou seja, no prazo de 24 horas. A medida foi tomada depois que os técnicos da companhia identificaram o vazamento por baixo da tubulação onde está sendo realizada a interligação na rede de distribuição. Como o terreno no local é muito arenoso, a água não tinha aflorado na superfície da via. A decisão de prorrogar o término da obra também evitará que a Compesa programe uma nova parada do sistema de abastecimento para realizar o conserto desse vazamento. Por este motivo, o fornecimento de água para os bairros de Candeias, Barra de Jangada, Piedade, Curcurana e Pontezinha só será restabelecido após o término dos serviços. 

 

A obra começou hoje de manhã (23), às 7h, no trecho que foi interditado da Rua Major Médico da Fonseca, entre a Avenida Ulisses Montarroyos e a Travessa José Mário de Oliveira. Por se tratar de uma via com pouco fluxo de carros, os motoristas podem usar outras ruas nas adjacências para trafegar. Na primeira quinzena de dezembro, haverá a segunda etapa dessa ação para a companhia executar mais uma interligação que permitirá a integração dos sistemas de abastecimento. Dessa forma, a Compesa busca equilibrar as pressões na rede de distribuição de água e ofertar um melhor atendimento à população dos bairros de Candeias e Barra de Jangada. Para realizar as duas etapas dessa ação, a Compesa investe, com recursos próprios, cerca de R$ 250 mil. 


PT, PDT e PSOL representam contra Globo no caso Fifa

PT, PDT e PSOL representam contra Globo no caso Fifa

Partidos entraram com representações na PGR, Cade e Governo Federal pedindo que investiguem a emissora e cassem sua concessão 

 

O PT, PDT e PSOL entraram nesta quarta-feira (22) com três representações contra a Globo Comunicação S/A e o presidente do grupo, Roberto Irineu Marinho, junto à Procuradoria Geral da República, ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, com base na denúncia de que a empresa teria subornado a Fifa para fraudar a concorrência e firmar os contratos para a transmissão da Copa do Mundo 2016 e 2030.

As denúncias têm como base a delação do empresário argentino Alejandro Burzaco à Corte Judicial de Nova Iorque, no processo que envolve ex-dirigentes da Fifa, Conmebol, CBF e outras federações acusados de receber propina para subfaturar a venda de direitos de transmissão de eventos esportivos.

Em seu depoimento, o empresário apresentou datas, nomes, incluindo do ex-diretor de esportes das emissora, Marcelo Campos Pinto e do empresário Jota Hawilla, ,e transferências bancárias dos pagamentos do suborno feito pela Globo a dirigentes para conseguir a exclusividade na transmissão dos jogos.

Para se ter uma ideia, só com a Copa do Mundo de 2014 a Globo recebeu R$ 2,8 bilhões em patrocínios.

Foram feitas três representações: à PGR, os partidos pedem que a Globo seja investigada pelos crimes contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro, decorrentes do pagamento de suborno em contratos para a transmissão de eventos esportivos; ao CADE que apure as denúncias de violação da concorrência, para anular os contratos do Grupo Globo com a Fifa para a transmissão da Copa do Mundo 2026 e 2030, e que o governo federal avalie as infrações à Lei Geral das Telecomunicações para cassar a concessão pública da Rede Globo.

“Embora a corrupção privada ainda não seja crime no Brasil, a investigação dos fatos narrados por Burzaco se justifica na medida em que pode revelar a prática de outras condutas tipificadas pela legislação penal brasileira, em especial, crimes tributários, crimes contra a ordem econômica, lavagem de dinheiro e crimes concorrenciais”, argumentam os partidos na denúncia feita à Procuradora, Raquel Dodge.

Cassação da Globo

PT, PDT e PSOL sustentam ainda que “a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, da qual o Brasil é signatário, admite que pessoas que prestem serviço em uma empresa pública ou que preste serviço público (como é a concessão de radiodifusão) pode ser considerada funcionário púbico para os efeitos da Convenção”.

Os partidos também pediram ao Ministro de Ciência e Tecnologia que casse a concessão da Globo com base no artigo 53 da Lei 4.117/62 (Lei Geral das Telecomunicações), que diz o seguinte: “Constitui abuso, no exercício de liberdade da radiodifusão, o emprego desse meio de comunicação para a prática de crime ou contravenção previstos na legislação em vigor no País”.

Na representação ao CADE, os partidos ressaltam que a Globo detém cerca de 40% do mercado de televisão aberta no Brasil, com 15 emissoras próprias ou com participação societária, 79 afiliadas e 3 mil retransmissoras.

“Não fosse suficiente essa indevida e abusiva concentração de mercado pela TV Globo (explicada historicamente pela alavancagem dada pelos militares durante a ditadura), tornou-se internacionalmente público também que a hegemonia da emissora vem se consolidando a partir do pagamento de propina para a obtenção de exclusividade na transmissão de eventos esportivos”, sustenta a representação.

