27 de Abril – Dia da Empregada Doméstica: 30 anos de Luta e Compromisso do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas do Recife

27 de Abril – Dia da Empregada Doméstica: 30 anos de Luta e Compromisso do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas do Recife

Tem muita gente que não consegue viver sem elas. São pessoas importantes na administração da família, só elas sabem onde tudo está dentro de casa.

Antigamente, as empregadas domésticas eram consideradas pessoas “de casa”, trabalhavam anos a fio no mesmo emprego, adquirindo a afeição e o respeito de muitas famílias, algumas continuavam morando com a família, quando já em idade avançada e consideradas uma terceira “avó”. Na realidade, até hoje, existem famílias assim, mas são raras.

As ajudantes do lar desempenham papel importante dentro de uma família, principalmente para a mulher da casa. Quando a dona da casa trabalha fora então, é imprescindível ter alguém que a ajude.

Existem milhares de pessoas, que fazem dessa profissão, o seu ganha pão e é com ele que sustentam as suas famílias. O salário é baixo, o serviço é bastante, os sapos que tem que engolir são grandes, em muitos casos, as humilhações que passam são também enormes, mas mesmo assim, lá estão elas, todos os dias, bem cedinho, antes mesmo dos donos da casa se levantarem, já em atividade, cuidando de tudo para que quando eles despertarem, tudo esteja do seu gosto.

Algumas moram no próprio emprego, ou por não terem onde morar ou por morarem muito longe, outras, pegam duas ou três conduções pra poder estar bem cedinho na casa de suas patroas, levantar cedo para as empregadas domésticas não é novidade, muitas delas tem que cuidar da sua própria casa, antes de sair para o trabalho.

É uma vida dura, disso ninguém tem dúvida. Desde 1972, os empregados domésticos, homens ou mulheres, passaram a ter a sua própria legislação, reconhecidos os seus direitos em pela Lei nº 5.859, tem direito a FGTS, carteira assinada, férias, 13º salário, repouso remunerado semanal, aposentadoria, auxilio doença e licença maternidade.

Aqueles que fazem uso dos serviços prestados pelas “empregadas domésticas” devem lembrar-se de que elas e eles são também: filhos, pais, mães, esposas e maridos e que como todos os seres humanos, tem uma vida cheia de problemas.

Neste dia 27 de abril, quando se comemora o “Dia da Empregada Doméstica”, lembremo-nos de apertar a sua mão e dizer parabéns e muito obrigado.