Teste de publicidades

Nota Oficial: MPF segue firme em estratégia para condenar Lula

Nota Oficial: MPF segue firme em estratégia para condenar Lula

Decisão dos procuradores federais apenas reforça o caráter arbitrário e persecutório das denúncias contra Lula ao longo dos últimos anos

 

NOTA OFICIAL

O Ministério Público Federal segue firme em sua estratégia para condenar Lula a qualquer custo. Agora o ex-presidente é acusado pelos procuradores federais de editar uma Medida Provisória para beneficiar o setor automotivo, uma proposta que tramitou no Congresso Nacional e foi aprovada por parlamentares da base e da oposição ao governo Lula.

Essa decisão dos procuradores federais apenas reforça o caráter arbitrário e persecutório das denúncias contra Lula ao longo dos últimos anos, que visam macular o legado de seu governo, que foi aprovado pela maioria da população brasileira. O PT se solidariza com o ex-presidente e se coloca ao seu lado para manter viva a memória dos governos de Lula para o País.

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores


Gleisi Hoffmann: Lula e o espetáculo da Lava Jato

Gleisi Hoffmann: Lula e o espetáculo da Lava Jato

Três anos após seu início, a Operação Lava Jato já deixou bem claro sua disposição em encurralar o ex-presidente Lula e varrer o PT do mapa. Para isso, a Força Tarefa de Curitiba fez uso de delações sem provas, prisões preventivas e conduções ilegais, divulgação de grampos sem autorização judicial e vazamentos de inquéritos, entre outras arbitrariedades denunciadas por vozes respeitadas do mundo jurídico.

Nesse período, os investigadores limitaram-se a ligar Lula a contas correntes que nunca apareceram, imóveis e terrenos que nunca estiveram em seu nome e agora chegaram ao ponto de questionar a possibilidade de sua nomeação para um cargo de ministro no governo Dilma, como se a decisão pessoal da então presidente eleita fosse algo ilegal.

A estratégia da Lava Jato não tem nada de nova. Mais uma vez, tentou-se jogar a opinião pública contra Lula e contra o PT na semana que precede o depoimento do ex-presidente ao juízo de Curitiba. É a mesma receita já utilizada em maio, quando o depoente Leo Pinheiro voltou atrás nas declarações que havia dado anteriormente em favor do ex-presidente e criou uma história tão descabida e sem comprovação, mas que entregava o que o juiz investigativo queria. A sentença expedida meses depois foi o uso dessa delação como prova irrefutável, dispensando o testemunho de outras 73 pessoas que negaram veementemente a acusação.

Daí que já se pode prever o que teremos adiante. A 13ª Vara da Justiça Federal irá condenar Lula quantas e tantas vezes tiver de julgá-lo e, para isso, não se furtará de atropelar o devido processo legal e as garantias constitucionais que tiver pela frente.

Nessa altura da operação, a truculência e o posicionamento político de agentes do Estado estão acima da lei. O que interessa agora é intensificar a produção de manchetes a tempo de influenciar o impedimento do retorno do projeto político que tirou milhões de pessoas da pobreza em uma década e mostrou aos donos do poder que há uma fórmula para tirar o país do atraso e distribuir riqueza que vai além de seus umbigos.

A caravana de Lula pelo Nordeste mostrou a dimensão de seu significado para o povo, ainda que tenha sido ignorada pela grande mídia, principalmente a rede Globo, patrocinadora master do golpe contra a democracia. O ex-presidente só tem destaque nessa mídia quando é para ser detratado, quando surge algum delator com uma denúncia nova que mesmo sem provas, ocupa posições de destaque no noticiário.Nessa semana, mais uma vez tivemos um exemplo dessa manipulação.

O ex-ministro Geddel foi preso com R$ 51 milhões em seu apartamento e o jornal das Organizações Globo estampou uma manchete em sua capa, com os nomes de Lula e Dilma em destaque, e logo abaixo as malas de dinheiro de Geddel. Quem olhava aquela imagem e a chamada principal, atribuía uma coisa a outra, quando de fato não existia uma relação entre ambos os fatos. É o “jornalismo Lava Jato”, em que ilações compõem o crime perfeito, ainda que tudo isso não passe apenas de encenação grotesca para enganar e dividir a opinião pública. É o jornalismo da confusão, e não da informação.

