Teste de publicidades

Protocolado Impeachment de Temer

Protocolado Impeachment de Temer

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou na Secretaria-geral da Mesa da Câmara dos Deputados pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB). Segundo reportagem do jornal O GLOBO, Temer deu aval para que repasses de dinheiro fossem feitas para comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Um ex-assessor de Temer, o atual deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), aparece em imagens gravadas pela Polícia Federal recebendo uma mala com 500.000 reais.


Senadora cria Projeto de Lei que prevê demissão de servidores concursados em todo o País!

Senadora cria Projeto de Lei que prevê demissão de servidores concursados em todo o País!

Funcionalismo terá que obrigatoriamente passar por um teste a cada seis meses. Quem não alcançar as notas estabelecidas no novo regulamento será mandado embora. Na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), medida deve receber decisão terminativa: se aprovada, não precisará ser votada em Plenário e poderá seguir para a Câmara dos Deputados.

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) apresentou o Projeto de Lei nº 116/2017, que prevê a demissão de servidores públicos concursados, inclusive dos que já passaram e foram aprovados em  estágio probatório. Segundo o Artigo 1º: “Subordinam-se ao regime desta Lei Complementar todos os órgãos e entidades da Administração Pública direta, autárquica e fundacional de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.” 

Notícia sobre o tema foi publicada ontem (11), na Agência Senado. Maria do Carmo Alves é da base aliada do Temer (PMDB) e votou pelo afastamento da presidenta Dilma Rousseff (PT), sob a alegação de que era preciso criar “um novo Brasil”.

Pelo projeto da senadora, os servidores públicos do país terão que passar, semestralmente, por uma “avaliação de desempenho”. Todos os que receberem notas inferiores a 30% em quatro avaliações consecutivas perderão seus cargos, independentemente de serem concursados e estáveis ou não. Também perderá o cargo aquele que tiver desempenho inferior a 50% em cinco das últimas dez avaliações. Detalhe: o chefe imediato do servidor, indicado politicamente, inclusive sem concurso público, é que fará a tal “avaliação”.

Fonte:Mídia Alternativa


Compesa inicia implantação do sistema de esgotamento sanitário de Escada

Compesa inicia implantação do sistema de esgotamento sanitário de Escada

Primeira etapa oferecerá cobertura do serviço de esgotamento para 40% da área urbana da cidade

 

A cidade de Escada, na Zona da Mata Sul, receberá uma obra para a implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. O projeto vai atender, numa primeira etapa, 40% da área urbana de Escada, o que corresponde a 36,5 mil pessoas nos bairros de Nova Descoberta, Centro, Cidade Centro, Viradouro e São Sebastião. No último sábado (13), o governador Paulo Câmara autorizou a ordem de serviço para iniciar as obras da primeira fase do empreendimento.

 

Só na primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) Escada serão investidos R$ 30 milhões, recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) viabilizados por meio do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca (PSA/Ipojuca), que é executado pela Compesa. “ Escada será um dos  dez  municípios que serão contemplados com o projeto  do PSA Ipojuca, que terá grande contribuição  para a revitalização do  Rio Ipojuca”, afirmou o presidente da Compesa, Roberto  Tavares. As obras irão contemplar o assentamento de 50 quilômetros de tubulações, a construção de quatro estações elevatórias de esgoto e a instalação de 5.536 ligações domiciliares.

 

Também está prevista a ampliação e adequação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Escada - que fica às margens da BR 101. A unidade será recuperada para oferecer uma capacidade de tratamento de 120 litros de esgoto por segundo (eficiência máxima de operação). A primeira etapa do SES Escada está prevista para ser realizada durante 20 meses, que está incluída a pré-operação. A segunda etapa, que dará a cobertura de 100% de esgotamento sanitário na área urbana da cidade, ainda está em fase de contratação de empresa para elaboração do projeto. “Essa obra representa mais um esforço do governador Paulo Câmara em ampliar os serviços de esgotamento sanitário em Pernambuco, iniciativa que resulta em qualidade de vida e desenvolvimento”, complementou  Roberto Tavares.  