A representação entregue à PGR, o depoimento de Buzarco e a denúncia feita em Nova Iorque estão disponibilizadas abaixo:

Da Redação da Agência PT de Notícias


Mudar a história é coisa de MULHER!

Mudar a história é coisa de MULHER!

Marília Arraes pode se torna a 1.ª mulher a ser eleita governadora de Pernambuco. 
Mude a história vc também, #FilieSeAoPT!


CADÊ O SEGURO DO ÔNIBUS? #CPIdosTransportes

CADÊ O SEGURO DO ÔNIBUS? #CPIdosTransportes

PERNAMBUCO - O seguro é uma despesa que incide na hora dos empresários decidirem o valor da nossa passagem. Ele serve pra cobrir danos morais e materiais que envolvam passageiros, motoristas, cobradores e fiscais. Acontece que desde o ano passado estamos desacobertados/as, pois a seguradora decretou falência! Os empresários não tiveram esse gasto e reajustaram a passagem como se nada tivesse acontecido. É muita cara de pau! Até o Ministério Público caiu em cima pra exigir explicações. Não faz sentido o setor empresarial estar sendo remunerado por uma despesa que não tem mais. Se arretasse, né? Espalhe essa informação para que mais gente fique sabendo e exija a #cpidostransportes! Só clicar aqui ó bit.ly/CPIdosTransportes


Temer quer diminuir a População idosa : “Fim do Farmácia Popular é sentença de morte para milhares de pessoas”, alerta Humberto

Temer quer diminuir a População idosa : “Fim do Farmácia Popular é sentença de morte para milhares de pessoas”, alerta Humberto

O Farmácia Popular foi criado em 2004, no primeiro governo Lula, e beneficia cerca 9,87 milhões de pessoas no País 

 
Após o governo de Michel Temer (PMDB) fechar cerca de 400 unidades do Farmácia Popular, com a promessa de manter a distribuição de medicamentos gratuitos em instituições privadas, o programa, agora, corre risco de acabar de uma vez por todas, com novas mudanças propostas. Hoje, o projeto tem uma rede credenciada de 30 mil estabelecimentos que ofertam, de graça ou com até 90% de desconto, remédios para as doenças mais comuns entre os brasileiros.

Para o criador do programa e líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT), o fim do Farmácia Popular seria uma sentença de morte para milhares de pessoas. “O programa garante à população acesso a remédios essenciais quem têm doenças como diabetes e hipertensão. Negar esses medicamentos ao povo é, praticamente, declarar uma sentença de morte a milhões de brasileiros que não têm condições de custear um tratamento”, afirmou.

O Farmácia Popular foi criado em 2004, no primeiro governo Lula, e beneficia cerca 9,87 milhões de pessoas no País. Medicamentos contra a hipertensão, o diabetes e a asma representam perto de 90% da demanda total do programa que, segundo dados do Ministério da Saúde, cobre 80% do País. O governo estuda uma nova fórmula de calcular o preço dos medicamentos oferecidos pelo programa, com base no valor de atacado e nos custos de aquisição e distribuição dos produtos. Representantes do setor farmacêutico e sanitaristas acreditam que as alterações devem inviabilizar o programa.

Segundo Humberto, ao contrário do que promete o ministro da Saúde, os cortes no programa não barateiam o sistema. “A conta deve ser inversa. Sem acesso aos medicamentos de uso diário, as pessoas vão acabar demandando muito mais do SUS com internações, por exemplo. O que a gente vê é um completo descaso com a população e um jogo feito para atender interesses privados específicos. É inadmissível que o governo Temer acabe com um dos programas mais bem avaliados do Ministério da Saúde”, disse o senador.
 
 
 

COMPESA : Serviço emergencial em rede na PE-15, em Paulista

COMPESA : Serviço emergencial em rede na PE-15, em Paulista

A Compesa informa que concluiu na madrugada  desta terça-feira (21) o conserto de um vazamento na rede de 300 milímetros que atravessa um trecho da PE-15, no bairro de Vila Torres Galvão, antes do Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista. O problema foi identificado por volta das 12h de ontem e, de imediato, a companhia acionou as equipes hidráulicas e solicitou apoio da Guarda Municipal de Paulista para iniciar os serviços de  reparo.

 

Apesar da conclusão dos serviços de manutenção, equipes da Compesa ainda estão no local realizando o reaterro do trecho onde foi realizada a intervenção.

 

A previsão é concluir os trabalhos no final da tarde de hoje ( 22), quando as duas faixas de ônibus serão liberadas. Amanhã (23), às 22h, o trecho será novamente interditado para que seja feita a pavimentação com asfalto CBUQ, um tipo de asfalto quente mais resistente, indicado para tráfego mais pesado. A previsão é que todo o serviço seja concluído até às 1h desta sexta-feira (24).