Agora, pretendeu-se a bala de prata com o depoimento de Antonio Palocci, diligentemente marcado na semana anterior ao depoimento de Lula. Mais do mesmo. Muita acusação sem nenhuma prova, aliás, sem testemunho ocular, apenas o ouvir dizer, me contou, fui informado… É lamentável que Palocci tenha se prestado a isso, tentando incriminar Lula para salvar a própria pele. Nada em relação ao sistema financeiro, nada em relação à mídia.

O problema dessa estratégia concentrada na destruição do maior líder político da história do País, é que não atinge somente ele ou o PT. Atinge a maioria do povo brasileiro, pois essa aliança, conluio, entre as forças judiciais tendenciosas, a grande mídia e o capital financeiro, está permitindo a realização de reformas e retrocessos nos direitos e conquistas do povo brasileiro. Foi assim com a EC 95, que congelou por 20 anos investimentos e despesas de saúde e educação, com a reforma trabalhista recentemente aprovada pelo Congresso, reforma da Previdência, que atinge aos mais pobres, aqueles que mais precisam do Estado para garantir-lhes o mínimo de dignidade.

Não nos intimidarão! Continuaremos nossa luta de resistência ao golpe, pela democracia e pelos direitos básicos da população. Por um país que se desenvolva economicamente fazendo a renda dos mais pobres crescer mais. Continuaremos defendendo Lula e o PT, porque isso significa defender a democracia brasileira e os interesses da maioria do povo.

*Artigo inicialmente publicado no Blog do Esmael 

Gleisi Hoffmann é senadora e presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores.


Campanha incentiva doação na conta de água para projetos sociais em Pernambuco

Campanha incentiva doação na conta de água para projetos sociais em Pernambuco

A Compesa inicia  uma nova fase da parceria com entidades organizadas  da sociedade civil para captar recursos financeiros para a execução de projetos sociais  em Pernambuco.  Captação é feita por meio de doações mensais dos clientes da Compesa, que variam de R$ 1,00 a R$ 10,00, nas faturas de água. O lançamento da nova campanha do projeto, que agora recebe o nome de Campanha Conta Comigo, será amanhã, às  09h, no  Centro Administrativo Eduardo Campos ( nova sede da Compesa), no bairro de Santo Amaro. O evento contará com a participação dos representantes do Hospital do Câncer, Movimento Pró-Criança e Fundação Terra, as entidades atualmente beneficiadas com o projeto.

 

Serviço:

 

Tema: Lançamento da Campanha Conta Comigo - doação de clientes da Compesa para projetos sociais em Pernambuco.

Quando: 12/09

Horário: 09h

Local: Centro Administrativo Eduardo Campos (sede nova da Compesa)

Avenida Jayme da Fonte, S/N, Santo Amaro, Recife.

Participantes: Compesa, Hospital do Câncer, Movimento Pró-Criança e Fundação Terra.


Bruno Ribeiro presidente do PT de Pernambuco: Palocci cedeu à encomenda dos acusadores de Curitiba

Bruno Ribeiro presidente do PT de Pernambuco: Palocci cedeu à encomenda dos acusadores de Curitiba

por Giselly Santos/Leia Já

Afirmação do presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro. Para ele, os depoimentos do ex-ministro foram manipulados

 

Presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro refutou as declarações do ex-ministro Antônio Palocci (PT) feitas contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Sob a ótica do dirigente, como Palocci está preso desde setembro e já foi condenado a 12 anos de prisão por crimes investigados pela Lava Jato, ele cedeu a uma narrativa que, de acordo com Bruno, vem sendo “imposta pelos acusadores de Curitiba”.  

“É mais alguém que preso por um ano, sem perspectiva de liberdade, cede à narrativa e encomenda que foi feita a ele pelos acusadores de Curitiba. Veja que é mais um depoimento onde não há uma prova, uma mala, uma conta corrente, um título de propriedade”, rebateu Bruno Ribeiro.

Palocci, que está preso na carceragem da Polícia Federal no Paraná, disse durante depoimento ao juiz Sérgio Moro na última quarta-feira (6), que Lula tinha um "pacto de sangue" com Emílio Odebrecht, dono da empreiteira homônima, envolvendo um "pacote de propina"; que foram pagos R$ 4 milhões pela Odebrecht ao Instituto Lula; e que tanto ele quanto Lula tentaram obstruir as atividades da Lava Jato.