 6º Congresso Estadual do PT Pernambuco

6º Congresso Estadual do PT Pernambuco

Lindbergh Farias, José de Oliveira e Gleisi Hoffmann na abertura do 6º Congresso Estadual do PT Pernambuco! dia 19/05, 17h. na Câmara de Vereadores do Recife, No sábado e no domingo (20 e 21), o congresso será realizado no Sindsprev #6ºCongressoEstadualDoPtPernambuco 


 Obra de abastecimento de água será iniciada amanhã (12) no Ipsep

Obra de abastecimento de água será iniciada amanhã (12) no Ipsep

A Compesa inicia amanhã (12), às 8h, uma das últimas intervenções para concluir as obras do Lote 2 do projeto de Setorização do Recife, que visa dividir e isolar os bairros em setores de abastecimento para obter um maior controle operacional da água produzida e distribuída para a população. O serviço será executado na Rua Rio Amazonas, no bairro do Ipsep, no trecho entre as ruas Rio Bonito e Rio Colorado, e está previsto para ser finalizado no dia 25 de maio. Para realizar a intervenção, será preciso interditar parte da Rua Rio Amazonas, ação que contará com o apoio da CTTU (Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife). O órgão estará no local orientando o trânsito e os desvios para os motoristas. 

 

Em função da interdição, duas linhas de ônibus também sofrerão alteração e contam com rotas provisórias no período, segundo o Grande Recife Consórcio: Ipsep/Shopping Recife (Sentido: Ipsep/Shopping Recife) e Vila do Ipsep (Sentido: Subúrbio/Cidade). De acordo com o gerente de Obras da Compesa, Rafael Ramos, 15 profissionais participarão da execução do serviço para a construção de duas caixas de proteção que irão abrigar uma Válvula Redutora de Pressão (VRP) e um macromedidor de vazão de água - que serão instalados no mês de junho. A ação busca regularizar as pressões da rede e o controle da vazão de água destinada para o Distrito 39, área que abrange parte do Ipsep e da Imbiribeira, beneficiando diretamente 12 mil pessoas. 

 

"Esse trabalho tem o objetivo de reduzir as perdas no sistema de abastecimento de água, a ocorrência de vazamentos e a necessidade de paradas para manutenção", explica Rafael Ramos. No mês de junho, está previsto acontecer outra intervenção das obras de setorização do Lote 2, quando serão instalados uma válvula e macromedidores na rede de abastecimento localizada na Rua 5 de Novembro, em Afogados. Ao todo, o Lote 2 vai atender 329 mil pessoas em sete bairros do Recife: Boa Viagem, Pina (inclui Brasília Teimosa), Afogados, Imbiribeira, São José, Santo Antônio e Ipsep. Só para esta etapa foram destinados R$ 53 milhões, recursos do Governo Federal (Caixa Econômica) com contrapartida da Compesa.

 

O projeto das obras de Setorização na cidade do Recife está dividido em quatro lotes, que receberão o investimento de R$ 139 milhões. 


JESSÉ BARROS, Um Ano de Saudades

JESSÉ BARROS, Um Ano de Saudades

Uma estrela nunca se apaga, apenas muda para lugares mais distantes de nós deixando rastros da sua passagem - saudades.
Um ano sem Jessé Barros...
Fica a saudade e o legado de luta.
Companheiro Jessé: PRESENTE!

