Compesa  vai indenizar moradores que perderam casas na Rua Sempre Vida, em Dois Unidos

Compesa vai indenizar moradores que perderam casas na Rua Sempre Vida, em Dois Unidos

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) reuniu, nesta tarde(16), os moradores que tiveram as residências atingidas pelo deslizamento de barreira, a partir de um acidente envolvendo o rompimento de uma tubulação, na Rua Sempre Vida, bairro de Dois Unidos, provocado por queimadas realizadas por moradores. O encontro, realizado na sede da Gerência da Compesa Dois Irmãos, contou com a participação de quatro moradores, da diretora e da assessora da Diretoria  Regional Metropolitana da Compesa, Simone Albuquerque e Raquel Macedo, respectivamente, além da gerente regional da empresa, Isabelle Souto e técnicos da área social.

 

 

A  diretora Simone Albuquerque  propôs, de imediato, auxílio moradia  por 30 dias  e uma ajuda de custo para cada um dos proprietários dos dois imóveis destruídos no acidente, iniciativas que foram  aceitas  pelos moradores. Eles também foram informados que, próxima semana, os proprietários dos imóveis  serão indenizados pela Compesa. “Esclarecemos que o problema que desencadeou toda essa situação foi o incêndio provocado por moradores, que acabou danificando nossa tubulação e que por isso encharcou o solo provocando a queda da barreira. Mas mesmo sem o laudo conclusivo do Corpo de Bombeiros, decidimos adotar todas as providências para tranquilizar e prestar assistência aos moradores", pontuou a diretora Simone Albuquerque.

 

Além da assistência emergencial, a  equipe social da Compesa está fazendo o levantamento do mobiliário e utensílios domésticos dos moradores para que os prejuízos também possam ser ressarcidos. “A nossa expectativa é  concluir todo processo de indenização no prazo de 30 dias. Iniciamos hoje mesmo o  levantamento  para chegar ao valor de mercado praticado na redondeza, para que os moradores  comprem um imóvel em um local mais seguro”, informou Simone Albuquerque.

 

Para um dos moradores que participou da reunião, o autônomo Ademilson José de Souza, a condução de todo processo pela Compesa deixou todos tranquilos e bem atendidos. "Ficamos satisfeitos. Ficou definido que eles vão nos ajudar e tudo vai se resolver. O que eles prometeram até agora eles cumpriram", afirmou Ademilson, que teve a casa totalmente destruída.

 

Abastecimento de água

 

A Compesa informa, ainda, que o abastecimento de água da área permanece suspenso. Os técnicos esperam retomar a distribuição de água na próxima segunda-feira (19), em caráter emergencial – a previsão é que o atendimento seja feito por meio de um rodízio de dois dias com água e dois dias sem. A previsão é que até o final do mês, a Compesa conclua o trabalho de remanejamento da rede danificada pelo incêndio. E só após a finalização desse trabalho, é que a distribuição de água na área será normalizada, ou seja, voltar ao abastecimento diário.