“É um relato que apenas interage e reproduz a construção das acusações manipuladas que estão sendo feitas contra Lula. Surge em um momento muito preocupante, Janot flagrado de calça curta, com seu assessor se envolvendo com o Joesley, dias depois da mulher de Moro está identificada com um depósito do Tacla Duran na sua conta e no fim da caravana. Mais uma vez se monta um espetáculo midiático em um momento em que os acusadores estão numa situação crítica também”, reforçou o presidente do PT de Pernambuco. 

Palocci foi ouvido no inquérito em que Lula é acusado de receber R$ 12 milhões em propina da Odebrecht em forma de apartamento e na compra de um terreno para a construção da nova sede do Instituto Lula. Para este mesma apuração, o ex-presidente será ouvido por Moro na próxima quarta-feira (13). 


Felipe Cury: Que tipo de cidade queremos?

Felipe Cury: Que tipo de cidade queremos?

Que tipo de cidade queremos? 
Planejamento Urbano se faz com a participação da sociedade, do povo!

Uma parte da nossa intervenção na última reunião realizada na comunidade Santa Terezinha sobre o projeto da Vila Naval / Santo Amaro Norte. 
#ParticipaçãoeLuta 
#ResisteSantoAmaro

 


Há força para o PT vencer em 2018?

Há força para o PT vencer em 2018?

por Taciana Carvalho/Leia Já

 

Entre todas as incertezas, uma certeza existe dentro do Partido dos Trabalhadores: a luta das lideranças e militantes petistas para deixar de lado o cenário da eleição de 2016. Após a disputa, uma posição indesejável: o PT foi a legenda que mais encolheu. Para se ter uma ideia, o PT perdeu mais da metade das prefeituras pelo Brasil tendo uma queda de 60% em comparação a 2012. 

Apesar do contexto da disputa de 2018 ser diferente, já que será uma eleição majoritária, a pretensão é recuperar a força. A resolução do diretório estadual do PT, aprovado por unanimidade pelos 300 delegados presentes no 6º Congresso Estadual, é clara: fortalecer a atuação e intensificar a mobilização da sigla. 

Outra prioridade é a apresentação de uma candidatura própria para governar Pernambuco em oposição ao governo do PSB. O presidente estadual do PT-PE, Bruno Ribeiro, em entrevista ao LeiaJá, mostrou um otimismo sem igual nessa perspectiva. “Eu acredito que o PT vai apresentar um candidato e que vai ser vitorioso”, garantiu. 

A sua posição vai de encontro com a resolução que ressalta que a gestão do PSB no estado é “desastrosa”. “A gestão desastrosa do PSB em Pernambuco está impondo outros graves retrocessos ao povo pernambucano que tem como exemplo o caos atual na segurança pública”. 

Ribeiro pontua “outras dificuldades”. “Na segurança, as pessoas saem de casa com medo, entram no ônibus com medo, vão a um caixa automático com medo e a saúde não está satisfatória. Na educação, nem a promessa de campanha de valorizar o salário dos professores foi posto em prática, nós estamos com severos problemas porque não há política para a segurança hídrica. Se falta água no Sertão, já são seis anos de estiagem, o governo não tem uma política para tratar a morte do rebanho. Se chove, também há flagelos, inundação e desabrigo. Então, é um governo que não está atendendo as expectativas que o povo de Pernambuco quer e que precisa”, criticou. 

Portanto, o presidente falou que a posição do PT-PE continua firme sem possibilidade de aproximação com o PSB. “Se fez muita especulação, o presidente Lula fez uma visita a Renata, mas foi em caráter pessoal, e aí especulam em torno disso, mas nada disso tem raiz não. A posição nossa em Pernambuco está na nossa resolução. Nós continuamos com a mesma posição de oposição ao governo do PSB. Há muitas distâncias tanto nas posições gerais que o PSB assumiu nos últimos anos ao afastar de Dilma, ao votar em Aécio, ao voltar no impeachment e em questões locais, que a gente tem discordâncias. Há vários aspectos da gestão, segurança, educação, saúde, enfim, as distâncias são grandes”, garantiu. 

