Nota de Esclarecimento da Compesa

Nota de Esclarecimento da Compesa

A Compesa recebeu hoje (15) muitos questionamentos acerca da falta de água em Olinda: A cidade de Olinda está sem água? Água nas torneiras só em 2021? Quando vai faltar água em Olinda?
Para  esclarecer as dúvidas, segue informações para tentar explicar melhor a  falta de água em algumas ruas de bairros de Olinda, que não representa nem 5% da população já beneficiada com as ações do projeto Olinda+Água.


Em função da dimensão e abrangência do projeto Olinda + Água, que contempla 56% da cidade de Olinda, a Compesa está executando  obras e ações do projeto em três etapas. A medida que uma fase é finalizada, os moradores das áreas beneficiadas já começam a sentir a melhoria do abastecimento com o aumento das pressões. Esse é o primeiro reflexo do empreendimento. A partir de janeiro próximo, a distribuição de água vai melhorar ainda mais, paulatinamente, reduzindo o racionamento, até alcançar o objetivo final do projeto, que é ofertar água todos os dias. Porém, durante a fase de testes (período de ajustes do novo sistema) de uma obra dessa complexidade, é natural a ocorrência de falta de água pontual em algumas localidades  nos bairros que já receberam  as obras. Isso está acontecendo nos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, Casa Caiada e Jardim Fragoso.

Essas áreas com problema  não representam nem 5% do total de moradores já beneficiados com o projeto. Apesar de numericamente o percentual ser pequeno, a Compesa tem empreendido atenção e esforços  para resolver a questão por entender que o seu cliente merece atenção e transparência nas informações. A partir dos relatos dos moradores de falta de água nessas áreas, a Compesa voltou a campo e está desenvolvendo uma série de ações para regularizar a distribuição de água. E é isso que está sendo feito. Foi estabelecido um cronograma para finalizar todas as ações complementares e solucionar a falta de água nas ruas onde o abastecimento ainda não é satisfatório. O prazo máximo estabelecido para resolver todas dificuldades de abastecimento nessas áreas é até o dia 15/01/2018. Sendo assim, os moradores dessas áreas específicas de Olinda não precisarão esperar até o ano 2021 (término do projeto) para ter água nas torneiras. Após cada etapa concluída (obras físicas), a Compesa ainda continua trabalhando na implantação e troca de tubulações, além do controle das pressões e vazões com o objetivo de deixar os bairros com água todos os dias até 2021 (término do projeto).

Realizar uma obra desse porte requer muito trabalho e dedicação e também a compreensão para as críticas advindas das escavações de assentamento das tubulações que, sem dúvida, impacta no cotidiano da pessoas, gerando eventuais transtornos. Mas essa é a única maneira de mudar a realidade de uma cidade que não tem  mananciais próprios e que possui cerca de 90% da rede de distribuição de água muito antiga, com mais de 50 anos de uso. É necessário muita criatividade técnica e operacional (além dos investimentos) para  melhorar o abastecimento do município, que hoje tem um calendário de um dia com água e cinco dias sem. Os transtornos de hoje serão compensados com água todos os dias em 15 bairros de Olinda, no horizonte de 2021.  O projeto Olinda+Água  está recebendo investimentos de R$ 134 milhões e é o maior projeto de abastecimento de água em curso na Região Metropolitana do Recife. Os objetivos do projeto serão alcançados até 2021, mesmo sem o aumento da produção de água para cidade, hoje atendida pelo Sistema Botafogo e 31 poços.