Compesa amplia atendimento online e registra mais de 1 milhão de serviços realizados pela Agência Virtual

Compesa amplia atendimento online e registra mais de 1 milhão de serviços realizados pela Agência Virtual

Emissão da segunda via da conta de água é o serviço mais utilizado pelos clientes

 

A facilidade e a comodidade oferecidas pelo atendimento online têm levado, cada vez mais, os clientes da Compesa a utilizarem a Agência Virtual da companhia. Disponível no site  www.compesa.com.br, o atendimento online passou, no ano passado, por mudanças no layout para melhorar a navegabilidade, além de ter ampliado o leque de serviços. Hoje, disponibiliza 23 opções de atendimentos, dentre os quais o mais recente é a solicitação de religação de água. Os investimentos feitos na Agência Virtual elevaram a média de acessos dos clientes a esse canal de atendimento. Em 2016, houve  mais de  2 milhões de  acessos, um aumento significativo se comparado ao  ano de 2015, quando foram registrados 1.183.494 visualizações. No ano passado, o atendimento online gerou mais de 1 milhão de serviços executados pela Compesa.  

 

O serviço mais procurado na Agência Virtual é a emissão da segunda via da conta de água. Para se ter uma ideia, no mês de abril deste ano, quando a companhia teve mais de 136 mil acessos aos serviços online, a segunda via da fatura respondeu por cerca de 75% do total de acessos no período, seguido pelos serviços de parcelamento de débitos, recebimento de fatura via e-mail, pedido de certidão negativa de débitos e registro de vazamento. "O cliente que ainda não possui o débito automático, após emitir uma segunda via da conta de água, também pode fazer o pagamento online, diretamente no site, e evitar se deslocar ou enfrentar filas", informa a gerente de Atendimento ao Cliente da Compesa, Rosângela Carneiro.

 

Para utilizar a Agência Virtual ficou bem mais fácil. Na página inicial do site da Compesa, basta acessar o ícone "Mais Serviços" e escolher uma das opções de atendimento online. Lá, o cliente pode fazer o pedido de novas ligações de água e esgoto - é preciso preencher as informações e anexar documentação (digitalizada) -, retirar a declaração de quitação de débitos e da segunda via do contrato de adesão, alterar o vencimento da conta, fazer a mudança de titularidade e o cadastro no débito automático. 

 

Pelo atendimento online, a Compesa também recebe as solicitações de emissão de conta de água em Braille e oferece informações sobre a estrutura tarifária, calendário de abastecimento, tabela com os valores dos serviços da companhia, atualização cadastral e até acompanhamento do consumo do hidrômetro, em tempo real, por meio da telemetria - apenas para grandes consumidores, como indústrias e condomínios. Os endereços das 174 lojas de atendimento da Compesa em todo o estado, além das seis unidades do Expresso Cidadão também estão disponíveis na Agência Virtual.


Nota PT PE sobre depoimento de Lula, nesta quarta-feira(10), ao Juiz Sérgio Moro

Nota PT PE sobre depoimento de Lula, nesta quarta-feira(10), ao Juiz Sérgio Moro

Por Cátia Oliveira/ PT Pernambuco

Companheiras e Companheiros,

O depoimento de Lula em Curitiba, no próximo dia 10, faz esta semana ser definidora para o futuro do PT, das lutas populares e contra o golpe.

Temos de dar um basta às manipulações e perseguições contra a maior liderança popular da nossa história, sob o comando da Rede Globo e de agentes da direita mais atrasada infiltrados no aparelho do Estado, especialmente o juiz Moro e os procuradores a ele aliados, que usam as suas funções públicas para perseguir, criminalizar sem provas e exercer suas preferências ideólogicas e partidárias.

Os defensores dos direitos, os militantes do PT e das forças populares e democráticas, estarão nas ruas em Curitiba e em todo o País. Em Pernambuco, nós vamos estar mobilizados também !!

Por isso, a direção do PT-PE e a Frente Brasil Popular convidam a todos(as) para Ato Político nesta quarta-feira, dia 10, no monumento Tortura Nunca Mais, a partir das 13 h.

Com toda a determinação e indignação, vamos resistir e enfrentar essa nova tentativa de aprofundar o regime de exceção imposto desde a fraude do impeachment !

