Servidores ocupam Câmara de SP contra “reforma” de Doria

Servidores ocupam Câmara de SP contra “reforma” de Doria

Violência marcou a ocupação que deixou servidores feridos, duas mulheres foram agredidas com cassetete. PT divulgou nota em solidariedade aos servidores 

 

Servidores e manifestantes ocuparam na manhã desta quarta-feira (14) a Câmara Municipal de São Paulo contra a “reforma” da previdência municipal proposta pelo governo do tucano João Doria. Como de praxe, a polícia atuou de forma violenta deixando servidores, incluindo professores da rede municipal, feridos. Duas mulheres foram agredidas com um cassetete pela Guarda Civil Metropolitana (GCM).

As cenas de violência foram divulgadas por meio das redes sociais e denunciadas pelos próprios servidores e funcionários da Câmara. Dezenas de escolas paralisaram contra o projeto tucano.

Os funcionários públicos estavam desde a noite de terça-feira (13) acampados em frente à sede do Legislativo municipal e participaram nesta quarta de um ato que contou com as presenças de vereadores do PT e de outros partidos de oposição e representantes dos servidores públicos.

Na noite de terça, o PT municipal já havia se posicionado contra a reforma apresentada na Câmara no mesmo dia. O Setorial Sindical do PT divulgou nota rechaçando o projeto. “O candidato travestido de Prefeito João Dória, mais uma vez preocupado com suas intenções eleitorais para presidência da república ou governo de estado, às vésperas de renunciar o mandato de prefeito, quer a todo custo aprovar na Câmara Municipal de SP um projeto que onera todos servidores públicos, ampliando o desconto da previdência de 11 para até 19%”, disse a nota.

As discussões sobre a Reforma da Previdência municipal continuarão nesta quarta-feira (14) durante a reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa (CCJ) e na quinta-feira (15/3), em Audiência Pública promovida pela CCJ e pela Comissão de Finanças e Orçamento.

Veja como foi a ocupação e o ato:

 

 

 

 

 

Foto: Paula Aparecida

Servidora fica ferida durante ocupação

Da redação da Agência PT de Notícias