Teste de publicidades

Décio Padilha assume diretoria na Compesa

Décio Padilha assume diretoria na Compesa

O ex-presidente da Companhia Pernambucana de Gás - Copergás, Décio Padilha, voltou a  ocupar, pela terceira vez, uma diretoria na Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa. A solenidade de posse aconteceu nesta manhã ( 8), na sede da Compesa, no bairro de Santo Amaro, e foi presidida pelo administrador da estatal, Roberto Tavares. Décio Padilha, que já foi secretário da Administração e da Fazenda do Estado, na gestão de Eduardo Campos, assumiu a diretoria de Gestão Corporativa da Compesa, em substituição a engenheira química, Simone Albuquerque,   que  foi remanejado para a diretoria Regional Metropolitana,  antes  ocupada pelo engenheiro civil Fernando Lôbo. 

 

O novo diretor da Compesa, Décio Padilha, assumiu pela primeira vez um cargo na Compesa em  janeiro de 2007. Na época, atuou como diretor Comercial e de Atendimento, área que permaneceu até dezembro de 2012, quando assumiu a Secretaria Estadual de Administração. Em abril de 2014, Padilha foi remanejado para ocupar a Secretaria Estadual da Fazenda, a sua casa de origem. Em 2015, retornou à Compesa, ocupando a diretoria de Gestão Corporativa e, no mês de julho do mesmo ano, ele assumiu a presidência da Copergás. 

 

Em seu discurso, Padilha lembrou os desafios assumidos em 2007, quando o então governador Eduardo Campos, havia definido um plano de soerguimento da Compesa, voltado para dois pilares: o operacional/comercial e a expansão dos serviços de saneamento. “Tenho orgulho de ter participado e voltar a integrar uma gestão exitosa e que possui  um quadro técnico de excelência e engajado. Vamos continuar o projeto  iniciado em 2016 e  trabalhar para tornar a Compesa uma empresa gigante de Pernambuco”, afirmou. Ele lembrou a evolução da companhia que, no ano de 2006, faturava R$ 500 milhões, e no ano passado chegou ao patamar de  R$ 1,4 bilhão. 

 

 A nova diretora Regional Metropolitana, Simone Albuquerque, atua na Compesa há 20 anos e já exerceu várias funções gerenciais na empresa, antes de assumir a diretoria de Gestão Corporativa, em agosto de 2015. À frente dessa diretoria, Albuquerque teve a missão de controlar os gastos para vencer os desafios impostos pela crise econômica que o país enfrenta e a estiagem prolongada no Estado, que entra em seu sétimo ano de seca. “Fizemos ajustes nas despesas para atingir os objetivos de manter a Compesa  forte, unida, para vencer novos desafios “, enfatizou Simone Albuquerque. Com larga experiência na área operacional, ela assume agora a gestão operacional dos sistemas de abastecimento da Região Metropolitana do Recife.

 

Ao empossar os novos diretores, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, enalteceu o apoio demonstrado pelo governador Paulo Câmara, em manter a gestão da Compesa com o mesmo grupo formado no governo  Eduardo Campos. “A política implementada pelo ex-governador tem demonstrado que foi uma decisão acertada porque continuamos desenvolvendo uma gestão inovadora e de resultados”, afirmou. Segundo Tavares, a Compesa se fortaleceu ao longo dos últimos dez anos. "Já pensamos em uma empresa com um faturamento de R$ 2 bilhões para  continuar investindo  na ampliação dos serviços de saneamento e melhorar a qualidade de vida dos pernambucanos", conta Roberto Tavares.


6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO

6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO

6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO
Unir para fortalecer, lutar e vencer
De 19 a 21 de Maio de 2017
#6ºCongressoEstadualDoPtPernambuco


Bairros da Boa Vista e Ilha do Leite receberão intervenção na rede coletora de esgoto

Bairros da Boa Vista e Ilha do Leite receberão intervenção na rede coletora de esgoto

 

A partir das 22h de hoje (5), a Compesa inicia duas intervenções para melhoria operacional da rede coletora de esgoto nos bairros da Boa Vista e Ilha do Leite, no Recife. Na Boa Vista, será executada a restauração total do poço de visita - por onde se faz as inspeções na rede coletora - existente na Rua de Santa Cruz. Para realizar o serviço, será preciso interditar completamente a via, a partir do número 174 e, por este motivo, os motoristas e pedestres devem ficar atentos à sinalização da obra e ao desvio que será realizado pela CTTU (Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife).

 

Na Ilha do Leite, a intervenção acontecerá num trecho da Rua Francisco Alves, em frente ao número 94, para a substituição de cerca de 25 metros de uma tubulação (300 mm) localizada a dois metros de profundidade. Para realizar a obra, as duas faixas da direita da Rua Francisco Alves serão interditadas. Uma equipe da CTTU estará no local para indicar o desvio no trânsito de veículos. As duas intervenções devem ser concluídas até o domingo (7) e serão executadas pela BRK Ambiental, parceira da Compesa no programa Cidade Saneada.


