Carlos Veras, Presidente da CUT-Pernambuco reage: não vi ninguém do PSB nas ruas defendendo Lula no julgamento de exceção

Carlos Veras, Presidente da CUT-Pernambuco reage: não vi ninguém do PSB nas ruas defendendo Lula no julgamento de exceção

Para Carlos Veras, o PT nacional não vai impor uma candidatura ao partido em Pernambuco como fez em 2012. Seria um "equívoco." 

 
Presidente da CUT em Pernambuco e candidato a deputado federal pelo PT nas eleições de 2018, Carlos Veras afirmou, nesta sexta-feira, que a base do PT estadual respeita o ex-presidente Lula, defende sua reeleição, mas espera que não haja intervenção no partido como em 2012. Embora Lula tenho feito declarações claras a favor de uma reaproximação entre o ex-presidente e o PSB, no último dia 6 de fevereiro, Veras disse que Lula não é de fazer imposição. 
"Não encontrei o governador de Pernambuco, nem seus secretários, nem os deputados do PSB defendendo Lula nos dias 23 e 24 de janeiro, naquele julgamento de exceção. Quem de fato estava defendendo Lula nas ruas do estado? Era a base. Estava o pessoal o PSol, o PCdoB, o PCO, mas não vi lideranças do PSB em defesa do presidente Lula?". Veras lembrou que o PSB estadual "foi ator principal" no impeachment de Dilma Rousseff. 

Carlos Veras falou com o Diario por telefone enquanto se dirigia ao Sertão do Pajeú. Ele ressaltou que, dos 200 sindicatos filiados à central, cerca de 90% apoiam a candidatura própria de Marília Arraes ao governo do estado. "Não vamos por conta do PSB rachar o PT. O melhor para Lula e para o povo de Pernambuco é a candidatura do PT".