Marília Arraes diz que Governo do Estado volta a desrespeitar a população pernambucana ao reajustar as passagens de ônibus

Marília Arraes diz que Governo do Estado volta a desrespeitar a população pernambucana ao reajustar as passagens de ônibus

O ano mal começou e o Governo do Estado volta a desrespeitar a população pernambucana. Mais uma vez sem divulgar as informações reais sobre as contas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da RMR, a Secretaria das Cidades convocou para a próxima sexta-feira uma reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano, com o objetivo de REAJUSTAR AS PASSAGENS DE ÔNIBUS.  Os empresários querem um aumento de 11%. Com isso o anel A, utilizado por mais de 80% dos passageiros, iria de 3,20 para R$ 3,55! Bem mais caro que os R$ 2,15 prometidos pelo governador Paulo Câmara durante sua campanha não é mesmo? 
Os valores para os anéis B, D e G iriam, respectivamente, para R$ 4,90, R$ 3,85 e R$ 2,35. Valores abusivos, especialmente para um sistema sucateado, onde a segurança e o conforto dos passageiros não existem! Onde o cumprimento de horários e índices de qualidade são solenemente ignorados! É importante lembrar que os principais sócios do Grande Recife Consórcio de Transporte são o Governo do Estado (com 50% das ações) e a Prefeitura do Recife (com 40%). Os demais 10% das ações são distribuídos entre os demais municípios da RMR. A reunião do CSTM acontecerá na manhã da sexta-feira, na sede da SECID, na Iputinga. Vamos todxs até lá, mostrar que a população não aceita mais esse reajuste abusivo! #AumentoNão