A rua é o melhor lugar para defender Lula, a Democracia e os direitos de nosso povo !!!

#foratemer
#foramoro
#diretasjá
BRUNO RIBEIRO
Presidente do PT/PE


Décio Padilha assume diretoria na Compesa

Décio Padilha assume diretoria na Compesa

O ex-presidente da Companhia Pernambucana de Gás - Copergás, Décio Padilha, voltou a  ocupar, pela terceira vez, uma diretoria na Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa. A solenidade de posse aconteceu nesta manhã ( 8), na sede da Compesa, no bairro de Santo Amaro, e foi presidida pelo administrador da estatal, Roberto Tavares. Décio Padilha, que já foi secretário da Administração e da Fazenda do Estado, na gestão de Eduardo Campos, assumiu a diretoria de Gestão Corporativa da Compesa, em substituição a engenheira química, Simone Albuquerque,   que  foi remanejado para a diretoria Regional Metropolitana,  antes  ocupada pelo engenheiro civil Fernando Lôbo. 

 

O novo diretor da Compesa, Décio Padilha, assumiu pela primeira vez um cargo na Compesa em  janeiro de 2007. Na época, atuou como diretor Comercial e de Atendimento, área que permaneceu até dezembro de 2012, quando assumiu a Secretaria Estadual de Administração. Em abril de 2014, Padilha foi remanejado para ocupar a Secretaria Estadual da Fazenda, a sua casa de origem. Em 2015, retornou à Compesa, ocupando a diretoria de Gestão Corporativa e, no mês de julho do mesmo ano, ele assumiu a presidência da Copergás. 

 

Em seu discurso, Padilha lembrou os desafios assumidos em 2007, quando o então governador Eduardo Campos, havia definido um plano de soerguimento da Compesa, voltado para dois pilares: o operacional/comercial e a expansão dos serviços de saneamento. “Tenho orgulho de ter participado e voltar a integrar uma gestão exitosa e que possui  um quadro técnico de excelência e engajado. Vamos continuar o projeto  iniciado em 2016 e  trabalhar para tornar a Compesa uma empresa gigante de Pernambuco”, afirmou. Ele lembrou a evolução da companhia que, no ano de 2006, faturava R$ 500 milhões, e no ano passado chegou ao patamar de  R$ 1,4 bilhão. 

 

 A nova diretora Regional Metropolitana, Simone Albuquerque, atua na Compesa há 20 anos e já exerceu várias funções gerenciais na empresa, antes de assumir a diretoria de Gestão Corporativa, em agosto de 2015. À frente dessa diretoria, Albuquerque teve a missão de controlar os gastos para vencer os desafios impostos pela crise econômica que o país enfrenta e a estiagem prolongada no Estado, que entra em seu sétimo ano de seca. “Fizemos ajustes nas despesas para atingir os objetivos de manter a Compesa  forte, unida, para vencer novos desafios “, enfatizou Simone Albuquerque. Com larga experiência na área operacional, ela assume agora a gestão operacional dos sistemas de abastecimento da Região Metropolitana do Recife.

 

Ao empossar os novos diretores, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, enalteceu o apoio demonstrado pelo governador Paulo Câmara, em manter a gestão da Compesa com o mesmo grupo formado no governo  Eduardo Campos. “A política implementada pelo ex-governador tem demonstrado que foi uma decisão acertada porque continuamos desenvolvendo uma gestão inovadora e de resultados”, afirmou. Segundo Tavares, a Compesa se fortaleceu ao longo dos últimos dez anos. "Já pensamos em uma empresa com um faturamento de R$ 2 bilhões para  continuar investindo  na ampliação dos serviços de saneamento e melhorar a qualidade de vida dos pernambucanos", conta Roberto Tavares.


