Vaza conversa em que Bolsonaro pede para Onyx negociar acordo com Bebianno

Vaza conversa em que Bolsonaro pede para Onyx negociar acordo com Bebianno

Ministro chefe da Casa Civil teria ligado "por engano" a um jornalista d'O Globo, que registrou uma conversa com Bolsonaro, em que o presidente fala sobre o suposto dossiê que Bebianno estaria preparando para atacá-lo e ainda dispara: "Se ele me cobrar individualmente, eu to f**" 

 
O jornal O Globo, em matéria divulgada na noite desta quarta-feira (20), colocou ainda mais lenha na fogueira da crise instaurada entre o ex-ministro Gustavo Bebianno e o presidente Jair Bolsonaro, que começou com as denúncias de candidaturas laranjas do PSL, partido do presidente e dirigido, à época da campanha, por Bebianno. 
 

De acordo com o jornal, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, teria ligado “por engano” para o celular do jornalista, que registrou uma conversa sigilosa entre o ministro e o presidente. No diálogo, Bolsonaro escala Lorenzoni para negociar um acordo com Bebianno para que o ex-ministro não o ataque.

 

Antes de ser demitido, Bebianno havia afirmado que, se caísse, cairia “atirando”. Já na manhã desta quarta-feira (20) o jornal Folha de S. Paulo denunciou que o ex-ministro estaria preparando um “dossiê” sobre a campanha e as primeiras semanas de mandato de Bolsonaro para atacá-lo.

Na conversa registrada pelo O Globo, Lorenzoni afirma que já conversou com Bebianno sobre o assunto e que o ex-ministro teria “dado sua palavra” de que não atacaria o presidente. “A Folha deu uma nota e o Antagonista acabou de reproduzir e ele (Bebianno) acabou de ligar e pediu para tirar. Que é o seguinte… Que ele estava preparando documentos e não sei o quê para atacar. Ele disse ao Jorge (possivelmente Jorge Oliveira, subchefe de Assuntos Jurídicos do Planalto): ‘o que eu tinha para fazer, eu fiz ontem. Eu não dou mais nenhuma palavra, acabou tudo ontem. Eu to te dando a minha palavra. Ok?’ Então, agora, no fim da tarde, para tu saber, eu vou lá dar uma conversada com ele”, disse o ministro da Casa Civil.

Bolsonaro, no entanto, se mostrou preocupado por ainda ser representado por Bebianno, que é advogado, em processos judiciais.

“Você vai conversar com ele sobre as ações?”, pergunta Bolsonaro. Onyx responde que sim.

 

“Se ele [Bebianno] me cobrar individualmente o mínimo, eu tô fodido. Tem que vender uma casa minha para poder pagar”, comenta o presidente. 

 

Ouça o áudio da conversa abaixo. 

 

 

 

Direto da Redação da Revista Fórum.