Um pouco mais ponderado sobre uma aproximação com o PSB, o senador Humberto Costa (PT) declarou que também não vê nenhuma perspectiva em curto prazo de qualquer aliança com o PSB. “Nós estamos faz um bom tempo afastados politicamente desde as eleições de 2012 e isso se agravou em 2014 e em 2016. No ano passado, o PSB de Pernambuco também apoiou o impedimento da presidente Dilma. Tudo isso nos afastou. Hoje, há algumas identidades em torno dos temas das reformas, da oposição ao governo Temer, mas eu não vejo como se construir isso nesse espaço de tempo imediato”, contou ao LeiaJá

No entanto, Humberto disse que o PT não fecha nenhuma porta. “Agora, obviamente que nós não fechamos nenhuma porta. Politicamente, sempre tivemos nos últimos anos muito mais aproximação com Armando Monteiro [senador], mas também no momento em que estamos vivendo hoje, essa aproximação deixou de existir nos termos que existia anteriormente. Então, tudo é incerteza. Mas, eu acho difícil. Se as eleições fossem hoje, o PT necessariamente teria um candidato”.

Para o senador, o importante é que a legenda continue mobilizando a sociedade “promovendo reuniões, encontros e audiências públicas nas principais cidades do estado”.

Quem será o candidato?

Nessa quarta-feira (5), um dos nomes que mais aparece nos bastidores para disputar a o comando do governo estadual pelo PT, a vereadora do Recife, Marília Arraes, disse que está “disposta” e preparada para assumir qualquer missão que lhe venha a ser atribuída. No entanto, Bruno Ribeiro, desconversou sobre o assunto, destacando que a parlamentar é um bom quadro, mas que o nome ainda está sendo discutido. 

“Marília é um bom quadro, está andando em Pernambuco e isso é muito bom para o partido, mas nós ainda não estamos discutindo nomes de candidato não. O nome dela é uma hipótese, mas existem outras hipóteses também. Discutir nomes agora não é o momento adequado. A gente tem que discutir com a sociedade o conteúdo, projeto de governo e, logo logo, a gente discutirá o nome que vamos defender”, disse. 

Ele ressaltou que a candidatura do PT será uma saída para os impasses que o estado está vivendo. “Com certeza o partido vai recuperar a sua força porque hoje o pernambucano quer retornar a confiança no futuro e ter esperança na sua própria vida. O povo quer um governo que atenda e priorize e é isso que a candidatura do PT vai oferecer aos pernambucanos”. 

Eleição diferente

Marília Arraes acredita que a tendência é que a eleição de 2018 seja “totalmente diferente” da que aconteceu em 2014 e em 2016. Ela considerou que essas últimas foram “disputas atípicas”. “Principalmente para o PT com todo o linchamento midiático que estava acontecendo com a grande mídia tentando fazer com que as pessoas pensassem, praticamente, que o PT tinha inventado a corrupção e, hoje, as pessoas estão vendo que não é assim”, disse citando como exemplo o “sucesso absoluto” que foi a caravana do ex-presidente Lula. 

Arraes também acredita que, no próximo ano, devido ao cenário político atual, as pessoas irão valorizar mais o seu voto. “As pessoas estão começando a notar que há uma diferença de projetos e diferença entre políticos. Eu acho que não é questão do PT recuperar cargos, enfim, nada disso. Eu acho que é que as pessoas tendem a valorizar mais o voto, especialmente o voto pela renovação. Vamos ver o que vai acontecer. Eu estou bastante confiante de que o povo vai estar mais consciente”, frisou. 

A petista também descartou uma aproximação com o PSB. “A não ser que eles queiram apoiar o PT porque já foi decidido que teremos candidatura própria e que já passou por duas votações internas do partido: na Executiva e no diretório, então não vejo como até porque o projeto do PSB está sendo ruim para Pernambuco. Seria uma irresponsabilidade com o estado aprovar o pior governo que Pernambuco já teve”, disparou. 

A incógnita sobre Lula

Outro fator que será fundamental falando nacionalmente da sigla é a maior incógnita que há quando se trata do ex-presidente Lula. Por ter sido condenado, em primeira instância, a cumprir pena de reclusão a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, existe a possibilidade de que o líder petista seja impedido de disputar a presidência da República no próximo ano. 

Caso isso venha a condenação de Lula seja efetivada, o PT poderá considerar o fato mais uma grande derrota que se somará à perda de força no pleito de 2016. Se depender do ex-presidente, sua candidatura é certa. “Se eu for candidato é para ganhar e ganhando eles [oposição] sabem que eu sei, não governar, mas cuidar do povo deste país. Quero que eles saibam que já fui presidente da República e quem vai decidir é o povo brasileiro”, chegou a dizer recentemente durante evento no Recife. 