6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO

6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO

6º CONGRESSO ESTADUAL DO PT PERNAMBUCO
Unir para fortalecer, lutar e vencer
De 19 a 21 de Maio de 2017
#6ºCongressoEstadualDoPtPernambuco


Bairros da Boa Vista e Ilha do Leite receberão intervenção na rede coletora de esgoto

Bairros da Boa Vista e Ilha do Leite receberão intervenção na rede coletora de esgoto

 

A partir das 22h de hoje (5), a Compesa inicia duas intervenções para melhoria operacional da rede coletora de esgoto nos bairros da Boa Vista e Ilha do Leite, no Recife. Na Boa Vista, será executada a restauração total do poço de visita - por onde se faz as inspeções na rede coletora - existente na Rua de Santa Cruz. Para realizar o serviço, será preciso interditar completamente a via, a partir do número 174 e, por este motivo, os motoristas e pedestres devem ficar atentos à sinalização da obra e ao desvio que será realizado pela CTTU (Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife).

 

Na Ilha do Leite, a intervenção acontecerá num trecho da Rua Francisco Alves, em frente ao número 94, para a substituição de cerca de 25 metros de uma tubulação (300 mm) localizada a dois metros de profundidade. Para realizar a obra, as duas faixas da direita da Rua Francisco Alves serão interditadas. Uma equipe da CTTU estará no local para indicar o desvio no trânsito de veículos. As duas intervenções devem ser concluídas até o domingo (7) e serão executadas pela BRK Ambiental, parceira da Compesa no programa Cidade Saneada.


 Furto  de água na Adutora do Prata prejudica abastecimento de seis cidades  do  Agreste

Furto de água na Adutora do Prata prejudica abastecimento de seis cidades do Agreste

Volume de água desviado ilegalmente da Adutora do Prata, só em um mês, seria suficiente para atender a população de Santa Cruz do Capibaribe durante dez dias

 

A suspeita da Compesa de ocorrências de desvio de água da Adutora do Prata motivou a realização da Operação Igarapé, deflagrada pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (5), e que identificou diversos pontos de furtos de água ao longo da BR-104, na zona rural entre os municípios de Caruaru e Agrestina. Foram localizadas ligações clandestinas que transportavam água para grandes barreiros utilizados exclusivamente para o abastecimento e comercialização de carros-pipas para a população. Só no mês de abril, os furtos na Adutora do Prata representaram uma perda de 8% da água fornecida para 550 mil pessoas em Caruaru, Agrestina, Santa Cruz do Capibaribe, Ibirajuba, Altinho e Cachoeirinha. Esse volume seria suficiente para atender a população de Santa Cruz do Capibaribe (100 mil pessoas), durante dez dias.

 

A Compesa passou a suspeitar da ocorrência de furtos na Adutora do Prata ao registrar, no período das 22h às 6h, uma redução da vazão que chegava a 100 litros de água por segundo, o equivalente a 25% do volume total do sistema que atende as seis cidades situadas no Agreste, região que enfrenta o sétimo ano consecutivo da seca. "O desvio de água estava influenciando diretamente o cumprimento do calendário dos setores atendidos pelo Sistema Prata, pois em algumas localidades a água chegava com baixa pressão e em outras nem chegava",  informou o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Mário Heitor Filho.

 

Por este motivo, a companhia solicitou o apoio do Ministério Público de Pernambuco, que por sua vez acionou a Polícia Civil para investigar a ocorrência de furtos de água na Adutora do Prata. As investigações da Operação Igarapé ganharam desfecho com o cumprimento de três mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão domiciliar. A ação envolveu 18 equipes da Polícia Civil, com a participação 110 policiais, quatro equipes do Instituto de Criminalística, além de 45 profissionais da Compesa.

 

Além dos prejuízos para o abastecimento da população, os furtos provocaram uma perda no faturamento da companhia estimado entre R$ 300 mil a R$ 500 mil, no período de 30 dias. Até a próxima semana, a Compesa irá calcular os valores das multas correspondentes ao volume estimado de água furtado, considerando o tempo que as ligações foram feitas e os diâmetros das tubulações das ligações clandestinas.