 Furto  de água na Adutora do Prata prejudica abastecimento de seis cidades  do  Agreste

Furto de água na Adutora do Prata prejudica abastecimento de seis cidades do Agreste

Volume de água desviado ilegalmente da Adutora do Prata, só em um mês, seria suficiente para atender a população de Santa Cruz do Capibaribe durante dez dias

 

A suspeita da Compesa de ocorrências de desvio de água da Adutora do Prata motivou a realização da Operação Igarapé, deflagrada pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (5), e que identificou diversos pontos de furtos de água ao longo da BR-104, na zona rural entre os municípios de Caruaru e Agrestina. Foram localizadas ligações clandestinas que transportavam água para grandes barreiros utilizados exclusivamente para o abastecimento e comercialização de carros-pipas para a população. Só no mês de abril, os furtos na Adutora do Prata representaram uma perda de 8% da água fornecida para 550 mil pessoas em Caruaru, Agrestina, Santa Cruz do Capibaribe, Ibirajuba, Altinho e Cachoeirinha. Esse volume seria suficiente para atender a população de Santa Cruz do Capibaribe (100 mil pessoas), durante dez dias.

 

A Compesa passou a suspeitar da ocorrência de furtos na Adutora do Prata ao registrar, no período das 22h às 6h, uma redução da vazão que chegava a 100 litros de água por segundo, o equivalente a 25% do volume total do sistema que atende as seis cidades situadas no Agreste, região que enfrenta o sétimo ano consecutivo da seca. "O desvio de água estava influenciando diretamente o cumprimento do calendário dos setores atendidos pelo Sistema Prata, pois em algumas localidades a água chegava com baixa pressão e em outras nem chegava",  informou o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Mário Heitor Filho.

 

Por este motivo, a companhia solicitou o apoio do Ministério Público de Pernambuco, que por sua vez acionou a Polícia Civil para investigar a ocorrência de furtos de água na Adutora do Prata. As investigações da Operação Igarapé ganharam desfecho com o cumprimento de três mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão domiciliar. A ação envolveu 18 equipes da Polícia Civil, com a participação 110 policiais, quatro equipes do Instituto de Criminalística, além de 45 profissionais da Compesa.

 

Além dos prejuízos para o abastecimento da população, os furtos provocaram uma perda no faturamento da companhia estimado entre R$ 300 mil a R$ 500 mil, no período de 30 dias. Até a próxima semana, a Compesa irá calcular os valores das multas correspondentes ao volume estimado de água furtado, considerando o tempo que as ligações foram feitas e os diâmetros das tubulações das ligações clandestinas.

 


Comunicado sobre adiamento do Congresso Estadual

Comunicado sobre adiamento do Congresso Estadual

PARTIDO DOS TRABALHADORES

DIRETÓRIO ESTADUAL EM PERNAMBUCO

C O M U N I C A D O

A Comissão Executiva Estadual do PT-PE, reunida neste dia 03.05.2017, COMUNICA aos militantes e dirigentes petistas, em especial aos delegados e delegadas  integrantes da chapa unitária UNIR PARA FORTALECER, LUTAR E VENCER que, de comum acordo com a Direção Nacional do nosso Partido, o 6o Congresso Estadual do PT de Pernambuco fica adiado para os dias 19 a 21 de maio, tendo em vista uma decisão conjunta para garantir uma melhor estrutura e viabilização financeira ao nosso Congresso.

Recife, 03 de maio de 2017

BRUNO RIBEIRO
Presidente do PT/PE


Iniciada obra de interligação da Adutora Tapacurá

Iniciada obra de interligação da Adutora Tapacurá

A Compesa iniciou, hoje (3), o principal serviço da manutenção programada do Sistema Tapacurá que visa melhorias no abastecimento de água de bairros das zonas Norte e Oeste do Recife. A intervenção está sendo realizada na Rua Terra Grande esquina com a Estrada do Barbalho, na Iputinga, para a interligação de tubulações de grande diâmetro (700 mm e 900 mm) da rede de distribuição de água. Os trabalhos integram as obras de setorização do Recife, que visam dividir  os  bairros em setores de abastecimento, permitindo a  equalização  das pressões e vazões  da rede de distribuição do Distrito D-8A e o aumento do controle operacional do sistema. O projeto de setorização neste distrito  envolve ainda a instalação de seis válvulas e um macromedidor, além da troca de  24 mil metros de tubulações antigas.

