Samuel Salazar presta homenagem do Dia Internacional de Enfermagem

Samuel Salazar presta homenagem do Dia Internacional de Enfermagem

 

 A Sessão Solene Será realizada de foma remota e transmitida através das redes sociais da Casa de José Mariano 

 

 

A Câmara Municipal do Recife irá realizar uma Sessão Solene, na próxima quarta-feira (12) para homenagear o Dia Internacional da Enfermagem. A proposição é de autoria do vereador Samuel Salazar (MDB), será realizada de forma remota às 10h e será transmitida pelas redes oficiais da Casa de José de Mariano. 

 

“Esses profissionais são fundamentais não só nesta batalha contra a covid-19, mas em toda e qualquer circunstância, por sempre exercerem o trabalho colocando à frente o profissionalismo, a abnegação, a dedicação, o sentido de responsabilidade e o amor ao próximo”, justificou o parlamentar.  

 

Na ocasião, o vereador Samuel Salazar irá homenagear as profissionais de saúde Deila Beatriz, que representará o Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (COREM-PE), Elizabeth Azoubel representando o Sindicato dos Enfermeiros no Estado de Pernambuco (SEEPE), e Izabel Christina que irá representar todos da Associação Brasileira De Enfermagem de Pernambuco (ABEN). 

 

O Dia Internacional da Enfermagem é celebrado mundialmente desde 1965. Porém, oficialmente, esta data só foi estabelecida em 1974, a partir de decisão do Conselho Internacional de Enfermeiros. O dia 12 de maio foi escolhido como homenagem ao nascimento da britânica Florence Nightingale, uma pioneira da enfermagem moderna, que nasceu em 12 de maio de 1820.

 

No Brasil, entre 12 e 20 de maio, comemora-se a Semana da Enfermagem, relembrando outra mulher que foi pioneira e dedicou sua vida à profissão: a baiana Ana Néri (Ana Ferreira Justina Néri). Nascida em 13 de dezembro de 1814, falecida em 20 de maio de 1880, ela deixou de lado uma vida tranquila e de posses para servir como voluntária na Guerra do Paraguai (1865-1870) cuidando dos soldados brasileiros na frente de batalha. 

 

Origem da profissão – Desde antes de Cristo que a profissão de enfermeiro já era conhecida, mesmo sem ter este nome. Eram aqueles homens e mulheres abnegados que cuidavam dos doentes, idosos e deficientes, garantindo a sua sobrevivência. Com o tempo, estes cuidados de saúde evoluíram e, entre os séculos V e VIII, a Enfermagem surgiu entre os religiosos, como um sacerdócio. No século XVI, a Enfermagem já começa a ser vista como uma atividade profissional institucionalizada e, no século XIX, como Enfermagem moderna na Inglaterra.