Lula também tem usado um discurso para o lado emocional. Entre as declarações, ele afirmou que quem não morreu de fome, não tem que se preocupar com nada. Repetidamente, tem contado as dificuldades vividas na infância e afirmou que Deus foi muito “generoso” com ele. 


Grito dos Excluídos: “por direito e democracia, a luta é todo dia!

Grito dos Excluídos: “por direito e democracia, a luta é todo dia!

Recife, reuniu mais de 3 mil pessoas na manhã desta quinta-feira, 7 de setembro, para participar de mais edição do Grito dos Excluídos. Concentração na Praça da Democracia, Derby, sob a coordenação da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife. Movimentos sindicais e sociais, parlamentares, grupos de gênero, estudantes, mulheres e populares levaram a pauta por direitos e democracia, a luta é todo dia.


Subiu a pressão: Secretário municipal de segurança de Petrolina agride vereadora Cristina Costa com spray de pimenta

Subiu a pressão: Secretário municipal de segurança de Petrolina agride vereadora Cristina Costa com spray de pimenta

Não há Independência em Petrolina!!

O grito dos Excluídos foi marcado neste 7 de Setembro por ditadura e ataques do governo novo tempo. Durante a manifestação, em frente à Prefeitura, o próprio secretário municipal de segurança atacou a Vereadora Cristina Costa com spray de pimenta.

Cenas que só voltamos a ver no Brasil democrático, depois do golpe. Alguns manifestantes passaram mal.

QUAL A RAZÃO PARA TANTA INTOLERÂNCIA?
NÃO SOMOS UM PAÍS LIVRE?

#SomosTodosCristinaCosta


Lojas de atendimento da Compesa fecham no feriado da Independência

Lojas de atendimento da Compesa fecham no feriado da Independência

Expressos Cidadão não funcionam amanhã (7), mas abrem normalmente na sexta-feira (8) e no sábado (9)

 

No feriado nacional da Independência do Brasil, que será celebrado amanhã (7), além da sexta-feira (8) e sábado (9), as lojas de atendimento da Compesa estarão fechadas. Os Expressos Cidadãos também não funcionam nesta quinta-feira, mas abrem, normalmente, na sexta-feira e no sábado, no Parque de Exposições do Cordeiro e no Shopping Riomar, no Recife, no Centro da Moda, em Olinda, além das unidades localizadas no interior - no River Shopping (Petrolina), o Expresso Cidadão de Garanhuns e no Caruaru Shopping (Caruaru). O atendimento ao cliente também será realizado pelo call center (teleatendimento) que funcionará 24 horas, por dia. As reclamações sobre  vazamento de água  e extravasamento de esgoto devem feitas pelo telefone 0800 081 0185, enquanto que as demandas comerciais e outras informações serão recebidas pelo 0800 081 0195. As lojas de atendimento ao cliente voltam a funcionar na próxima segunda-feira (11).


“O PSB tá desesperado por uma aliança com o PT”, diz Marília Arraes

“O PSB tá desesperado por uma aliança com o PT”, diz Marília Arraes

Por Blog do Ney Lima

A pré-candidata ao governo do estado de Pernambuco, vereadora do Recife Marília Arraes (PT), participou na manhã desta quarta-feira (06) do programa Rádio Debate da Rádio Polo FM, e falou sobre as articulações da legenda para o pleito do próximo ano.

Marília também respondeu questionamentos sobre as mais recentes denúncias que envolvem o nome do ex-presidente Lula e a sua Caravana, que passou pelo Nordeste.

Ela não acredita em junção PT-PSB, no estado e afirmou que o PT não trabalha com ‘plano B’ para a candidatura à presidência, buscando firmar o terceiro mandato de Lula, em 2018.

‘Aproveitadores’

A petista não acredita numa junção com o PSB, partido do atual governador Paulo Câmara. Para Marília, o PSB quer ‘se aproveitar’ da popularidade do ex-presidente Lula.

Ela fez questão de destacar que o encontro entre Lula e Renata Campos, e outros nomes do PSB, não faz referência à eleição, mas a amizade entre eles. Uma reaproximação das legendas no estado, é considerado, por ela, como ‘quase impossível’.

