Pesquisa eleitoral, com favoritismo de Marília Arraes, é divulgada às vésperas de reunião entre Lula e PT-PE

Pesquisa eleitoral, com favoritismo de Marília Arraes, é divulgada às vésperas de reunião entre Lula e PT-PE

Pesquisa do Instituto Múltipla, de Arcoverde (PE), foi divulgada nesta quinta-feira, dia 8, com registro no Tribunal Superior Eleitoral, às vésperas do encontro do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e cúpula do PT de Pernambuco, nesta sexta-feira (9), em São Paulo.

O encontro deve contar com as presenças dos pré-candidatos petistas ao governo do estado Marília Arraes, Odacy Amorim e José de Oliveira, além da Executiva do PT Estadual, capitaneada pelo presidente da legenda, Bruno Ribeiro; ex-prefeito do Recife, João Paulo; Senador Humberto Costa, Deputada Estadual Tereza Leitão e o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque.

Em reserva ao blog, um petista da cúpula informou que, na reunião que acontece logo mais, João Paulo, Humberto Costa e Odacy Amorim defenderão a aliança com o Partido Socialista Brasileiro (PSB) do governador Paulo Câmara.

O curioso é que a pesquisa exclui os nomes dos pré-candidatos ao Governo do Estado Odacy Amorim, José de Oliveira e Júlio Lóssio (Rede). Além disso, aponta os quatros cenários prováveis para as eleições deste ano.

PESQUISA ELEITORAL

O Instituto Múltipla realizou 600 entrevistas entre os dias 2 e 6, deste mês de março, em todas as regiões do Estado, seguindo a estratificação do IBGE.

No primeiro cenário, Paulo Câmara (PSB) lidera com 34,3% dos votos, seguido de Marília Arraes (PT) com 21,3% e Fernando Bezerra com 6%. Brancos, nulos e indecisos totalizam 33,5%. Em relação à pesquisa de janeiro, o governador cresceu de 26,8% para 34,3% e Marília caiu de 23,3% para 21,3% (oscilação dentro da margem de erro, o que ocorreu também com o senador).

No segundo cenário, Paulo Câmara (PSB) tem 31%, Armando Monteiro Neto (PTB) 19% e Marília Arraes (PT) 18,5%.  Em relação à pesquisa de janeiro, o governador cresceu 8 pontos percentuais, Armando caiu 4 e Marília caiu 1 (oscilação dentro da margem de erro).

No terceiro cenário, Paulo Câmara (PSB) tem 41% e Fernando Bezerra Coelho (MDB) 10,2%. Brancos, nulos e indecisos totalizariam 44%. Em relação à pesquisa anterior, o governador cresceu 6 pontos percentuais e o senador caiu 2.

No quarto cenário, que é cogitado, caso se confirme a decisão do PT de “barrar” a candidatura de Marília Arraes, o governador tem 36,3% e o senador Armando Monteiro (PTB) 25,2%. Brancos, nulos e indecisos totalizam 34%.

Neste cenário, que é de confronto direto entre Paulo Câmara e Armando Monteiro, o governador venceria em todas as regiões do Estado, à exceção da Zona da Mata, onde perderia para o seu adversário por 33 x 29,5%.

Em relação à pesquisa de janeiro, Paulo Câmara subiu de 28,2% para 36,3% e Armando caiu de 30,2% para 25,2%.

Rifar Marília pode custar caro ao PT. 

 

Por Blog do Robério Sá