 

Cerca de 20 profissionais estão envolvidos somente com esta intervenção, que vai  beneficiar o abastecimento de água para 36 mil pessoas na Iputinga, Monteiro, Apipucos, Dois Irmãos, Vila Felicidade, Novo Horizonte, Nova Morada e Conjunto Marcos Freire. As obras total do projeto de setorização  do Distrito D-8A foram iniciadas em setembro de 2016 e a previsão é que sejam concluídas no mês de dezembro deste ano.

 

A companhia também aproveita para realizar uma série de serviços de manutenção hidráulica e eletromecânica no Sistema Tapacurá, além de troca de válvulas e registros com o objetivo de garantir maior confiabilidade operacional. Hoje, foi iniciada a manutenção de algumas válvulas dos Grandes Anéis do Recife que estão localizadas na Avenida Abdias de Carvalho, no Recife. Em função da parada do Sistema Tapacurá, foi preciso suspender por 72 horas o abastecimento para localidades do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, além de todo o município de Camaragibe. O fornecimento de água para as áreas afetadas será retomado na sexta-feira (5), às 20h, após a conclusão dos serviços. A paralisação do sistema Tapacurá foi iniciada às 20h de ontem (2), com o processo de  esvaziamento das adutoras para  a realização das intervenções. 


Cansados de esperar pela prefeitura, moradores da comunidade Mangueira da Torre realizam eles mesmos um mutirão de reforma  da praça

Cansados de esperar pela prefeitura, moradores da comunidade Mangueira da Torre realizam eles mesmos um mutirão de reforma da praça

Na noite desta terça feira (02), vários moradores da comunidade Mangueira da Torre da cidade do Recife, em ação de protesto contra a prefeitura , realizaram um mutirão de limpeza e reforma da praça naquela localidade. A ação começou por volta das 19 horas e contou com a presença de aproximadamente 20 pessoas.

Fabiano Coutinho que é morador da comunidade e organizador do mutirão nos disse que por falta de gestão na cidade, os moradores da comunidade da mangueira da torre, em parceria com amigos que querem o bem estar desta comunidade  viabilizaram a reforma desta praça, que é o cartão de visita da comunidade.
 

DEPOIS DA GREVE GERAL, VEM AÍ... MARCHA DOS 100 MIL 2017

DEPOIS DA GREVE GERAL, VEM AÍ... MARCHA DOS 100 MIL 2017

DEPOIS DA GREVE GERAL, VEM AÍ... MARCHA DOS 100 MIL 2017 
#TodosOsCaminhosLevamABrasília


Com teatro lotado, Lázaro Ramos e Taís Araújo entoam “#ForaTemer” em peça sobre Luther King

Com teatro lotado, Lázaro Ramos e Taís Araújo entoam “#ForaTemer” em peça sobre Luther King

Por Forum

O teatro Guararapes, em Olinda (PE), ficou pequeno para a multidão que foi assistir a peça “O Topo da Montanha”. Apresentação tomou contornos de um ato de resistência quando um coro entoou “Fora, Temer” e foi respondido por Lázaro: “Grito junto!”

Centenas de pessoas lotaram, na noite deste sábado (29), o teatro Guararapes, em Olinda (PE), para assistir à peça “O Topo da Montanha”, com os atores Lázaro Ramos e Taís Araújo. A obra trata sobre a vida de Martin Luther King.

Com uma plateia lotada de negros e negras, a apresentação tomou contornos de um ato de resistência. Logo no início da peça, um coro de “Fora, Temer” tomou conta do teatro. Ao final, mais uma sessão da palavra de ordem por parte da plateia, que foi acompanhada, desta vez, pelos atores em cena.


#Eleições2018 :Lideranças do PT, PSD, PDT, PC do B e PRB querem Rogério Carvalho para o Governo de SE

#Eleições2018 :Lideranças do PT, PSD, PDT, PC do B e PRB querem Rogério Carvalho para o Governo de SE

Diante da decisão do governador Jackson Barreto (PMDB) de não disputar cargo eletivo em 2018, partidos de sua base aliada estão realizando reuniõese discutindo o próximo processo eleitoral e a necessidade de apresentar nomes para compor a chapa majoritária. As conversações, segundo o deputado federal João Daniel (PT), já chegaram a membros do PT, PSD, PDT, PC do B e PRB, devendo atingir logo em breve outros partidos. Nesse grupamento, foi apresentado o nome do presidente do PT, ex-deputado federal Rogério Carvalho, para disputar o Governo de Sergipe. “Vamos construir candidaturas ao Governo e ao Senado e colocar os nomes para a avaliação dentro do grupamento, que está crescendo, e deseja eleger o sucessor do governador Jackson Barreto”, declarou João Daniel.


"Eles não estão fazendo reforma, estão demolindo a CLT", diz Lula em ato no Rio Grande (RS)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou neste sábado (29) de ato em defesa do Polo Naval do Rio Grande (RS), na chamada Metade Sul do Estado. Em seu discurso, ele criticou os projetos de reforma da Previdência e Trabalhista em tramitação em Brasília, e afirmou que o que está sendo feito é “a demolição da CLT”.