“O povo não engole mais esse tipo de aliança. Aliança entre gente que se combatia até ontem, e hoje estão juntos. O povo não tolera mais isso. Temos que ter respeito com a inteligência dos eleitores do povo pernambucano. Se acontecesse seria um descompromisso com o povo”, falou.

Na disputa  

Marília reafirmou, em vários momentos, que o PT terá candidatura própria, faltando apenas escolher o nome.

“O importante agora é caminhar por todo o estado e saber quais são as propostas”, disse.

‘Sem abalos’

Sobre o presidenciável Lula, ela diz que o resultado da Caravana pelo Nordeste, representa a sua força.

“A popularidade dele não foi abalada mesmo com toda a perseguição que vem sofrendo”, argumentou.

Confira a entrevista, na íntegra:

 

 

 Compesa identifica ligações clandestinas em restaurantes e bares do Pina

Compesa identifica ligações clandestinas em restaurantes e bares do Pina

Delegacia de Boa Viagem foi acionada para registrar a ocorrência; furto estava prejudicando abastecimento de comunidades da região

 

No primeiro dia da ação de fiscalização realizada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), hoje (5),  em bares e restaurantes do bairro do Pina, na Zona Sul do Recife, foram identificadas ligações clandestinas em dois estabelecimentos comerciais da região. Durante a vistoria técnica, que contou com o apoio de peritos do Instituto de Criminalística, foram encontrados os famosos “jacarés” que possibilitavam o furto de água pelos restaurantes Caldinho do Neném e Barraco. A companhia acionou a Delegacia de Boa Viagem para registrar a ocorrência e  autuou os dois estabelecimentos pelas irregularidades. O furto estava prejudicando o abastecimento de água dos moradores da região, onde estão localizadascomunidades carentes, como a Beira Rio e do Bode.

A iniciativa da Compesa busca combater as ligações clandestinas que, além de representarem uma parcela significativa dos índices de perdas do sistema, colocam em risco a qualidade da água distribuída pela rede. “A Compesa realiza rotineiramente um trabalho de auditoria de consumo nos seus clientes, tendo em vista que o furto prejudica toda a população. Estamos no momento com uma ação focada nos bares e restaurantes do Recife”, explicou a gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Paula Marília  Fontes. A companhia levantou que os estabelecimentos estavam em pleno funcionamento, porém, no sistema Compesa, apresentavam-se como um cliente com água cortada. Amanhã (6), a Compesa e os  proprietários dos restaurantes prestarão depoimento na Delegacia de Boa Viagem. Como os dois estabelecimentos estavam cortados, as multas serão aplicadas com base na tarifa de esgoto.


Em Serra Talhada, pré-candidata, Marília Arraes, afirma que o PT em Pernambuco terá candidato próprio

Em Serra Talhada, pré-candidata, Marília Arraes, afirma que o PT em Pernambuco terá candidato próprio

Por Portal Nayn Neto

Nesta segunda-feira (04), a pré-candidata a governadora de Pernambuco, Marília Arraes (PT), esteve na cidade de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú onde se reuniu com lideranças do PT e aproveitou para participar da abertura oficial do Polo Nacional da tradicional Festa de Setembro.

Ao lado de prefeito da Capital do Xaxado, Luciano Duque (PT ) e de várias lideranças políticas do Sertão, Marília Arraes visitou as bases na região, onde ouviu as lideranças e a população, visando formatar e dar corpo ao seu projeto em 2018, quando, possivelmente, seu nome será laçado para concorrer às eleições para o Governo de Pernambuco.

Na manhã desta terça-feira (05), Marília Arraes e o Prefeito Luciano Duque, estiveram, juntamente com o Dr. Waldir Tenório, pré candidato a deputado estadual, vereadores e demais lideranças, em um programa de rádio local, onde a vereadora do Recife disse que “o Partido dos Trabalhadores (PT), em Pernambuco, já entrou em consenso e mantém o projeto de lançar um candidato próprio para concorrer ao executivo estadual, meu nome está à mesa, estou pronta para servir ao partido e ao povo pernambucano.”

Mesmo com uma agenda extensa e apertada, dividida entre a Câmara de Vereadores do Recife e a pré candidatura ao governo, Marília Arraes não cansa de participar de eventos e reuniões internas do PT em todos os rincões do Estado.