“Os que deram um golpe na Dilma dizendo e iam melhorar o país, só pioram o país. Eles estão destruindo tudo que Getúlio Vargas fez a nível de direitos trabalhistas. Eles querem que os trabalhadores tenham as mesmas condições de trabalho do início do século passado, querem jogar nas costas do povo o rombo da Previdência. Eles não estão fazendo uma reforma, estão demolindo o país”, disse o ex-presidente.

O local e a ocasião em que se deu a fala de Lula são bastantes propícios. O processo de desmonte por que passa o Polo Naval existente ali já afeta a economia de Rio Grande e do Estado como um todo.  No município, saiu-se de um orçamento de mais de R$ 200 milhões, em 2009, para algo em torno de R$ 700 milhões em 2016. Mas, para este ano, a previsão é de uma retração de algo entre R$ 70 milhões e R$ 75 milhões. 

Sobre esta guinada política e econômica por que passa não só o Rio Grande do Sul, mas o Brasil como um todo, Lula disse: “Eu estou percebendo que esse desmonte do Brasil não pode continuar acontecendo. Eu posso esperar até 2018, mas quem tá passando fome não pode esperar até 2018. A gente tem que falar para os golpistas: tomem vergonha e tenham coragem de convocar novas eleições.”

De acordo com Lula, tanto o golpe que sofreu a presidente Dilma Rousseff (que também foi ao ato deste sábado no Rio Grande, onde foi muito aplaudida), quanto as reformas que se tenta impor ao país são frutos de um projeto de nação que é contrário ao que foi posto em prática durante os anos de governo do PT. “Tem um tipo de gente que não aceita uma menina da periferia fazer medicina ou engenharia. Tem gente que não suportou pobres com carro, computador. Nós provamos em 12 anos que é possível mudar a história do país”, afirmou Lula, que concluiu: “Uma nação é medida pela qualidade do seu povo. Pelos direitos e formação do seu povo. Nada representa mais uma nação do que uma pessoa que nasce pobre e poder sonhar em fazer universidade”

O ex-presidente falou ainda sobre uma eventual candidatura à Presidência da República em 2018. De acordo com ele, sua disposição é de voltar a governar o país, e toda a sua vida, até o fim, será voltada para a defesa da democracia no Brasil. “Quero que a TV Globo descubra logo o candidato dela. E eu, que não queria mais ser candidato, terei um imenso prazer em derrotar o candidato da Globo. Na minha idade, a gente não sabe quanto tempo terá pela frente. Tô com 71 anos, mas se eu tiver mais 20 ou mais um ano pela frente, será só para defender a democracia neste país”


 Mãe de estudante agredido durante protesto pede justiça: Polícia não tem direito de bater em ninguém

Mãe de estudante agredido durante protesto pede justiça: Polícia não tem direito de bater em ninguém

Por Paula Resende, G1 GO

#SomosTodosMateusFerreira

Mãe do estudante Mateus Ferreira da Silva, de 33 anos, que foi agredido durante uma manifestação, Suzethe Barbosa está indignada com o policial militar que machuchou o filho dela. Moradora de São Paulo, ela chegou a Goiânia neste sábado (29) para acompanhar Mateus, que está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital da capital.

“Ele não é bandido e, mesmo que fosse, a polícia não tem o direito de bater em ninguém, é um ser humano, gente, é um ser humano”, disse em entrevista à TV Anhanguera.

A agressão contra Mateus ocorreu no início da tarde de sexta-feira (28), durante manifestações e greve geral realizadas em Goiânia. Na ocasião, mascarados entraram em confronto com policiais militares, momento em que o estudante foi atingido pelo golpe e ficou caído no chão. O agente saiu correndo e o rapaz recebeu os primeiros socorros de outros manifestantes.

Uma sequência de imagens mostra o momento exato em que ele é atingido no rosto por um cassetete, que estragou. A situação também foi registrada em vídeo.

O estudante foi levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde segue internado. Ele sofreu traumatismo cranioencefálico (TCE) e múltiplas fraturas.

De acordo com o boletim médico, divulgado na noite deste sábado (29), Mateus passa por uma cirurgia de reparação dos ossos frontais, que começou às 15h sem previsão de término. O paciente tem quadro grave, segue sedado e intubado.

A família de Mateus mora em Barueri, na Grande São Paulo. A mãe dele e o irmão Natanael Barbosa chegaram a Goiânia na tarde deste sábado.

Suzethe espera que o policial seja punido pela agressão. "Eu quero Justiça, se essa pessoa que fez isso com meu filho tiver filho também, que ele coloque a mão na consciência que o que ele fez está errado. Ele agiu errado. Não só isso, mas punir também porque a gente tem que ser punido pelo que a gente faz